09/02/2018 17:46:00

Galo encara a Veterana

Atlético busca vitória contra Caldense para esquecer agitação iniciada no Acre



Bruno Cantini


O técnico interino Thiago Larghi passando orientações a Cazares
A ordem do dia no Atlético é a conquista de uma vitória neste sábado, diante da Caldense, para acalmar o ambiente tumultuado pela pífia apresentação contra o Atlético-AC, e o desentendimento entre o técnico Oswaldo de Oliveira e o jornalista Léo Gomide, da Rádio Inconfidência, que acabou resultando na demissão do treinador. O jogo, válido pela 6ª rodada do Campeonato Mineiro, começa às 16h30.

Na amanhã dessa sexta-feira, enquanto o presidente Sérgio Sette Câmara e o diretor de futebol, Alexandre Gallo, explicavam as razões para dispensar Oswaldo Oliveira, o auxiliar técnico Thiago Larghi comandava o apronto para o jogo desta tarde. Larghi, que fazia parte da equipe de Oswaldo Oliveira, foi efetivado como auxiliar permanente no clube.

Em comparação com a partida no Acre, ele fez cinco substituições no time que treinou nessa sexta-feira. A equipe foi formada por Victor; Carlos César, Iago Maidana, Felipe Santana e Fábio Santos; Adilson e Elias; Otero, Cazares e Erik; Ricardo Oliveira.

Alguns jogadores ficaram na academia, enquanto outros treinaram separadamente. Saíram Samuel Xavier, Leonardo Silva, Gabriel, Arouca e Róger Guedes, que trabalharam separadamente, uma estratégia já prevista pela comissão.

Decisão técnica
Em entrevista coletiva, na Cidade do Galo, a alta cúpula alvinegra, representada pelo presidente, Sérgio Sette Câmara, e pelo diretor de futebol, Alexandre Gallo, garantiu que a única motivação para a dispensa do treinador foram os resultados recentes, e que o atrito com o repórter Léo Gomide nada teve a ver com a situação.

“A queda foi exclusivamente técnica. Entendemos que contratamos um time bom, que veio com aval do treinador, mas não apresentou bom futebol. Aliás, quem está jogando bem no Brasil? Ninguém, ainda. Mas sentimos que a evolução não estava ocorrendo.

A evolução não veio durante o caminho e preocupou muito o último jogo, porque não tomamos as rédeas da partida. No próprio jogo contra a Patrocinense isso não ocorreu. Sempre sou favorável a uma continuidade, até porque sou oriundo de treinador. Porém, para isso acontecer, deveria ter uma melhora jogo a jogo. O que não ocorreu. Foi preciso mudar”, enfatizou Gallo.

O diretor de futebol aproveitou para elogiar o bom trabalho de Oswaldo no Atlético e que esperava que ele não saísse magoado do clube.

“Sentimos muito pela pessoa, pelo amigo, que temos de longa data. Mas, a gente entendeu que é um momento exato para fazer essa troca. Entendemos o profissional, sabemos de seu caráter, é um técnico íntegro, experiente, e essa situação precisa ser dividia com todos. Todos entendem que está na hora desse crescimento”, afirmou Gallo.

Antes da coletiva, segundo Gallo, houve uma conversa com os jogadores para explicar o momento e dividir atribuições. “Conversamos bastante com eles. Todos precisam estar cientes de suas responsabilidades. Mostramos que essas mudanças são inevitáveis e algumas vezes precisamos tomar decisões que nos frustram”, completou o diretor de futebol.
 

Tabu
Se o Atlético não vence a Caldense em Poços de Caldas desde 2011, a Veterana, por sua vez, não supera o Galo em Belo Horizonte desde 2002. E é com a missão de quebrar esse tabu que a equipe alviverde viajou para Belo Horizonte para enfrentar o Atlético, na expectativa de mudar esse retrospecto.

A equipe de Poços de Caldas não vence há cinco jogos, sendo quatro pelo Estadual e um pela Copa do Brasil, competição na qual foi eliminada pelo Fluminense, ainda na primeira fase, após ser derrotada por 1 a 0 na última quarta-feira. Depois da eliminação na competição nacional, o técnico Zezito foi demitido, seguindo-se a contratação imediata de Roberto Fonseca.

A Caldense deve formar com: Omar, Jefferson Feijão, Marcelo, Robinho e Jhonatan; Jean Henrique, Mineiro (Juninho), Arilson e Potita (Matheus); Willian e Anderson Rosa (Carlinhos).

A arbitragem será de Ronei Cândido Alves, com assistências de Douglas Almeida Costa e Marcyano da Silva Vicente.


Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Envie o seu Comentário