11/01/2019 17:56:00

Polícia Civil esclarece homicídio ocorrido em junho em Paraíso

Acusado do homicídio de Pedro Henrique de Oliveira Gomes, de 20 anos, teve expedido um mandado judicial, mas já está preso por roubo; comparsa ainda é procurado



Arquivo DA


Anúncio da conclusão do inquérito foi feito nessa sexta-feira

A Delegacia de Polícia Civil de Santana do Paraíso anuncia que concluiu, nessa sexta-feira (11) as investigações que apontam as circunstâncias, motivação e autoria do homicídio de Pedro Henrique de Oliveira Gomes, de 20 anos, ocorrido em 15 de junho de 2018, no Centro daquela cidade, crime noticiado pelo Diário do Aço.

De acordo com a ocorrência, por volta de 12h dois indivíduos chegaram em uma motocicleta e surpreenderam a vítima no lavajato onde Pedro trabalhava, efetuando disparos de arma de fogo.

A perícia demonstrou que a vítima tentou correr mas foi encurralada e executada pelos autores por oitos disparos, sendo cinco nas costas e dois na cabeça.

No relatório da investigação, que tem cerca de 300 páginas, ficou apurado que pouco antes de morrer, a vítima tinha terminado um relacionamento amoroso com a ex-companheira de Weberte Germano, de 21 anos. O relacionamento dos dois gerava ciúmes no autor do crime.

No ano de 2016 Weberte jurou a vítima de morte, em mais de uma ocasião e, inclusive, naquele ano, esteve na cidade de Santana do Paraíso à procura de Pedro Henrique, que se encontrava preso.

A Polícia Civil informa que o crime tem ainda um segundo envolvido, Diego Santos de Oliveira, de 23 anos, que além de participar da execução, é apontado como o piloto e dono da motocicleta que foi flagrada pelas câmeras de segurança da cidade e cujas imagens foram obtidas pelos investigadores.

A prisão preventiva dos dois investigados foi solicitada em 5 de julho de 2018 e decretada pela Justiça no dia 11 daquele mês. Desde então os autores eram procurados pela polícia.

Weberte foi preso em flagrante por roubo qualificado em oito de outubro passado, no bairro Industrial, em Santana do Paraíso. Na ocasião, Diego que estava em companhia dele, conseguiu fugir, deixando a motocicleta de sua propriedade para trás, a qual foi apreendida.

Conforme nota divulga pela Polícia Civil, Weberte, que tem passagens porte ilegal de arma de fogo, roubo qualificado, homicídio tentado e outros crimes, não quis se pronunciar sobre o fato e está custodiando no presídio de Coronel Fabriciano, onde aguarda julgamento.

“Diego que tem anotações por roubo e desacato continua sendo procurado pela polícia”, informa a PCMG.

Mais:
Preso em Bom Jesus do Galho autor confesso de homicídio em Santana do Paraíso


Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Envie o seu Comentário