14/10/2018 15:00:00

Quatro bons motivos para trabalhar e estudar na Irlanda

Descubra porque muitos brasileiros escolhem o país para fazer intercâmbio



Reprodução


A Irlanda está entre os países da Europa que mais contratam mão de obra estrangeira

A Irlanda tem paisagens naturais deslumbrantes, castelos medievais, gastronomia peculiar e um dos povos mais hospitaleiros da Europa. O destino vem se tornando o maior foco de imigrantes brasileiros do continente devido à boa oferta de cursos, qualidade de vida e, um dos fatores mais importantes, pela possibilidade dos intercambistas trabalharem legalmente.

De acordo com dados do Governo Irlandês, o número de brasileiros que entraram com o pedido de visto na Irlanda aumentou 18% em janeiro de 2018 no comparativo em relação ao mesmo período de 2017. “Além de muito convidativo pelos aspectos culturais, o país também é tranquilo quanto às burocracias de visto de trabalho e estudo”, comenta Jéssica Carvalho, coordenadora de produtos da CI Intercâmbio e Viagem.

Abaixo listamos quatro motivos pelos quais a Irlanda é um destino tão requisitado para fazer intercâmbio:

FACILIDADE PARA TIRAR O VISTO

A Irlanda está entre os países da Europa que mais contratam mão de obra estrangeira. Um dos motivos é a tentativa do governo de atrair investimento por meio de novas empresas. A IDA Ireland, agência do governo irlandês, prevê a criação de mais de 80 mil novos postos de trabalho até 2019. Por isso, o requerimento do visto é bem simples e, inclusive, fácil. Diferente de outros destinos, o processo é feito diretamente no país, no IRP – Irish Residence Permit, que é o escritório geral da imigração. “A simplicidade para conseguir o visto acaba sendo um diferencial de peso na escolha do destino”, explica Jéssica.

POSSIBILIDADE DE TRABALHAR

Um dos maiores chamativos da Irlanda é a possibilidade de trabalhar legalmente durante o período de intercâmbio. No entanto, o primeiro passo é do intercambista, que deve procurar oportunidades. “É necessário que o estudante elabore um currículo claro, busque e se candidate às vagas. Morar na Irlanda não é uma garantia de trabalho, mas uma possibilidade. E ele terá o apoio da escola para isso, além do escritório da CI, em Dublin.”, esclarece Jéssica.

Outra dica importante é estar sempre aberto às chances de emprego que aparecerem, já que, em alguns casos, há muitas vagas disponíveis e poucos candidatos para preenchê-las, como é o caso do setor de TI, que cresce cada vez mais na Irlanda. “Mesmo que não seja uma oportunidade em uma área desejada, é um começo. A experiência adquirida fará com que outras portas se abram”, conta Jéssica. Além de ser uma forma de juntar um dinheiro extra para custear as despesas, trabalhar em outro país é enriquecedor para o currículo e para a bagagem cultural do estudante, que poderá conviver e aprender com outra cultura no dia a dia do trabalho.

EDUCAÇÃO DE QUALIDADE

Outro grande atrativo da Irlanda são as instituições de ensino que seguem um padrão de qualidade europeu. Um ranking divulgado pela revista britânica Times Higher Educations, apontou as 200 melhores universidades da Europa, sendo que a Irlanda possui cinco nomes na lista.

“Há uma linearidade na qualidade oferecida pelas instituições europeias, desde o ensino infantil até as universidades. Por isso, educação na Europa é sinônimo de qualidade”, explica.

QUALIDADE DE VIDA

Se a procura é por qualidade de vida, a Irlanda é uma boa opção não só na Europa, mas no mundo todo. Uma recente pesquisa realizada pelo Mercer Quality of Living City Ranking mostrou Dublin em 34º posição como o melhor lugar para se viver.

A capital irlandesa é muito arborizada, cheia de parques e paisagens naturais. Não à toa, a cidade é sempre lembrada pela cor verde. A segurança é outro ponto a ressaltar: é normal sair às ruas a qualquer hora sem muitas preocupações, não só em Dublin, mas em outras cidades da Irlanda.

Além de todos os benefícios, um dos maiores atrativos da Irlanda, seja para turismo ou para intercâmbio, são as belas paisagens naturais e as construções medievais, que, inclusive, serviram de cenário para muitos clássicos do cinema internacional. Também é possível fazer rotas para visitação dos castelos e ruínas dispostas em penhascos que carregam muita história e representam parte da cultura irlandesa.

Esse conjunto de fatores faz com que a Irlanda seja um lugar muito procurado, principalmente por brasileiros que querem uma nova experiência em outro país e de praxe conhecer uma outra cultura. “A receptividade do povo local e os outros estrangeiros em relação aos brasileiros e a facilidade com a documentação são, sem dúvida, fatores decisivos na hora de escolher a Irlanda como destino para o intercâmbio”, conclui Jéssica.


Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Comentários

Karla

14 de Outubro, 2018 | 19:24
Algumas não verdades também deveriam ser ditas. O visto não é tão simples de ser conseguido como pregam, uma vez que são pagos €300 e é extremamente estressante conseguir agendamento. A qualidade de ensino das escolas de inglês na Irlanda são péssimas. E a linearidade está no fato de que todas são bem ruins. Outro detalhe que não contam é que o custo de vida em Dublin é absurdamente elevado e fora da realidade. Se você quer vir prepare-se para morar muito mal e pagar algo em torno de 300 a 1200 euros. Se vc dividir um quarto com 2 e/ou até 6 pessoas pagará em algo em torno de 270 a 350 euros, se alugar um mini (mas mini mesmo) Flat para morar sozinho terá q desembolsar algo em torno de 900 a 1300 euros. E não são nada bonitos, confortáveis e tão pouco elegantes e modernos. Esses valores não estão inclusos internet e eletricidade(aqui a eletricidade é muito cara). Sem falar que é mais fácil ganhar na loteria q conseguir um apartamento para morar. Vc vive um estresse e passa por hostel até conseguir moradia. Outro problema são os landlords que exploram, não respeitam as residências e adentram ao estabelecimento sem consentimento, assediam as garotas e fazem chantagem caso denunciem. São uns verdadeiros bandidos disfarçados de proprietários. Pior que ninguém denúncia e se denuncia nada acontece. Já soube de muitos casos de landlords q alisam e invadem apartamentos com garotas sozinhas. Sabe o que acontece? Nada pq os brasileiros são uns babacas aqui. Morrem de medo, aceitam tudo e se vc denúncia a polícia daqui não move uma agulha. Brasileiros ficam lambendo os estrangeiros e eles riem da nossa cara. Vivo aqui a quase dois anos e sou casada com irlandês. O que estou relatando é o lado podre da realidade q se vive aqui mas q poucos contam pq são todos bajuladores de estrangeiros e acham nosso Brasil um lixo. Aqui quase todos experimentam as drogas sintéticas em baladas, bebem muito e são livres para viver sua opção sexual sem serem apontados ou reprovados pela família. Por favor, mostrem a verdadeira Dublin ao mundo e parem de vender ilusão. Estudo é ruim, qualidade de vida tão cara quanto Dubai e para se viver amontado e sem privacidade. Não chamo isso de qualidade de vida e sim de escravidão humana concentida.
Envie o seu Comentário