04/02/2018 12:28:00

Raios, raios duplos, raios triplos...

Tempestades de verão podem provocar acidentes graves com energia elétrica



Além das altas temperaturas, o verão do Sudeste brasileiro é caracterizado pelas tempestades que acontecem, principalmente, nos fins de tarde. Por isso, a população deve ficar sempre atenta aos perigos desse fenômeno meteorológico, como a ocorrência de raios, rajadas de ventos e inundações.

O Brasil localiza-se em uma zona tropical, e o clima quente favorece a formação de tempestades. O país registra uma das maiores incidências de relâmpagos do planeta.

Demétrio Aguiar/ACS Cemig


Minas Gerais registra um altíssimo índice de raios e trovões
Por ano, são contabilizados mais de 1 milhão de raios apenas em Minas Gerais, e essas descargas atmosféricas podem causar acidentes com a população e danos ao sistema elétrico.

De acordo com Demétrio Aguiar, engenheiro de segurança do trabalho da Cemig, alguns procedimentos devem ser adotados pela população durante as tempestades, como desligar os equipamentos elétricos das tomadas, evitando o risco de queima e à segurança das pessoas.

“Durante as chuvas, o raio atinge a rede elétrica e chega às residências por meio da fiação, podendo atingir os moradores”, explica o engenheiro.

Demétrio Aguiar alerta, ainda, para os danos que as descargas elétricas podem provocar no corpo humano: “O raio provoca queimaduras gravíssimas e pode causar parada cardiorrespiratória, que leva inclusive à morte”.

As tempestades também podem causar rompimento de fios elétricos da rede de energia. Nesse caso, é imprescindível que todos se mantenham distantes do local.

“Caso alguém depare com um cabo partido, nunca deve aproximar-se ou tocar a fiação e, se possível, não deve permitir que outras pessoas façam isso. Nestes casos, a recomendação é ligar imediatamente para o Fale com a Cemig - no telefone 116 -, que funciona 24h/dia”, destaca o engenheiro.

O mesmo cuidado deve ser tomado em caso de queda de árvores sobre as vias públicas, pois elas podem cair sobre as redes elétricas e arrebentar fios elétricos possivelmente energizados, que ficam escondidos sob as folhas e podem causar acidentes graves.

Outras dicas de segurança:
* Em períodos de rajadas de ventos e descargas atmosféricas, a antena de TV pode desregular. Se isso ocorrer, não suba no telhado para ajustá-la, pelos riscos de queda, choque elétrico ou ser atingido por um raio.

* Se houver a necessidade de utilizar o telefone durante as tempestades, a melhor opção é o telefone sem fio ou o celular, desde que o aparelho não esteja conectado na tomada.

* Evite permanecer em lajes altas ou locais descampados, jamais se abrigue embaixo de árvores e evite o uso do chuveiro elétrico.


Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Reação dos Leitores





Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Comentários

Fárley Pela

05 de Fevereiro, 2018 | 12:57
É sempre bom lembrar dos cuidados em dias chuvosos.
O raio é um fenômeno imprescindível e não deve ser subestimado.

Gildázio Garcia Vitor

04 de Fevereiro, 2018 | 21:35
Excelentes dicas! Parabéns pela reportagem.
Envie o seu Comentário