06/12/2018 18:04:00

Jogo da Solidariedade arrecada mais de 10 toneladas de alimentos e time de Danilo vence o de Rafael

Os times foram compostos por amigos atletas profissionais, parentes e outros parceiros dos tempos de infância de ambos em Coronel Fabriciano




Fotos: Tiago Araújo

Um público superior a 2 mil pessoas acompanhou, no estádio Louis Ensch, na noite da última quarta-feira, a quinta edição do "Jogo da Solidariedade", evento promovido anualmente em Coronel Fabriciano pelo goleiro Rafael e pelo lateral esquerdo Danilo. Num primeiro levantamento dos organizadores, mais de 10 toneladas de alimentos não perecíveis foram arrecadadas, mas a expectativa é de que chegue a uma quantia bem superior, em razão da coleta em diversos pontos da cidade. Em campo, os times foram compostos por amigos atletas profissionais, parentes e outros parceiros dos tempos de infância de ambos em Coronel Fabriciano.

A tietagem esteve em alta antes, durante e depois da partida, evidenciando o prestígio que os dois jogadores possuem na comunidade. Para dar um caráter ainda mais festivo, o Raposão e o Raposinho, mascotes do Cruzeiro, estiveram no estádio durante toda a partida. Ao final, de virada, o time de Danilo venceu por 3 a 1.

Jogo bom

Em campo, embora tivesse o caráter amistoso e festivo, os times comandados pelos dois líderes da promoção fizeram um bom confronto, arrancando aplausos da torcida com algumas jogadas de efeito e muitas finalizações a gol. No 1º tempo, o time de Rafael, que atuou como centroavante durante quase todo o jogo (depois saiu para dar lugar a um dos mais de quinze reservas que estavam no banco), fez 1 a 0, por meio do próprio jogador cruzeirense, numa cabeçada após jogada do setor esquerdo.

O time de Danilo, embora tivesse maior volume de jogo, não conseguiu chegar ao empate. O próprio lateral do Atlético, que este ano atuou emprestado à Ponte Preta, chegou a chutar um pênalti na trave esquerda do goleiro Bruno, ex-Ipatinga (atualmente na Votuporanguense, no interior de São Paulo). Já na primeira etapa começaram as substituições em ambas as equipes, para que todos os presentes uniformizados participassem. Havia mais de quinze suplentes em cada um dos times, entre atletas profissionais, amadores, amigos e parceiros do evento.

Virada

No 2º tempo, o time de Danilo continuou a imprimir um ritmo forte, ao passo que os comandados de Rafael reduziram o ritmo com as muitas substituições. A entrada do meia Jajá, jogador ipatinguense que atualmente atua no Muanthong United da Tailândia (está de férias em Ipatinga), aumentou o poder da equipe do lateral atleticano, que chegou à virada. O próprio Jajá foi o autor de dois gols, cabendo a Hudson anotar o outro. Final, muita festa no Louisão e placar de 3 a 1.

O time de Danilo iniciou a partida alinhando: Jori, Tupa, Fabrício Bruno e Didi; Richely, Ricardinho, Wendel e Matheusinho; Danilo e Renan Oliveira. Estiveram na suplência e, além de Jajá e Hudson, entraram durante a partida: Douglas Barcelos (irmão de Danilo e também um dos principais organizadores do evento), Mateus, Júlio, Thiago, Ricardo, Gustavo, Paulo, Rafael Pontes, Tacheco, Ceará, Moisés, Gérson, Eduardo, Leo e Leandro.

O time de Rafael iniciou jogando com: Bruno, Ricardo Luz, Cacá, Reginaldo e Toninho; Zé Ricardo, Joãozinho e Gil; Renan Mota, Rafael e Élisson. Estiveram na suplência e entraram, quase que num revezamento: Gicélio, Luca, Fillipe, Márcio, Éderson, Leonardo, Gabriel, Juninho, Vicente, Pedro Vale, Círio e Gilson.

O árbitro foi Rafael Horst, auxiliado por Ivanildo Silva e Renato Júnior, atuando como 4º e 5º árbitros Pedro Henrique e Diogo Silva.

As entidades devem receber os donativos, em solenidade prevista para este sábado, 10 horas, no Salão de Festas Galbim, no Melo Viana. Lar dos Idosos, ACDN, APAE Coronel Fabriciano, Grupo Espírita Alan Kardec, Grupo Se Toque, Comunidade JK, Projeto Espalhe Luz e Rotary Club Coronel Fabriciano são algumas das entidades que receberão os alimentos não perecíveis.

Rafael avalia 2018 e tem boa expectativa para ano que vem


Rafael está realizado com o sucesso da promoção

Uma das estrelas da noite no Campo do Social, o goleiro Rafael concedeu inúmeros autógrafos, posou para centenas de fotografias, distribuiu outros tantos abraços e fez um agradecimento a todos que compareceram ao estádio e que também doaram os alimentos. Se declarou realizado e certo que a iniciativa "pegou" mesmo em Coronel Fabriciano, prometendo o mesmo empenho para realizar a sexta edição ao fim da temporada de 2019. Fez questão também de abraçar e agradecer a cada um dos jogadores profissionais que vieram ao Vale do Aço contribuir para o espetáculo.

Avaliando a sua temporada no Cruzeiro, o goleiro, de 28 anos, considerou como positiva, pelas conquistas do Campeonato Mineiro e do hexa da Copa do Brasil. Lamentou os erros de arbitragem no jogo de ida das quartas de final da Libertadores, contra o Boca Juniors (expulsão de Dedé, em especial), que, na sua opinião, foram decisivos para a eliminação do clube diante dos argentinos, que domingo, em Madri, decidirão a competição contra o River Plate.

Na avaliação do goleiro cruzeirense esses dois títulos são motivo de orgulho, porém avalia que os jogadores precisam manter o ritmo para obterem bons resultados no próximo ano. “Foi muito boa essa temporada do Cruzeiro. Ganhamos dois dos quatro títulos que disputamos. Sabemos o quanto é difícil ganhar um campeonato. Foi muito bom, mas não podemos parar por aí. Temos que continuar focados, porque nós sabemos que futebol é resultado e esperamos repetir o feito desses dois últimos anos, que foram maravilhosos para nós”, disse.

Destino

Em relação às possíveis sondagens de clubes que poderiam ter interesse em contratá-lo, Rafael afirmou que não tem conhecimento. “Estou de férias. Não tenho contato com isso. Deixo esse assunto para diretoria e meus empresários resolverem. Tenho mais três anos de contrato com o Cruzeiro. Sou muito feliz no clube. E o meu destino e meu futuro não cabem a mim, e sim ao Cruzeiro”, concluiu.

Danilo também agradece e deverá ter novo clube em 2019

Embora tenha mais um ano de contrato, Danilo não deverá permanecer no Galo


Extremamente feliz com o resultado do "Jogo da Solidariedade" 2018, o lateral Danilo também fez declarações de agradecimento ao público que compareceu ao estádio e às centenas de pessoas que realizaram doações no Campo do Social e nos diversos pontos de troca de donativos por ingressos. Igualmente assediado por fãs, aos quais atendeu com a costumeira atenção e simplicidade, o lateral que atuou nesta temporada na Ponte Preta pela Série B do Brasileirão prometeu realizar a ação solidária novamente ao final da próxima temporada por considerá-la importante por poder ajudar a quem realmente necessita.

Sobre seu futuro, ele não falou publicamente, porém o Diário do Aço apurou que ele não deverá ficar no Atlético em 2019, embora tenha contrato com o clube até dezembro próximo. Seu destino pode estar atrelado ao do técnico Gilson Kleina, com quem trabalhou na Ponte Preta recentemente. Kleina deixou o clube e negocia com Vitória-BA, Goiás, Santos e até mesmo o Fluminense. A definição deve ocorrer até o fim do ano, de vez que a pré-temporada para os clubes das Séries A e B do Brasileirão, em função dos Estaduais, começará dia 3 de janeiro. Na próxima semana, Danilo deverá viajar para Maiami-EUA, para descansar com a família, juntamente com o amigo Elber, atacante que pertence ao Cruzeiro, que este ano esteve emprestado ao Bahia. Logo após a Série B o jogador esteve descansando por uma semana em Porto Seguro-BA.





Jogo da Solidariedade arrecada mais de 10 toneladas de alimentos e time de Danilo vence o de Rafael


Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Envie o seu Comentário