08/06/2018 13:15:00

Fiemg, Copa do Mundo, moda no mundo

Wagner Penna e as novidades do mundo fashion



POSSE NA FIEMG
Um novo estilo de gestão, com maior participação da sociedade nas decisões em todos os níveis e a criação de um ambiente mais competitivo para as empresas.

Esta é a proposta do novo presidente da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), Flávio Roscoe, ao assumir o cargo em Beagá, em posse prestigiada por autoridades como o presidente Temer e o governador Pimentel, além de empresários e convidados variados.

Divulgação/ACS Fiemg


A posse do novo presidente da Fiemg, Flávio Roscoe
A cerimônia encerrou uma semana em que os presidentes das regionais da Fiemg também tomaram posse, alguns renovados e outros reeleitos. Vindo da área têxtil (Grupo Colortêxtil), o novo presidente Flavio Roscoe levou muitos representantes da moda à Sala Minas Gerais, onde aconteceu a cerimônia, além de nomes de peso em todas as áreas da indústria mineira.

No mesmo evento foi comemorado o Dia da Industria, com a entrega das medalhas do Mérito Industrial ao Industrial do Ano, Otávio Viegas, e o Grão Colar ao presidente da CNI, Robson Andrade. Uma grande noite.

FRENTE DA MODA
A Frente da Moda Mineira, que reúne várias entidades do setor mais os empresários e afins, reuniu-se, mais uma vez, para acertar os planos de ação e iniciativas do movimento. Na primeira fase, pedem um ordenamento do assunto em Beagá, enfatizando a vocação de várias áreas ligadas ao setor na geografia da capital.

Assim, as regiões da pronta-entrega (Prado), pop-fashion (Barro Preto) e criativos (Savassi) teriam incentivos adequados. Na segunda fase, o programa alcançará todo o interior mineiro. E o que é mais importante: conta agora com p apoio do governo estadual.

LIXO DE LUXO
É improvável que alguém não ligado à moda já tenha ouvido falar o nome do russo Demna Gvasalia. Trata-se de um estilista sediado em Paris, que criou na sua grife, a Vêtements, um estilo de roupa mais descontraída, largada, debochada e tudo o que lembra um certo desleixo fashion. E acabou fazendo sucesso e influenciando tudo.

Por causa disso, a meninada com dinheiro (os millennials) está pagando 10 mil dólares por uma camiseta rasgada, 12 mil por uma bolsa que parece ter sido achada no lixo, cinco mil por um cinto de tecido e 10 mil por uma mochila. A grife preferida deles é a Gucci. Sem comentários.

MINAS TREND
Várias vezes falamos aqui da necessidade de Minas Gerais se adaptar ao novo momento das feiras e desfiles nacionais, onde a praticidade vai tomando o lugar das festas e alegorias. Pois a maior feira de moda do país, a Minas Trend, começa a trilhar esse caminho e vai em busca de se tornar autossuficiente.

Ao menos, isso é o que está sobre a mesa nas várias reuniões que os sindicatos ligados à moda fazem, na Fiemg, para tratar do assunto. Um resumo das propostas já foi entregue ao presidente Flávio Roscoe. Uma coisa é certa: os principais polos de moda do interior terão sua presença ampliada naquele salão de negócios.

FUTEBOL
Só agora a turma fashion começa a dar sinais de que está ligada no assunto Copa do Mundo. A quantidade de informações das marcas sobre camisetas & afins com alusões ao tema cresceu exponencialmente nessa semana.

Entre as várias sugestões, as t-shirts propostas pela marca Tufi Duek são as mais bonitas. Mas o bom mesmo é improvisar algo com o que tiver em casa e criar seu estilo. Com a Rússia tão distante e tantos problemas por aqui, isso já basta.

EXPERIÊNCIAS
A situação de penúria de grandes redes mundiais de moda que vendem roupas & acessórios sinaliza que o comércio fashion está ganhando nova tradução. As lojas físicas estão perdendo espaço para o e-commerce, mas já buscam maneiras de sobreviver a isso.

Uma das saídas usadas por algumas marcas é transformar suas lojas físicas em ‘espaços de experiência’, onde a cliente encontra de espelhos virtuais a ambientes mais parecidos com uma cafeteria, choperia, doceria e por aí. Só depois, fazem seu pedido – via celular, diga-se.

Divulgação


A moda ao estilo LED para o inverno 2018
VAIVÉM
* O Sindinova, que reúne a indústria calçadista de Nova Serrana & região, já disponibilizou em seu site o credenciamento para a Feira do Calçados (Fenova) da cidade, que será realizada entre 14 e 16 de agosto. É a principal feira do setor em Minas. ****

* A turma nova da moda mineira montou uma pop-up (loja temporária) no Guaja Casa, em Beagá, que termina nesta sexta-feira (9). Participaram a LED (esteve na última São Paulo Fashion Week), a Diwo (bolsas), Nuu Shoes (sapatos), Tatiana Marques, Box 19, Meniax e Moon. ***

* Continua rendendo aquele caso do tênis feio que a Balenciaga lançou e encantou a meninada que tem dinheiro para pagar caro por algo desprezível (os millennials). Até a elegantérrima grife Louis Vuitton copiou o tal solado dobrado, colocou-os em botas longas e lançou nos desfiles da semana passada. Lucrar é preciso! ***

* O produtor de moda Rodrigo Cezário faz um curso de produção em seu novo ateliê, em Beagá. Nos polos de moda de Minas Gerais ele tem agenda de cursos de coleções e afins em Patos de Minas, Uberaba e outras cidades. Bacanérrimo. ***

* O verão europeu atrai gente da moda. A saber: muitos estilistas, empresários da área e fashionistas estão com passagens marcadas para Portugal. Fazem uma sondagem sobre levar seu negócio para a terrinha ou, pelo menos, criar uma sucursal lá. Fogem da instabilidade daqui. ***

* O midiático casamento do príncipe Harry com a atriz Meghan Markle provocou um efeito colateral por aqui. Explico: as noivas agora querem marcar seu casório para o horário da manhã, depois que viram como tudo fica lindo, florido e ensolarado, e com muitos chapéus. Só não pode chover no dia agendado. ***

PONTO FINAL. Depois de um maio fraco, a turma da moda faz alguma coisa para as festas juninas (micro coleções temáticas), mas está de olho mesmo é nas feiras de calçados em julho. Além da Francal e as paralelas, tem os salões de acessórios e dos fornecedores (Assintecal), tudo em São Paulo. Essas feiras são um termômetro do que será o semestre. Amém.


Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Reação dos Leitores





Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Envie o seu Comentário