Adolescente de 17 anos é morto a tiros no Santa Cruz

Vítima voltava de um bar, empurrando uma bicicleta, onde foi buscar pacotes de tabaco para o avô

Em Coronel Fabriciano, a polícia tenta identificar os autores que executaram a tiros, o ajudante Lilcimar do Carmo Lisboa, de 17 anos, por volta das 20h desta terça-feira (16/8). Ele foi morto ao voltar de um bar, após comprar fumo (tabaco) desfiado para o avô. A vítima morreu a poucos metros de casa, quando subia o morro da rua Inglaterra, no bairro Santa Cruz. Foi o segundo homicídio neste mesmo bairro. Domingo (14), outra pessoa foi morta a tiros no Santa Cruz.

Mãe do adolescente, vítima da noite desta terça-feira, a dona de casa Lucimar do Carmo, acompanhou os trabalhos policiais sentada no meio-fio. Ela informou ao portal Diário do Aço que havia 16 dias que ela e os filhos retornaram para Coronel Fabriciano, após a família sofrer ameaças. “Todo mundo sabe quem foi. Eu espero que se faça justiça. Meu filho morreu sem dever nada”, disse a mulher.

Lilcimar trabalhava em uma construção no bairro Bela Vista, em Ipatinga. Ele chegou do trabalho e saiu de bicicleta para buscar pacotes de tabaco para o avô. O rapaz foi surpreendido pelos assassinos no momento em que subia um morro, empurrando a bicicleta.

De acordo com as informações levantadas pela PM, foram dois, os autores do crime. Por denúncias anônimas, dois nomes de suspeitos foram repassados à polícia. Eles foram localizados nas casas deles, porém não se confirmou nenhum envolvimento no homicídio.

A perícia da Polícia Civil constatou três perfurações de tiros no rosto de Lilcimar. Em poder do jovem, além de dois pacotes de fumo, havia também uma porção de maconha. O corpo de Lilcimar foi removido pela funerária Nova Aliança e encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) de Ipatinga, após os trabalhos periciais.

O homicídio, segundo a mãe de Lilcimar, pode ter sido um “recado” enviado para o padrasto da vítima. Em Junho do ano passado, o irmão do padrasto identificado como Marcone Daniel da Silva, foi assassinado a tiros em um bar, também no Santa Cruz. A vítima na época foi Marcelo Daniel da Silva, de 34 anos, e a suspeita era que o alvo seria Marcone.

Outro

Esse foi o segundo homicídio registrado no bairro Santa Cruz, em pouco mais de 48 horas. No último domingo (14/8), Douglas Ramos Bento, de 31 anos, foi morto a tiros na rua Portugal, no início da tarde, como já foi divulgado pelo Portal Diário do Aço.

O pai da vítima é que teve a difícil missão de fazer o reconhecimento do corpo do filho, justamente no Dia dos Pais. Inicialmente, este crime de domingo não tem ligação com o assassinato ocorrido na noite desta terça-feira, na rua Inglaterra, de acordo com as primeiras informações repassadas pelos policiais no local do crime.


Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Sebastião 17 de Agosto, 2016 | 09:48
Mãe é carinhosa! Disse que o filho nada devia, mas estava com droga.
Então, não era totalmente inocente.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO