16/05/2018 22:05:00

Atlético deixa a Copa do Brasil em decisão nos pênaltis

No jogo de ida, em Belo Horizonte, também houve empate por 0 a 0



Fotos Bruno Contini


O Galo deixou a Copa do Brasil ao perder por 4 a 3 para a Chapecoense, nos pênaltis, depois de empate sem gols no tempo normal. A partida foi disputada na noite desta quarta-feira, na Arena Condá, em Chapecó-SC. No jogo de ida, em Belo Horizonte, também houve empate por 0 a 0.

O Atlético volta a campo neste sábado para enfrentar o Cruzeiro, às 16h, na Arena Independência, pelo Campeonato Brasileiro.

O JOGO

Róger Guedes tentou a primeira finalização da partida na entrada da área pela direita e a bola explodiu no zagueiro. Em seguida, o atacante atleticano fez boa jogada na linha de fundo pela esquerda e a defesa catarinense conseguiu afastar o perigo.

Ricardo Oliveira cruzou pela esquerda, aos nove minutos, e a zaga da Chapecoense fez o corte pelo alto. Aos onze minutos, Otero sofreu falta na intermediária, ele mesmo cobrou direto e o goleiro Jandrei fez a defesa.

Ricardo Oliveira arriscou chute de fora da área, aos 21 minutos, para mais uma defesa de Jandrei. O time da casa ameaçou no cabeceio de Wellington Paulista e a bola saiu à direita de Victor.

Aos 28, Fábio Santos fez boa jogada pela esquerda e tocou no meio para o arremate de Otero, mas a bola parou na barreira de defensores formada pela equipe de Chapecó na entrada da área.

O Galo voltou ataque no cruzamento de Fábio Santos pela esquerda, cortado pela zaga verde e branca. Na continuação da jogada, Cazares chutou de fora da área e a bola saiu à direita do gol.

O árbitro deu dois minutos de acréscimo e, aos 46, Victor fez grande defesa no cabeceio de Wellington Paulista.

O Galo voltou para o segundo tempo com a mesma formação e Róger Guedes exigiu boa defesa de Jandrei, aos quatro minutos, em finalização da entrada da área. Em seguida, Cazares cobrou escanteio pela direita, Ricardo Oliveira cabeceou o Jandrei fez boa defesa.

Aos 16, Arthur completou para fora cruzamento pela direita do ataque catarinense. No minuto seguinte, Otero foi substituído por Erik.

Victor fez boa defesa aos 19 minutos, na cobrança de falta de Bruno Pacheco. Cinco minutos depois, Blanco foi substituído por Elias.

O Galo voltou a levar perigo aos 29 minutos, quando Elias tentou passe para Ricardo Oliveira e a bola ficou mais para o goleiro. Em seguida, Cazares concluiu meio sem ângulo, pela esquerda, e o goleiro catarinense fez outra intervenção.

Em novo ataque atleticano, Erik cruzou pela direita e Ricardo Oliveira tentou a conclusão, mas a arbitragem marcou falta do ataque atleticano. Aos 36, a zaga da Chape interceptou passe de Erik para Patric.

Elias tentou arriscou da entrada da área, aos 37, mas errou a finalização. Aos 39, Jandrei defendeu o chute de fora da área de Cazares.

O Galo ainda tentou em cabeceio de Leonardo Silva após cobrança de escanteio de Cazares pela direita, mas o goleiro fez a defesa. Aos 47, Fábio Santos foi expulso de campo. Logo depois, Adilson foi substituído por Luan.

Na decisão por pênaltis, Luan, Leonardo Silva e Cazares converteram as penalidades e Ricardo Oliveira e Róger Guedes desperdiçaram as cobranças. Victor ainda defendeu um pênalti, mas o time da casa venceu a disputa por 4 a 3.

FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE (4) 0 x 0 (3) ATLÉTICO
Motivo: Copa do Brasil (Oitavas de final / Volta)
Data: 16/05/2018
Hora: 19h30
Estádio: Arena Condá
Cidade: Chapecó-SC
Público: 8.587
Renda: R$195.620,00
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (CBF/SP)
Auxiliares: Rogério Pablos Zanardo (CBF/SP) e Daniel Luis Marques (CBf/SP)
4º Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza
Cartões amarelos: Patric, Fábio Santos (Atlético); Wellington Paulista (Chapecoense)
Cartão vermelho: Fábio Santos (Atlético)

Chapecoense
Jandrei; Apodi, Rafael Thyere, Douglas, Bruno Pacheco, Amaral, Márcio Araújo, Canteros (Nadson), Guilherme (Luiz Antônio), Wellington Paulista, Arthur (Bruno Silva).
Técnico: Gilson Kleina.

Atlético
Victor; Patric, Leonardo Silva, Bremer, Fábio Santos, Adilson (Luan), Gustavo Blanco (Elias), Cazares, Otero (Erik), Róger Guedes, Ricardo Oliveira.
Técnico: Thiago Larghi.


Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Comentários

Dexter

16 de Maio, 2018 | 22:20
Bem feito continua tocando a bola e não chuta a gol.
80% de posse de bola e desclassificado.
Envie o seu Comentário