24/08/2018 05:59:00

Mulheres são homenageadas para a campanha Outubro Rosa

Além da sessão de fotos, a diretora informou que houve um incentivo a prática de hábitos mais saudáveis e a busca pela qualidade de vida



Wôlmer Ezequiel


Pacientes com câncer de mama participaram de uma sessão de fotografias para a realização de uma exposição em outubro

A preparação para 4ª edição da campanha Outubro Rosa, do Conselho da Mulher Empreendedora da Aciapi, começou nessa semana. Pacientes com câncer de mama ou que já enfrentaram a doença foram maquiadas e participaram de uma sessão de fotografias quarta-feira (22), no Ipê Recanto Clube, em Ipatinga. A exposição das fotos será realizada em outubro.

A diretora da Saúde do Conselho da Mulher Empreendedora, Fátima Salles, informa que o evento é importante para as pacientes, que se sentem mais motivadas a lidarem com a doença. “Nessa edição trazemos mais doze novas mulheres, que enfrentam o câncer de mama. Então temos exemplos de força, coragem e determinação. E o intuito aqui é preparar e maquiar essas mulheres para serem fotografadas, para que ocorra depois uma exposição”, explicou.

Qualidade de vida
Além da sessão de fotos, a diretora informou que houve um incentivo a prática de hábitos mais saudáveis e a busca pela qualidade de vida. “Queremos repassar para essas pessoas que existe sim uma chance de terem uma vida com muita saúde durante e depois do tratamento. Além disso, temos aqui no grupo mulheres com diversas idades, de 19 anos a 80 anos”, afirmou a diretora.

Para a assistente social da Unidade de Oncologia do Hospital Márcio Cunha, Mônica Silveira Alves, todas as pacientes que chegam à unidade para atendimento precisam ser direcionadas para cada demanda específica que aquela paciente apresenta. “Dentro do serviço social, a paciente quando vai iniciar o tratamento, ela precisa desse suporte para melhorar a autoestima. Então todo esse evento que envolve o Outubro Rosa resgata a estima dessas pacientes, que precisam desse carinho”, salientou.

Conscientização
Entre as homenageadas, a advogada, Magda Guimarães, que descobriu o câncer de mama durante a campanha do ano passado, contou como lida com a doença durante esse período. “Quando fui fazer a mamografia, como de costume, descobri o câncer de mama e, graças a Deus, estava no início. Então deu para fazer o tratamento. Já fiz quatro cirurgias e ainda estou passando pela quimioterapia”, revelou.

A advogada também destacou que no dia 29 de janeiro fez a primeira cirurgia e três dias antes, enterrou sua mãe por causa do câncer de mama. “Ela fazia tratamento, mas teve a recidiva e faleceu no dia 26 de janeiro. Então é importante fazer a campanha e conscientizar as mulheres, que precisam fazer a mamografia todo ano, principalmente quem tem casos na família”, enfatizou.

Em relação à qualidade vida, Magda Guimarães afirmou que mesmo com a doença e os procedimentos, não desanimou de ter uma vida saudável. “Sigo sempre em frente. Faço todo tratamento. Também tento controlar a minha alimentação e fazer atividade física, ou seja, tudo que é bom para cura, eu tento fazer. Além disso, procuro aproveitar ao máximo a vida e conto com muito apoio da minha família”, destacou.

“Sigo firme e forte”
A tecnóloga em Gestão de Recursos Humanos, Evane Márcia Gonçalves, também descobriu o câncer de mama durante um exame de rotina de mamografia, em abril de 2016. “O nódulo não era palpável e não doía. Desde então, minha rotina mudou. Mudei minha alimentação e a minha forma de viver. Fiz a cirurgia e retirei o tumor. Fiz quimioterapia, radioterapia e todos os procedimentos necessários. E ainda estou em tratamento, mas sigo firme e forte”, ressaltou.

Um desafio comum entre as pacientes com câncer é a baixa estima, porém, Evane Márcia contou que não teve problema ao longo do tratamento. “Eu passei de cabeça erguida, linda e maravilhosa, não tive problema em perder meus cabelos. Assumi a minha careca. Andei sete meses sem cabelo. E acredito que essas situações contribuem para gente melhorar como pessoa, além de poder ajudar, por meio da nossa experiência, outras pacientes que enfrentam essa doença, porque não sou a primeira, nem serei a última a passar por isso”, concluiu.

Mulheres são homenageadas para a campanha Outubro Rosa

MAIS FOTOS
Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Comentários

Jacinto

27 de Agosto, 2018 | 10:36
Parabéns a todas essas mulheres guerreiras!
que Jesus de força a todas.
Envie o seu Comentário