19/05/2018 07:27:00

Morre motociclista acidentado na avenida Londrina

Gravemente ferida, vítima morreu na noite de sexta-feira, durante atendimento médico no Hospital Márcio Cunha



Tiago Araújo/Reprodução


Geovani estava nesta motocicleta, quando atingiu a lateral de um carro na avenida

Morreu por volta das 19h, de sexta-feira (18), o motociclista Geovani Roberto Bicalho, 36 anos, que feriu-se gravemente após colidir com um Honda Fit, na avenida Londrina, no bairro Veneza II, em Ipatinga.

A vítima foi socorrida com vida, mas não resistiu aos graves ferimentos e faleceu durante atendimento no Hospital Márcio Cunha. Ele morava no bairro Planalto, em Ipatinga.

Geovani pilotava a moto Honda Titan pela avenida Londrina, sentido bairro ao Centro. Neste momento, o motorista do Honda Fit, aposentado Sebastião Soares de Oliveira, de 76 anos, arrancou o veículo que estava estacionado nas proximidades de onde aconteceu a colisão, como acompanhou o Diário do Aço no local do acidente.

Sebastião virou o carro para a esquerda, com o objetivo de alcançar um retorno na avenida. Nesta manobra, o motorista não viu a motocicleta e fechou o motociclista. Geovani não conseguiu parar a tempo seu veículo e colidiu violentamente na lateral esquerda do Honda Fit.

O Corpo de Bombeiros Militar e o Samu foram acionados para atender o motociclista, que ficou desacordado depois da colisão, A vítima, encaminhada gravemente ferida ao HMC, porém não resistiu e morreu horas depois do acidente enquanto Geovani recebia atendimento médico.

Na poltrona do carona do Honda Fit estava a Terezinha Rosa de Oliveira, de 69 anos, mas ela não se feriu. Já Sebastião teve apenas um corte na mão esquerda, provocado pelos estilhaços do vidro do carro, e foi encaminhado para o HMC, conforme registros da Polícia Militar que atendeu a ocorrência. A perícia da Polícia Civil também esteve no local realizando os trabalhos periciais.


Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Comentários

Marlene

28 de Maio, 2018 | 01:13
O q matou o motociclista foi falta de amor a própria vida, q todos os motociclistas tem... Eles esquecem q não são de ferro e sim humanos e tome velocidade... Infelizmente a morte vem para nos todos e alguns apressam ela com a imprudência. Na hora que a morte chega dessa forma todos querem dar explicações e achar o culpado.... E aí na ignorância e conveniência fecham os olhos,para a realidade. É conveniente jogar a culpa na idade do senhor... Mas a ignorância de ser humano, em alta velocidade foi o q infelizmente matou o rapaz...

Justiceiro

22 de Maio, 2018 | 11:37
Acho que vcs deviam entender que morreu um inocente ali na Av as placas de sinalização é de 60 km/h qualquer uma pessoa que anda de moto como eu ando vai saber que da forma que esse idoso assassino virou e entrou na frente dele era impossível vc frear pois quem foi lá viu que não tem marca de frenagem da motocicleta ou seja ele atravessou na frente dele a cerca de três ou quatro metro de distância isso significa que não teve tempo de reação pra frear buzinar freiar ou qualquer coisa do tipo então é muito fácil acusar um motociclista falar que ele anda em alta velocidade e tal mais qualquer um nessa situação pra sair ileso teria que estar a 20 km/h ou menos e outra a conversão que ele fez era proibida pois ele estava estacionado na direita da pista e convergiu a esquerda sem olhar onde o retorno só é permitido pra quem vem na pista de rolamento aciona a seta pra esquerda e entra no retorno pra voltar resumindo idoso nada assassinato

Ronaldo

20 de Maio, 2018 | 07:01
Acho que a renovacao da cnh deveria ser anual, como a prova de vida exida pelo governo para os aposntados, isso para pessoas que passaram dos 60 anos ja que o governo lhes da preferencia em relacao aos de idade inferior. E mais, nao so com exame de vista, e sim com todos, como se estivesse comecando da estaca zero.

Carvalho

20 de Maio, 2018 | 05:57
acho que os acidentes envolvendo carros e motos na cidade tem haver com o ponto cego dos veiculos e a velocidade que as motos andam pela cidade. todo veiculo tem ponto cego, quando voce vira o motorista nao consegui ver tudo atraz.

João

20 de Maio, 2018 | 01:55
É lamentável este fato, sentimentos muito pela família,mas se você olhar as estatísticas de acidente com morte verá que a maior parte não foi causada por idosos, então não adianta culpa-los de forma generalizada, tem muito irresponsável no trânsito e não há idade para isto!

Fernanda

20 de Maio, 2018 | 00:58
Pessoal aí falando do senhor que tá dirigindo ainda tendo mais idade, mas e o motoqueiro ? Ele estava dirigindo da maneira correta ? Infelizmente o que aconteceu com ele. Mas tem muito motoqueiro que não pilota da maneira que tem que ser e acabam em acidentes. Realmente tinha que ter alguma campanha aí pra ver se ajuda.

Maria

19 de Maio, 2018 | 23:55
Também acho que a partir dos 70 não deviam dirigir, porque só fazem raiva na gente, estes idosos parecem que não enxergam direito e ficam na maior moleza no trânsito atrapalhando outros motoristas, ai vem mata um inocente no trânsito e não dá nada por que passou dos 70, independente da idade acho que tinha que ser condenado afinal cometeu um crime grave quando não olhou pra entrar na pista.

Maria

19 de Maio, 2018 | 23:12
O problema não é só com os motociclistas tem q avaliar o caso ,bem se vê q nesse o motorista foi imprudente e desatento....lamentavel...

George Felix

19 de Maio, 2018 | 22:34
Eu sinceramente quando vejo uma noticia desta fico triste , mais não me assusto ,como eu já disse em outros comentários de acidentes envolvendo motociclistas esse não é o primeiro e nem sera o ultimo..O cidadão do carro tava errado? Tava!..aí aparece um babaca dizendo que foi por causa da idade...kkk .meu irmão se oriente...quando voce ver um idoso dirigindo saiba que ele passa por exames pra checar suas condições...e com outra ate parece que acidentes com idoso é uma rotina...vê se te orienta mano.agora vamos e venhamos ..do jeito que essa galera de motociclistas andam... mermão tem jeito quando pinta qualquer imprevisto...não tem coré coré é caixão e vela preta mesmo.não tô dizendo que foi o caso desse jovem..coitado...isso daí foi azar dele mesmo uma tragedia sem duvida..
tem um ditado que diz se conselho fosse bom ninguem dava ...vendia...mais eu vou dar assim mesmo ..se voce anda em uma BIROSCA dessa mano sai fora esse troço é o famoso pé na cova literalmente.é só uma questão de tempo..essa P, foi feita pra cair e matar ..kkkk

Renato

19 de Maio, 2018 | 21:40
Um outro problema é velhaco dirigindo carro só faz cagada

Priscila Lima

19 de Maio, 2018 | 20:15
Acho engraçado que tudo se resume na simples frase " o motorista não viu"! O mesmo aconteceu com o casal recentemente morto perto do bairro ferroviários, a motorista também não os havia visto! É preciso haver uma punição para estas pessoas que dirigem " sem ver", porque nesse simples detalhe vidas são tiradas!

Princia

19 de Maio, 2018 | 20:12
Eu vi a lateral do carro. Esse rapaz da moto devia estar correndo muito mesmo, a porta entrou pra dentro do carro, o carro teve que ser retirado de guincho. O velho teve sorte de não ter morrido também. É muita imprudência nesse trânsito. Assustador. Que Deus tenha misericórdia de motoristas, motociclistas, pedestres e ciclistas nesse trânsito.

Sara

19 de Maio, 2018 | 20:04
Infelizmente o excesso de velocidade levou esse rapaz ao óbito. Estava presente no momento do acidente. O senhor do automóvel não arrancou sem prestar atenção, porém o rapaz da moto estava extremamente em alta velocidade e seria impossível conseguir reduzir sem a chance de acontecer a colisão. A avenida Londrina precisa de mais quebra molas para controlar a velocidade de condutores imprudentes, tanto motocicletas quanto automóveis.

Manuel

19 de Maio, 2018 | 11:47
Mais uma morte no trânsito de Ipatinga, alguêm precisa fazer alguma coisa, mas fazer oque ? Seria a pergunta, precisamos de campanhas direcionadas ao trânnsito de motos em nossa cidade, tem morrido muita gente, principalmente jovens,veja que Ipatinga o número de motos e muito grande, as empresas que vendems só pensam em lucrar com as vendas, mas ninguém lembra e não ta nem aí com este tanto de motociclistas que tem morrido em nossa cidade, precisamos de alguém que levante esta Bandeira .

Johnson

19 de Maio, 2018 | 10:37
Eu não sei pq um velho de quase 80 tá andando de carro Aida, triste!!!

Carlos

19 de Maio, 2018 | 09:54
Acho que tinha que limitar idade para dirigir no Brasil, a partir de 70 anos não pode dirigir mais, pois não tem a mesma maldade é os reflexos, fora que travam todo um trânsito, casos como esse o motorista tinha que responder pelo seu ato. Por uma falta de boa conduta tirou uma vida.
Envie o seu Comentário