14/05/2018 19:58:00

Adriano Alvarenga toma posse como prefeito interino de Timóteo

Novo prefeito anunciará equipe de trabalho nessa terça-feira e já avisa que vai priorizar conhecimento técnico e servidores de carreira



Wolmer Ezequiel


Adriano Alvarenga disse que primeiras medidas como prefeito serão adotadas na manhã desta terça-feira

Em sessão solene realizada no plenário da Câmara de Vereadores, na noite dessa segunda-feira (14), o presidente da Casa Legislativa, Adriano Alvarenga (PMB), tomou posse como prefeito interino de Timóteo. A cerimônia contou com a presença de autoridades políticas e empresariais, representantes de entidades, servidores municipais e moradores do município.

O prefeito foi empossado sem a previsão de uma eleição extemporânea no município. Até o fechamento dessa edição, na noite passada, o processo para definição do pleito suplementar em Timóteo ainda tramitava no Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG), mas sem previsão de entrar na pauta da Corte.

Segundo a assessoria de comunicação do órgão, existe a possibilidade de a eleição não ser marcada para este ano, por falta de datas no calendário eleitoral. A prioridade da Justiça Eleitoral, a partir de 3 de junho é para a eleição geral de outubro próximo.

Adriano Alvarenga afirmou que sua posse é o cumprimento de uma ordem da Justiça Eleitoral. "Vamos buscar um diálogo com o governador do estado para a saúde pública, precisamos avançar. Há muito que se fazer nessa pasta. Queremos definir a questão da Copasa e rediscutir a taxa de esgoto", enfatizou. Alvarenga também afirmou que o servidor público é uma prioridade e irá manter o diálogo franco com o Sindicato dos Servidores. "A valorização tem que ser imediata, dentro da legalidade e do que for possível dentro do orçamento".

Assinatura de termo de posse foi seguido de juramento, na noite dessa segunda-feira


O prefeito interino também reafirmou que é candidato na eleição extemporânea - ainda a ser definida - o nome do vice ainda não está acertado. "Independentemente do tempo em que permanecermos aqui, vamos olhar a situação da saúde. Fila zero para cirurgias eletivas, exames e atendimentos de alta e média complexidade", afirmou.

O prefeito interino adiantou ao Diário do Aço que realizará algumas mudanças no secretariado, mas não detalhou quais seriam essas alterações. “Por enquanto não posso informar com precisão como que vão ser essas modificações, porque ainda vamos analisar a situação de cada uma para depois mexer. Mas posso dizer que serão muitas mudanças sim e vamos priorizar o conhecimento técnico e o servidor de carreira”, afirmou.

O vereador Luiz Perdigão (PP), que assumiu a presidência do Legislativo disse estar ciente da responsabilidade do cargo e disse esperar que as decisões sejam tomadas o mais rápido possível para que se encerre a instabilidade que se instalou em Timóteo.

O suplente, Kiko Silveira, assume a vaga de Adriano no Legislativo


O suplente da coligação, Kiko Silveira (PPS) assumiu a vaga de Adriano Vieira no Legislativo e manifestou preocupação com a troca de prefeitos. "A prioridade é a transição do mandato, estou assumindo um cargo interinamente, não sei quanto tempo vou ficar nele, mas vamos trabalhar para que a cidade não pare", resumiu.


Candidato
Sobre uma possível eleição extemporânea para este ano ainda, Adriano já confirmou que estará na disputa e que pretende entrar também nas eleições municipais de 2020. “É natural que meu nome seja apresentado como candidato em 2020, estamos trabalhando para isso. Na eleição extemporânea já estou confirmado como pré-candidato”, pontua.

Mudanças na Câmara
Com a posse de Adriano para chefiar a Administração Municipal, a Mesa Diretora da Câmara de Timóteo também terá mudanças como informado anteriormente pelo DA. O vice-presidente da Casa, Luiz Perdigão (PP), passa a ocupar a cadeira de presidente do Legislativo. Além disso, o vereador suplente de Adriano, Kiko Silveira (PPS), assume o cargo.

Entenda

Luiz Perdigão assumiu a presidência da Câmara

No dia 10 de junho deste ano, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) publicou o acórdão com a decisão de cassação do mandato do ex-prefeito de Timóteo, Geraldo Hilário Torres (PP). Após isso, o Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) foi comunicado oficialmente para executar o afastamento de Geraldo Hilário do cargo de prefeito, junto com seu vice, Carlos Vasconcelos (PCdoB). O TRE também determinou a posse do então presidente da Câmara, Adriano Alvarenga, como chefe do Executivo.

A cassação de Hilário deu-se em função da Lei Complementar nº 135/2010 (Lei da Ficha Limpa). De acordo com a lei, quem tinha condenação por abuso do poder político e abuso do poder econômico em 2008, como é o caso de Hilário, não estava apto a registrar candidatura para concorrer à eleição em 2016.
MAIS FOTOS
Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Comentários

Eleitor Conciente

16 de Maio, 2018 | 06:10
E a justica como sempre fica so pela metade, isso quando atua, pois deveria cassar tambem todos vereadores da coligacao, para que aprendam a escolher seu representante. E o eleitor nao vote em quem ja foi cassado. Ou entao a cassacao deveria ser igual a pena de morte.

Paulo

15 de Maio, 2018 | 11:30
vamos ver se vai valorizar os servidores mesmo, pq se não de um aumento justo, acho que so vai ficar um tempo, pq os próprios servidores irão fazer campanha contra, muitos entram , enchem de contratados e cargos comissionados, esperando ajudar nas campanhas, mas os servidores municipais é que estão por toda as partes trabalhando , e assim com seus amigos e familiares!

Lucia Paiva

15 de Maio, 2018 | 11:21
Bora comemorar!!! Cerveja e cachaça de graça a todos... kkkkkkkkkk

Diego Silva

15 de Maio, 2018 | 11:20
E Timóteo segue os passos da presidência. Mais um golpe e a prefeitura sendo entregue nas mãos de incompetentes e fanfarrões. Esse país tem de acabar mesmo!!!

Xman

15 de Maio, 2018 | 07:20
Pode, pode, pode sim, Adriano o prefeito vai fazer Timóteo feliz.

José Matias

15 de Maio, 2018 | 06:16
Antes era a turma do Trintão . Agora e o cinquentão.

Marcelo Oliveira

14 de Maio, 2018 | 23:18
E o irmão, ex deputado( se Deus quiser ) estava lá, olhando seu irmãozinho seguindo seus passos, não fará nada!

Marcelo Oliveira

14 de Maio, 2018 | 23:15
O falso gente boa, o falso trabalhador, o falso boa praça, agora falso prefeito!!!
Anota ai, não vai fazer nada alem de trocar de carro e casa. Acorda TIMÓTEO!!!

Marcelo Oliveira

14 de Maio, 2018 | 23:13
Agora nossa querida Timóteo fechas as portas, como não votei no irmão do deputado e venho falando a muito tempo, pense em alguém que não vai fazer nada e terá a cara de pau de tentar se reeleger, acorda população de Timóteo, estamos regredindo, Timóteo cada vez pior, sem segurança, sem infraestrutura, sem nenhuma reformulação que faça nossa economia alavancar.

Chico Alencar

14 de Maio, 2018 | 20:39
Agora ferrou de vez. Deus tenha piedade de TIMÓTEO.
Envie o seu Comentário