Comboio humanitário é atacado na Síria

Doze pessoas morreram e pelo menos 18 caminhões com comidas e outros produtos foram destruídos

Omar haj kadour/AFP


Os bombardeios atingiram a região próxima a cidade de Aleppo
Há apenas algumas horas do governo sírio de Bashar al-Assad ter anunciado o fim da trégua no país, 12 pessoas morreram nesta segunda-feira (19) em um bombardeio perto da cidade de Aleppo, que destruiu grande parte de um comboio que trazia alimentos para a cidade e arredores.

De acordo com o Observatório Sírio de Direitos Humanos e com um porta-voz das Nações Unidas, os bombardeios atingiram e destruíram ao menos 18 dos 31 caminhões que levavam alimentos e outros produtos de primeira necessidade para a região de Urm al-Kubra, onde cerca de 78 mil pessoas precisam urgentemente de ajuda humanitária.

O comboio, que tinha como objetivo chegar a Aleppo, estava em uma parte rural do país dominada por forças rebeldes. Por isso, o Observatório Sírio acredita que os aviões responsáveis pelos ataques devem pertencer às forças militares sírias ou russas.

O governo de Assad ainda não fez nenhuma declaração sobre o ocorrido. Mais cedo nesta segunda, moradores de áreas ao leste de Aleppo já haviam relatado bombardeios na região. (Com informações: Agência Brasil)
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO