07/12/2018 14:05:00

A escolha da profissão

Oscar D’Ambrosio *




Cada vez mais existe um consenso segundo o qual somos obrigados a escolher, no momento inadequado, a profissão que abraçaremos teoricamente por toda a vida. No terceiro ano do ensino médio, pouco sabemos a respeito de nós mesmos, ou do mundo e nossas vocações, ainda mais num mundo tão dinâmico como o de hoje.

Além disso, a sociedade oferece hoje oportunidades bem mais diversificadas do que as do século passado. Áreas tradicionais, como engenharia, direito e medicina, têm múltiplas facetas e carreiras híbridas vem ganhando espaço num mercado de trabalho em que se multiplicam possibilidades – e nem todas associadas ao ensino superior.

Em visita ao KidZania, local de entretenimento e educação com mais de 20 centros no mundo como São Paulo, SP. crianças de 3 a 14 anos podem explorar livremente cada uma das 50 atividades disponíveis em uma área de mais de 8.500 metros quadrados. Pode-se experimentar por cerca de 20 minutos a vivência de cada uma das profissões citadas – e de muitas outras atividades profissionais.

É interessante verificar como, nesse espírito lúdico, as atividades de comunicação, por exemplo, ganham espaço e adesão das crianças, principalmente as atividades de youtuber, fotógrafo, radialista e jornalista, tudo isso associado a novas tecnologias. O desejo de fazer, de ser visto e de ser ouvido é grande, sinal de uma geração que que deseja cada vez mais falar, se mostrar e ser vista. A questão é se alguém quer ouvir. Isso é para pensar.

* Jornalista pela USP, mestre em Artes Visuais pela Unesp, graduado em Letras (Português e Inglês) e doutor em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e Gerente de Comunicação e Marketing da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.




Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Envie o seu Comentário