Família esquartejada na Espanha era brasileira

Agentes não encontraram sinais de que os assassinos tenham forçado a entrada da casa da família

Reprodução


Casa foi encontrada sem sinais de arrombamento
O casal e dois filhos encontrados esquartejados no domingo (18) em uma casa a 60 km de Madri eram brasileiros, anunciaram nesta segunda-feira (19) as autoridades, que privilegiam a pista de um ajuste de contas. Os dois tinham 4 e 1 ano, segundo a Guarda Civil.

Os agentes não encontraram sinais de que os assassinos tenham forçado a entrada da casa da família no povoado de Pioz, província de Guadalajara. Os investigadores calculam que os corpos se encontravam na casa há cerca de um mês. "A entrada não foi forçada, nem qualquer tipo de janela, porta, nada", indicou o porta-voz da Guarda Civil.

"Temos a investigação sob segredo judicial, e ainda não esclarecemos as causas. Parece que foi feito por profissionais", acrescentou o porta-voz.Segundo a imprensa espanhola, os corpos esquartejados foram achados em bolsas de plástico fechados com uma fita adesiva.

A Guarda Civil foi alertada no domingo (18) por um vizinho, que informou sobre o mau cheiro que emanava da casa, situada numa zona residencial na periferia desta localidade de menos de 4.000 habitantes, onde foram decretados dois dias de luto.

Os vizinhos não viam a família desde o fim de agosto e, segundo suspeita, o assassinato pode ter acontecido no última dia 22. Os quatro se mudaram para o vilarejo em 21 de junho e não tinham muito contato com os outros moradores da região.

A família

Segundo relato de vizinhos aos jornais espanhóis, os brasileiros tinham "costumes muito reservados". Era muito raro vê-los na rua, a não ser o pai, que era visto a caminho do supermercado do povoado para realizar compras, já que não tinha carro.

Os investigadores acreditam que a família conhecia os seus assassinos, já que não há sinal de entrada forçada na casa. A polícia não quis informar mais detalhes da investigação.

(Com informações: O Tempo)
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO