22/09/2018 18:00:00

Sopa de banana de Coronel Fabriciano é atração em feira internacional

A feira, entre os dias 26 e 28 de setembro, é considerada uma das mais importantes em negócios multissetoriais no ramo de alimentos da América Latina



Divulgação


Marli Barros da Rocha, no preparo da sopa de banana: comida típica do Vale do Aço será destaque no Peru

Expandir mercados e ter o produto da agricultura familiar reconhecido internacionalmente; é com esta missão que a Associação de Agricultores Familiares da Região Metropolitana do Vale do Aço (Agrifarm) representará Coronel Fabriciano e a região na Expoalimentaria, em Lima, no Peru. A feira, entre os dias 26 e 28 de setembro, é considerada uma das mais importantes em negócios multissetoriais no ramo de alimentos da América Latina.

Para a estreia na feira internacional, a Agrifarm aposta na sopa de banana verde. “É uma receita passada de geração em geração pela minha família, além de ser um prato muito apreciado e tradicional no Vale do Aço. A sopa de banana também representa a versatilidade e importância econômica do fruto para a agricultura familiar da região”, explica o produtor rural José Aparecido, que cultiva bananas há três anos aos pés da Serra dos Cocais, em Coronel Fabriciano. Marli Barros da Rocha prepara as receitas.

José Aparecido e Marli Barros produzem bananas e ensinam a receita de sopa de banana

A Agrifarm também levará banana verde in natura embalada a vácuo – produto já comercializado pelos agricultores da associação e que já vem pronto para o preparo de receitas doces e salgadas. Os produtos ficarão expostos no estande “Brasil – Agricultura Familiar”. Em todo o país, apenas oito cooperativas foram selecionadas pela Secretaria Especial da Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (SEAFDA) para a feira internacional. No ano passado, cerca de 45 mil pessoas visitaram os mais de 600 expositores participantes.

Zootecnista e consultor da Emater em Coronel Fabriciano, Manoel Simões informa que a feira é uma excelente oportunidade para fortalecer a imagem dos produtos e produtores de Coronel Fabriciano e região. “Lá, eles terão contato como novas técnicas, insumos e equipamentos, poderão ampliar mercados e mostrar os resultados positivos de ações em curso. A banana produzida aqui tem qualidade e é um produto com potencial de mercado, além do interesse dos agricultores em expandir a produção”, conclui.

Agrifarm
Com pouco mais de sete meses de fundação, a Associação dos Agricultores Familiares da Região Metropolitana do Vale do Aço (Agrifarm) conta hoje com 15 famílias associadas, das quais, 14 são de produtores rurais de Coronel Fabriciano. A banana é cultivada por seis famílias e boa parte da produção é adquirida pela compra institucional, destinada à merenda escolar na rede municipal de ensino de Coronel Fabriciano. O plantio é feito sem uso de agrotóxico e inspecionado.

Ivan Quirino é um dos produtores da Agrifarm e vende bananas descascadas

Apoio
Esta é a primeira vez que a cidade será representada em evento internacional no segmento de alimentos e agricultura familiar. A ação é resultado da política de fortalecimento do segmento implantada pela administração a partir de 2017. A administração municipal firmou convênio com a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) para oferecer o suporte técnico, garantiu insumos e ampliou o cadastro dos pequenos produtores com a Declaração de Aptidão ao Programa Nacional de Agricultura Familiar – Pronaf (DAP).

Outra medida de apoio e incentivo ao homem do campo é a compra institucional. Até o fim desse ano, o município vai adquirir mais de R$ 900 mil em hortaliças, legumes e frutas in natura destinados à merenda escolar da rede municipal de ensino e alimentação de pessoas assistidas por entidades assistenciais da cidade. Dentre os produtos do cardápio da merenda escolar estão as bananas produzidas pela Agrifarm, e que vão representar a cidade na Expoalimentaria.



Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Comentários

Boneca

14 de Novembro, 2018 | 14:27
Faço sopa de banana verde ate hoje aqui em casa, simplesmente muito bom!!

Nilza

30 de Setembro, 2018 | 10:09
Passei minha infância no Caladinho, em Fabriciano, e minha mãezinha sempre preparou a sopa feita com banana verde cortada em rodelas, com um pouquinho de carne (quando tinha) e uma pitada de corante de urucum. Uma refeição que sacia de verdade e muito gostosa.
Envie o seu Comentário