Turandot, uma sátira chinesa

Cia. Katarriso estreia novo espetáculo em Governador Valadares

Divulgação/ACS Cenibra


Troupe da Katarriso se prepara para o palco
O espetáculo Turandot, uma sátira chinesa, estreia neste sábado (15), às 20 horas, no Colégio Franciscano Imaculada Conceição, em Governador Valadares, com sessão também no domingo (16).

Com patrocínio da Cenibra (Lei Federal de Incentivo à Cultura) e apoio da Usiminas, o espetáculo conta a estória de uma princesa que, traumatizada com a morte de Loug-Ling, sua ancestral, se torna fria e não quer saber de se casar.

Obrigada pelo imperador a ter um marido que se tornará o futuro imperador, Turandot impõe uma condição: que o príncipe desvende três enigmas que ela propor, mas os que errarem devem deixar suas cabeças para nunca mais se aproximar dela, até que aparece o bárbaro Calaf para vencer sua frieza.

Divulgação/ACS Cenibra

Adaptado da ópera homônima de Giácomo Puccini, Turandot ganha encenação teatral recheada com canto e comédias sob a maestria da Cia. Katarriso. O projeto conta com 32 atores que, além da música e atuação, dançam e lutam o kung-fu.

A Cia de Teatro Katarriso completa 25 anos de existência em 2016 e está preparando uma grande festa de bodas de prata. Amealha em seu currículo mais de 38 trabalhos entre peça teatrais, esquetes, intervenções cênicas, entre outros. Por ela já passaram mais de 180 jovens atores.

ímagemd2202]Sinopse
O Mandarim (Daniel Marinho) anuncia a mudança na lei do imperador Altoum (Will Valadares), que condena os pretendentes que não adivinham os enigmas da princesa. Saadi (Geraldo Castro), o príncipe da Pérsia, é o condenado da vez. O povo então se divide entre prós e contra a atrocidade.

No meio dessa confusão, Timur (Diego Teixeira), rei deposto da Tartária, chega a Pequim guiado por Liu (Nicolle Sá) e, ao ser derrubado, quem se propõe ajudar é Calaf (Álisson Gonçalves), seu filho que já estava refugiado na China.

Nesse momento surge Turandot (Ana Márcia), que decreta a sentença a ser executada pelos carrascos (Gildo e Lucas Patrick). Mas a princesa se encanta com Calaf, que vê nela uma chance de voltar a ser rico, e assim decide tocar o gongo e tentar a sorte.

Mas antes que ele consiga fazer isto é impedido por Pang (Glaycon Cristian), Ping (Allan Aguiar) e Pong (Jean Pavle), ministros da princesa cuja missão é dissuadir os pretendentes.

Em novembro, o grupo vai apresentar o espetáculo no Centro Cultural Usiminas, em Ipatinga.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO