08/11/2018 14:55:00

Exposição conta história de 17 anos do Se Toque

Trajetória do Grupo é contada em fotos, artigos, homenagens e camisetas na Estação Memória. Objetivo é orientar sobre a importância da prevenção ao câncer



Divulgação


A história é representada de várias formas: fotos, artigos escritos, homenagens e até mesmo as camisetas usadas em todas as caminhadas

Vai até o dia 30 de novembro a exposição “Grupo Se Toque, 17 anos”, que conta a trajetória dos trabalhos desenvolvidos pela entidade no apoio ao paciente com câncer em quase duas décadas. Com apoio da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, a mostra foi aberta dia 6, na Estação Memória, no Centro de Ipatinga, onde ficará disponível gratuitamente para toda a comunidade nos próximos dias.

A história é representada de várias formas: fotos, artigos escritos, homenagens e até mesmo as camisetas usadas em todas as caminhadas. Na exposição, os visitantes têm ainda a oportunidade de conhecer trabalhos artísticos e de artesanato desenvolvido por uma equipe de voluntários na Casa de Apoio do Se Toque com pessoas em tratamento oncológico.

Na solenidade de lançamento, que contou com o repertório de MPB na voz da cantora Bibi Oliveira e no som de Filipe Souza, a presidente do Grupo Se Toque, Gioconda Thomás Pascoal, não segurou a emoção de comemorar os 17 anos da entidade, que já ajudou a salvar muitas pessoas. “Divulgar as nossas campanhas, nossa trajetória de lutas e conquistas, nos faz sentir vitoriosos nessa caminhada”, disse.

Se Toque

Fundado em 12 de setembro de 2002, o Grupo Se Toque é uma entidade sem fins lucrativos, que atua na prevenção do câncer, orientando e estimulando a detecção precoce da doença, promovendo ajuda a pacientes carentes em tratamento e apoiando mulheres com diagnóstico de câncer de mama. Com a criação da Casa de Apoio do grupo, atualmente, atende também a pacientes com outros tipos de câncer – e também familiares - vindos de 35 municípios do colar metropolitano do Vale do Aço, com alimentação e hospedagem, que vêm à Ipatinga para realizar o tratamento.

Novembro Azul

No mês marcado pela campanha de conscientização dos homens, a entidade realizará uma caminhada em alusão ao Novembro Azul, com ênfase na prevenção e no diagnóstico precoce do câncer de próstata. “Temos que nos aliar a pessoas que valorizam o nosso trabalho, como é o prefeito Nardyello Rocha, que desde que assumiu o executivo vem apoiando o nosso trabalho”, enfatizou a presidente.

O Grupo Se Toque fica localizado na avenida José Júlio da Costa, 2.535, no bairro Ferroviários, ao lado da Unidade de Oncologia do Hospital Márcio Cunha (antigo COR). A ONG atende diariamente a cerca de 200 pessoas e oferece aos pacientes café, almoço e até quartos para pernoitar, caso haja necessidade.

A entidade sem fins lucrativos sobrevive de doações. Durante a exposição na Estação Memória, representantes do grupo estarão recolhendo donativos que podem ser entregues no local. Os visitantes podem levar material de limpeza e de higiene, leite, café, açúcar, macarrão e óleo. As doações também podem ser feitas a partir do contato pelo telefone 3824-6005. “É bom lembrar que a entrada para a exposição é gratuita. Porém, para quem deseja ajudar a entidade, as doações são bem-vindas, pois o grupo realiza um excelente trabalho, tanto no apoio quanto na prevenção do câncer”, acrescenta o secretário municipal de Cultura, Esporte e Lazer, Carlos Oliveira.

MAIS FOTOS
Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Envie o seu Comentário