Novas pistas de garota desaparecida

Há quase 60 dias do desaparecimento da adolescente, em Nova Lima, a polícia tem novas informações sobre o caso

Ramon Lisboa/EM/DA Press


Garota desapareceu em frente ao condomínio onde mora
Ana Paula de Carvalho Lopes, de 15 anos, está sumida há 54 dias, contudo, a família da adolescente renova suas esperanças de encontrá-la com vida. A expectativa positiva vem de duas fontes: da informação de que a adolescente tinha um relacionamento virtual com um rapaz do Rio de Janeiro e de imagens de câmeras de segurança da área onde ela foi vista pela última vez.

Segundo o advogado da família, Luciano Soares Miranda, uma amiga de escola de Ana Paula relatou à polícia que a adolescente tinha um namorado virtual no Rio de Janeiro. A informação serviu de base para solicitar à Polícia Civil diligências na capital fluminense, na expectativa de ela tenha ido para o Rio para se encontrar com o homem. Os pais da estudante entraram em contato com a família do suposto namorado, porém, eles afirmaram não saber de nada.

Na noite de ontem, o advogado da família entregou à Polícia Civl imagens de câmera de segurança do Condomínio Miguelão coletadas por ele, na expectativa de elas ajudem a elucidar o caso. Ana Paula foi vista pela última vez em um ponto de ônibus na frente do condomínio, em 26 de junho.

O advogado não sabe se a polícia já teria coletado e analisado as imagens entregues por ele, mas disse estar certo de que a adolescente está viva. "Estou convicto de que eu e a família, junto à polícia, vamos coletar informações e encontrar Ana Paula", afirma Luciano.

(Com informações: Estado de Minas)
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO