14/04/2018 09:10:00

OUTRA VEZ O CAOS POLÍTICO...

José Edélcio Drumond Alves *



“Quais são os culpados desta embromação que provocará nova eleição?”

Mais uma vez a nossa comunidade vive o caos político e teremos que, novamente, cumprir o obrigatório direito de votar. Votamos no ano de 2016, vamos votar na eleição extemporânea e teremos que votar em outubro para Presidente da República, governador, senadores e deputados, federais e estaduais. Depois teremos que votar no ano de 2020 para prefeito e vereadores. Acho que vamos cansar de tanto votar, ou seja, nos quatro anos votaremos quatro vezes. O pior é que as opções não dão margem para uma boa escolha.

Mas, em termos locais, quais são os culpados desta embromação que provocará nova eleição?
A essa pergunta que não é difícil dar as respostas cabíveis. Poderemos responder sem obediência a ordem dos culpados, vejamos:
O partido, que olhou só a possibilidade de vitória e indicou o mais rico ou os donos dos partidos ou mesmo os donos do poder.
A decisão partidária vem do alto escalão estadual ou federal e estes muitas vezes desconhecem a realidade das comunidades locais.
Tudo vem de cima como uma camisa de força e assim tudo isto precisa mudar para os inscritos nos municípios possam escolher o seu candidato ou os seus candidatos dentro da sua preferência partidária.

Depois vem o maior culpado, o senhor eleitor. Este compõe uma massa heterogênea, impregnada de vícios, cheias de interesses pessoais, de fanatismos e a grande maioria não coloca no seu voto o melhor para a sua comunidade prefere trocar o seu voto por um par de sapatos onde recebe primeiro o do pé direito e depois da eleição, se o doador ganhou, recebe depois o pé esquerdo.

Lá na velha Braúnas de todos os tempos o “Sô Remundo” saiu candidato e distribuiu “butinas” dos dois pés a torto e a direito e guardou um saldo bom para trocar, em caso de vitória. Mesmo derrotado ele foi procurado por alguns eleitores que traziam uns o pé direito da “butina” e outros o pé esquerdo que queriam completar seus pares. Indignado ele mandava todos para aquele lugar e para ficar livre queimou todo o estoque que havia guardado.
Assim é uma boa parte do eleitorado brasileiro e o de Ipatinga não foge à regra e o que é pior: os bons eleitores também pagam o pato.

Os interesses pessoais que vão desde os cargos em “comessão”, às licitações dirigidas, as contratações com base no QI ou seja “quem indica” e mesmos vantagens e favores especiais.
No Brasil votaram no Tiririca, que é considerado um bom palhaço no real sentido da palavra, e seu slogan – pior do que tá não fica- atraiu milhares de eleitores, mas o seu pior do que tá não fica, ficou “mais pior” com seu silêncio e o mesmo não fez nada.

Pelé continua com a razão “BRASILEIRO NÃO SABE VOTAR”. O voto deveria ser a arma brasileira para combater o grande mal do Brasil: O Brasil dos políticos corruptos e que não amam a nossa sofrida pátria.

* Advogado e empresário.


Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Comentários

Pedrin Perito

14 de Maio, 2018 | 15:34
Isso aí Dr.


É tanta coisa ruim, é tanta gente mandando vídeo para a globo reclamando de políticos, que garanto que a maioria,senão todos, não fazem nada para mudar o cenário, são apolíticos, e 'tantos uns '' corruptos, seja passiva, ativa ou por afinidade de delitos.O fato maior: estamos sem representativa em Ipatinga no momento, 05 opções de voto,todas com vícios, seja na cabeça de chapa,seja na escolha do vice ou seja na costura politica com troca de favores eleitorais nos pleitos futuros.Uma enxurrada de pessoas,que na maioria não tem capacitação ,nem sequer aptidão para gerenciar uma secretaria.Falta educação, cultura,amor ao próximo e o principal, falta DEUS !
Envie o seu Comentário