14/04/2018 18:22:00

Identificados os quatro executados em Belo Oriente

Jovens eram moradores do bairro Esperança Ipatinga e deveriam ter desembarcado às 4h na rodoviária de Ipatinga



Com atualização às 15h30 de 16/4
Wellington Fred + Reprodução

Ricardo, Eliézio, Daniel e Fernando moravam no bairro Esperança, em Ipatinga

Já estão identificados todos os quatro jovens encontrados executados a tiros no Talhão 7C, de plantio de eucalipto da Cenibra, em Belo Oriente, na manhã deste sábado (14). Todos os corpos estavam em uma estrada de terra, crivados de balas de variados calibres, conforme apurou a reportagem do Diário do Aço, no local.

Apenas dois dos jovens foram identificados na cena do crime, por meio de documentos que portavam. Um deles é Paulo Ricardo Gonçalves Vieira, de 21 anos, natural de Teófilo Otoni. O outro é Eliézio Breno Lúcio Nascimento, de 19 anos, natural de Ipatinga, conforme noticiado mais cedo. Esses dois primeiros tinham passagens pela polícia por crimes como assaltos e homicídios, um deles, de um agente socioeducativo.

Na tarde deste sábado foram identificados no Instituto Médico-Legal (IML) os outros dois: Daniel Rodrigues da Silva, de 22 anos e o irmão dele, Fernando Rodrigues da Silva, de 21 anos completados no dia 29 de março passado. Todos eram moradores do bairro Esperança, em Ipatinga.

Na cena do crime a perícia da Polícia Civil recolheu cartuchos de armas calibres 380 e .40 (geralmente, de uso restrito de forças policiais) além de calibre 12. Um dos jovens foi morto com tiro a queima-roupa disparado na cabeça, provavelmente com o uso de uma escopeta.

A área onde os corpos foram encontrados fica a cerca de 600 metros da BR-381, próximo a entrada para um frigorífico localizado no distrito de Cachoeira Escura, em Belo Oriente.

A reportagem do Diário do Aço apurou na cena do crime que entre os objetos pessoais dos jovens foram encontrados tíquetes de passagens de Porto Seguro, na Bahia, para Ipatinga, com data de sexta-feira (13).
Reprodução



Investigação pode ser assumida pelo DHPP

O delegado regional da Polícia Civil, Thiago Alves, informou ao jornal na tarde desta segunda-feira que pediu à chefia da PCMG o envio de equipes do Departamento de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) para investigar o caso, mas enquanto a resposta não vem, equipes locais fazem a apuração do caso.

Recados deixados junto aos corpos

Dentro de um boné, encontrado ensanguentado no local há a seguinte mensagem: “Não mato mais polícia”. A frase foi formada com recortes de palavras de página de revistas. Os executores foram além. Enfiaram na boca de Eliézio Breno um pedaço de papel com uma mensagem escrita à mão: “Q-mata polícia morre”.

Suspeitas de vingança do caso Xerifinho

Há indícios segundo os quais dois dos executados eram suspeitos de envolvimento no assassinato do cabo PM da reserva, Carlos Roberto da Silva Costa, o Xerifinho, de 66 anos, morto a tiros na porta da casa dele, no bairro Recanto, em Ipatinga, crime ocorrido em 9 de março deste ano, e que não teve nenhum esclarecimento oficial até agora.

Na época a polícia registrou o caso como latrocínio (roubo seguido de morte da vítima). Xerifinho costumava andar armado e com cordões de ouro. No dia do crime foi encontrado com apenas uma joia. Outros podem ter sido levados.

Uma fonte ouvida na tarde de sábado pelo Diário do Aço informou que dois dos quatro jovens executados, Daniel e Paulo apareceram como suspeitos do crime. Eles se juntaram a Fernando e Breno e foram para Porto Seguro. Como o caso do assassinato “esfriou”, eles voltavam neste fim de semana a Ipatinga, mas não chegaram a desembarcar.

A versão não foi confirmada oficialmente pela polícia, que mantém as investigações do caso.


Família aguardava na rodoviária

A mãe de Daniel e Fernando, Rosânia Gomes da Silva Rodrigues, foi ao IML reconhecer os corpos dos filhos. Ela relatou que soube pelo Diário do Aço das mortes dos quatro jovens e, pelos nomes dos dois primeiros identificados, Eliézio Breno e Paulo Ricardo, por saber que os seus dois filhos estariam juntos, passou a temer pelo pior e confirmou no IML que eram mesmo, os filhos, os outros dois mortos.

Rosânia disse que os quatro, todos moradores do bairro Esperança em Ipatinga, embarcaram sexta-feira, 14h em Porto Seguro sentido a Ipatinga. Deveriam ter desembarcado às 4h de sábado no terminal rodoviário.

A família esperava pela chegada dos jovens, que não desembarcaram. A suspeita é que, por algum motivo, os quatro desceram do coletivo antes de chegar a Ipatinga, ou o ônibus foi interceptado na viagem, já próximo a Ipatinga, quando os quatro foram retirados do veículo e levados para o meio do mato, onde foram executados. O caso permanece em apuração.






Identificados os quatro executados em Belo Oriente


Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Comentários

Dead

19 de Abril, 2018 | 14:44
Fizeram um favor pra sociedade...se a moda pega vai ser muito bom pra nossa região, estão de parabéns , que morram mais e mais, vamos limpar a região do vale do aço.

Hector Bonilla

17 de Abril, 2018 | 17:30
Meus sentimentos é o Cacete
Os caras matam,traficam,estupram fazem o diabo a quatro e ainda tem que ter dó deles?
Vai pra pqp!!! Pq a mãe deles não os entregou na delegacia???
Dia que morre um trabalhador não vem ninguém investigar,direitos humanos só quando morre bandido,e é por isto que esse Brasil é uma disgrassa só o bandido se dá bem, quem é honesto se fode... Bando de hipócrita do carai

Marcia

16 de Abril, 2018 | 21:55
Tudo isso e muito triste ver quatro jovens sendo mortos assim mais infelizmente a nossa justiça e muito lenta ai vem os justiceiros e resolvem rapidinho

Paulo

16 de Abril, 2018 | 16:40
Antes de tudo, não estou fefendendo o erro de ninguém, e deixo aqui meus sentimentos a toda família, especialmente as mães destes jovens.
Nenhuma mãe sai da maternidade com um bebê no colo imaginando que o fim da vida dele será assim.
Vamos ter um pouco de amor a família, especialmente as mães deles, com certeza sofreram vendo as escolhas erradas, sofreram vendo os filhos ignorarem seus conselhos, e estão chorando e sofrendo por ver o fim deles.
Se vc não ama o seu próximo a quem vê, como diz que ama aDeus a quem não vê?

Maria

16 de Abril, 2018 | 16:32
Parabéns a estes justiceiros, pessoas que assim como eu estão cansados destes bandidos nojentos que acham que roubar e matar pai de família é profissão, é bonito, é ostentação; e muita das vezes a culpa são dos pais sim, pq enqto criança os pais que ensinam a se vestir e respeitar o próximo, e se fosse meu filho que tava no mundo aprontando nem em rodoviária eu iria recebe-lo, ia mandar ele sumir pra mais longe, se não quis aprender com os bons conselhos dos pais tem que arcar com as consequências dos atos. Mais justiceiro e menos bandido, amém!

Sid10

16 de Abril, 2018 | 14:37
A OMS - Organização Mundial da Saúde vai incluir uma nova função na lista das mais tensas: BANDIDO NO VALE DO AÇO. Porque o fim de bandido no Vale do Aço é o seguinte:
- Morrer nas mãos dos outros rivais de nikezin;
- Morrer trocando tiro com a galera das calças beges;
- Ou morrer correndo do Justiçeiro da Motoca.

Ae geral arruma emprego na Convaço, na Sankyu pois vida loka aqui come capim pela raiz. O barato tá louco e o processo lento.

Matias

16 de Abril, 2018 | 11:28
Imprecionante, agente ver jovens envolvidos no Crime, os Pais, familiares e amigos, geralmente dão conselhos, e eles muitas das vzs, não dão a mínima, nem sabendo que um dia a casa poderia cair, nesse caso ai, caiu, e caiu feio, então fica mais um aviso, para aqueles jovens, que andam nessa vida errada, os bandidos esquecem, que as Polícias do Brasil, usa o sistema moderníssimo de inteligência que do qual rastrea tudo, e todos, por onde quer que eles for, exemplo, cometem Crimes em BH, se fugir para outros Estados, o sistema vai indicar que esse bandido fugiu, dai começam as trocas de informações entre as Policias do Estado onde o bandido se encontra, emfim...O Crime nunca compensou, princimpalme nos dias de hj...Aconteceu em Campinas, uma Quadrilha preparavam para atacar uma cidade no Sul de Minas, eles programaram tudo, ou seja, levaram dias para fazer esse assalto, e não sabiam eles que a Polícia já sabia, veja, antes de eles saírem, a Polícia montou um cerco com uns 100 Policiais fortemente armados, e preparados, incluindo Grupo de Elite da Corporação, ou seja...Cara que não erra o Alvo, resultado... Mataram 7 bandidos, feriu 2 que escaparam pra mata, um desses morreu, o outro foi preso, internado, no hospital, escapou pra contar a mau história... Se não arrepender, e aceitar a Jesus, o santoanasio vai levar ele tbm pra tomar banho na sua banheira efervescentes para toda a Eternidade.
Pensem nisso...

Sabonete

16 de Abril, 2018 | 11:14
AS FOTOS ESTÃO CIRCULANDO NAS REDES SOCIAIS.....CRÊDOOOOO .....QUEM MATOU, QUERIA MATAR MESMO...!!!....ESTÃO MAIS FURADOS QUE PENEIRA....VAI TER VELÓRIO COM CAIXÃO LACRADO...

Sid10

16 de Abril, 2018 | 10:01
Definitivamente esse bonezin naikin é fatídico.
Usou naikin comprou passagem para o inferno.

J. n

16 de Abril, 2018 | 09:10
Três familias sofrendo uma mãe chorando a morte de dois filhos não to defendendo ninguém so sei que aqui tem a lei do homem e a lei de Deus aqui se faz se paga mais nao com as próprias mãos cometeram erros sim mais nao precisavao morrer assistem justiça pra que quem aqui nao tem familia filhos ninguem sabe o dia de amanha neh hoje vc julga mais Deus queira que nao mais tantas pedras jogam pode cai no telhado de vcs Deus conforte o coração dos familiares

Renata

15 de Abril, 2018 | 21:09
Quem mata polícia. Tem que morrer mesmo entre um bandido e um policial.sou mil vezes o policial gente do bem trabalhadores. Tomou só na cabeça kkkkkkkkkkkkkkforam ter um particular com capeta kkkkkk

Gilberto dos Reis Vidal

15 de Abril, 2018 | 19:51
" TA NA BIBLIA , AQUI SE PLANTA , AQUI SE COLHE " FRASE VERDADEIRA , PLANTOU HOMICIDIO , ROUBO , COLHEU A MORTE TRAGICA , MAIS UMA CHACINA QUE VAI FICAR NO ESQUECIMENTO ".

Laura Assis

15 de Abril, 2018 | 16:38
Aposto que eram todos eles pessoas honestas e trabalhadoras. rs

Anonimo

15 de Abril, 2018 | 15:55
sao muitos otarios, mata policia e poucos dias depois volta pensado que o caso foi esquecido, bandido inteligente nunca bate de frente com policia lembre-se eles sao muitos e sao um pelo outro voces seus otarios ipatinga para voces nem a passeio e tb deveriam levar seus familiares pq se voces nao fosse encontrados poderiam acontecer coisas piores, como aconteceu em belo oriente quando mataram um detetive.

Geri Vaz da Silva

15 de Abril, 2018 | 15:19
que o senhor conforte as familias enlutadas

Pezao

15 de Abril, 2018 | 11:36
Luto é o cacete, acharam que tava ganho...
Agora vem um monte de babaca acendendo velinha vai pra pqp
Luto é a pqp

Caveira

15 de Abril, 2018 | 11:10
Faca na caveira

Eloisa Moreira Braz

15 de Abril, 2018 | 09:01
Se fossem honestos e pessoas de bem e não tivessem matado um pai de família, eles não teriam morrido assim. Não tenho dó nenhuma.

Diogo

15 de Abril, 2018 | 07:13
Vixi!!! Eles estam revoltados, Detonando geral

Reinaldo

15 de Abril, 2018 | 00:43
Que Jesus Conforte toda família..

Bérthalo

14 de Abril, 2018 | 22:37
" ... e .40 (geralmente, de uso restrito de forças policiais)". É interessante a mídia brasileira. Coloca uma situação que não tem mais lógica. Nenhuma arma aqui no Brasil e restrita a Força Policial ou ao Exército Brasileiro, a não ser no papel.

Cabuloso

14 de Abril, 2018 | 21:38
O problema do bandido e que eles são otários voltaram pq acharam que o caso tinha estrado, só deus.

J.carlos

14 de Abril, 2018 | 18:53
O esperança se encontra em luto.
Envie o seu Comentário