05/06/2018 14:47:00

Gaeco cumpre mandado de prisão e prende “Marquinho do Odilon”

Ex-prefeito de Ipaba responde a processos junto à Justiça por crime de corrupção



Arquivo/Diário do Aço


Edimarques Gonçalves, o "Marquinhos do Odilon", preso na tarde desta terça-feira

O ex-prefeito de Ipaba, Edimarques Gonçalves Teixeira, de 39 anos, o “Marquinho do Odilon”, foi preso na tarde desta terça-feira (5). Os policiais militares e civis, integrantes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), cumpriram um mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça de Ipatinga. Ele foi encaminhado para a Penitenciária Dênio Moreira de Carvalho, em Ipaba.

A ordem judicial foi expedida pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Ipatinga, por ordem do juiz de Direito José Maria Moraes Pataro. Marquinho do Odilon, segundo as informações apuradas pelo Diário do Aço, foi preso em Ipaba.

Edimarques sofre ação criminal junto à Justiça pública de Ipatinga, acusado de corrupção. De acordo com o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), o ex-prefeito é acusado de utilizar bens e serviços públicos em proveito alheio.

Segundo inquérito policial, em outubro de 2016, valendo-se do cargo, o então prefeito cedeu um caminhão basculante do município a um policial militar, para que ele transportasse areia e brita para um sítio de propriedade de seus familiares, localizado na cidade de Periquito. Também permitiu que o policial militar utilizasse o motorista, servidor público municipal, para a condução do veículo fora do horário do expediente.

Além disso, o caminhão foi abastecido em posto de combustíveis que possui convênio com a Prefeitura de Ipaba, de modo que a despesa recaiu sobre os cofres públicos. Ele também chegou a ser afastado por 90 dias pela Câmara Municipal, contudo por liminar do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), o prefeito retornou à Prefeitura. Já ciente do procedimento investigatório e respondendo também a ação por improbidade administrativa, o ex-prefeito tentou criar um documento, por meio de falsa edição de decreto, para legitimar sua conduta.

De acordo com o promotor de Justiça, Francisco Ângelo Silva Assis, a prisão preventiva era indispensável para garantir a instrução processual e a aplicação da lei penal.

Na denúncia, o MPMG requer a condenação do denunciado pelo crime de responsabilidade consistente em utilizar-se, indevidamente, em proveito próprio ou alheio, de bens, rendas ou serviços públicos.

Marquinho do Odilon foi Prefeito Municipal de Ipaba, durante o mandato nos anos de 2013 a 2016. O processo que motivou sua prisão encontra-se em trâmite na Justiça Pública, e segundo informações, além desse, Edimarques responde a pelo menos outros dois processos.

Mais:
Ex-prefeito de Ipaba e filho têm bens bloqueados pela 1ª instância


Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Comentários

Sabrina

29 de Junho, 2018 | 08:35
Isso so pode ser brincadeira ne ? Mas nao e isso se chama perseguição politica porque diante de tanto roubo no Brasil um prefeito ser preso por isso.

Dexter

16 de Junho, 2018 | 17:42
Boa noite, pessoal.
Pensei que ele tinha sido preso por ter dado carona para algum Empreiteiro num jato da FAB, no avião do STF, no avião da Presidência da República.
Ou por ter 500 milhões de reais escondidos dentro de casa ou em algum paraíso fiscal (não confunda Paraiso Fiscal com Santana do Paraiso).

Palhaçada.

Justiça

07 de Junho, 2018 | 21:49
Não prendem os verdadeiros ladrões, e prendem uma pessoa verdadeira e que sempre ajudou os pobres, sistema judiciario de MG e podre! foi preso por ajudar uma pessoa a transporta areia e brita pra um morador com o caminhão da prefeitura, e muito lixo essa justiça

Vera Lúcia da Silva

07 de Junho, 2018 | 14:41
Porque ele foi preso,?
Como que os ladrões de Brasília estão soltos! Porque prender uma pessoa tão doce e humana como Marquinhos do Odilon porque Geraldo da farmácia e José Vieira estão soltos

Dias

07 de Junho, 2018 | 10:18
Estava meditando na situação da policia, deve ser muito frustante,eles fazem um excelente trabalho,colocam a vida em risco, prendem os criminosos, daí poucos dias estão soltos.As leis precisam ser mudadas com urgência.

Curto e Franco

06 de Junho, 2018 | 19:04
o que adianta prender esses politicos ladroes de dinheiro publico , sendo que nao fica preso e nem e devolvido o valor corrigido que eles roubao .

Curto e Franco

06 de Junho, 2018 | 19:02
o que adianta prender esses politicos ladroes de dinheiro publico , sendo que nao fica preso e nem e devolvido o valor corrigido que eles roubao .

Xulispa

06 de Junho, 2018 | 06:38
Vai faltar cadeia. Se continuar assim.

Eliza Leão

06 de Junho, 2018 | 01:55
ANTES TARDE QUE MAIS TARDE! !!!

Sergio

05 de Junho, 2018 | 18:18
lugar de ladrao eh na cadeia.
Envie o seu Comentário