08/01/2018 08:36:00

Portinari por Ronaldo Fraga

Estilista mineiro expõe releitura da obra de artista paulista



A “exposição Candido Portinari - Releitura do Painel Civilização Mineira por Ronaldo Fraga”, apresentando figurinos, traços E formas, estará em exibição a partir desta terça-feira (9) na Galeria Hideo Kobayashi, no Centro Cultural Usiminas, com entrada gratuita.

A exposição tem patrocínio exclusivo da Usiminas (via Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais) e apoio institucional do Instituto Portinari e do Instituto Cultural Usiminas.

Bruno Gonzaga/Divulgação


Bruno Gonzaga/Divulgação
O projeto mostra a vida e obra de Candido Portinari e sua relevância histórica e cultural, e ressalta a importância do trabalho de restauro para preservar o patrimônio cultural.

“Junto com poetas, escritores, jornalistas e músicos, Portinari integrou a geração que fez a mais radical mudança estética na cultura brasileira. Seu legado é uma aula de poesia, cidadania e apropriação cultural.

Contudo, a grandeza da obra de Portinari ainda é desconhecida da maioria das pessoas, tornando urgente o surgimento de projetos que o aproxime de uma nova geração de brasileiros, estimulando-os a soltar as linhas com as pipas de papel de seda no céu azul do mundo mágico de Candido Portinari”, frisa o estilista Ronaldo Fraga, que assina a curadoria da exposição.

Penélope Portugal, diretora do Instituto Cultural Usiminas, reforça: “É uma satisfação receber uma exposição tão representativa sobre a história do Brasil, construída por dois artistas de repercussão mundial. Através de Ronaldo Fraga será possível conhecer em uma outra linguagem o universo e a essência de Candido Portinari.

O público do Vale do Aço vai se surpreender com a exposição e se encantar com as pinceladas de um dos maiores artistas do século XX. A Usiminas e o Instituto Cultural Usiminas acreditam que a cultura é fundamental na construção da cidadania e um pilar social sustentador de transformações relevantes”, conclui Penélope.

Divulgação


Os vestidos de Fraga e os balões de Portinari
Duas fases
A exposição terá duas fases. Na primeira, de 9 de janeiro a 11 de março, os visitantes vão conhecer o restauro da obra “Civilização Mineira”, de 1959, e poderão apreciar sua réplica. O painel retrata a face urbana e rural de um novo estado em formação e revela as pinceladas sobrepostas, característica marcante do estilo Portinari.

O projeto apresenta, nesta fase, o registro dos bastidores da restauração e propõe a interação em ambientes sensoriais, que representam o passo a passo do processo de restauração.

Ao lado, a coleção “O caderno secreto de Candido Portinari”, de Ronaldo Fraga, traz as cores, formas e traços do universo portinariano, por meio de croquis, figurinos e acessórios.

Conceito sustentável
Para a produtora executiva da Exposição Portinari, Cibele Teixeira, a mostra em Ipatinga será marcada por um novo conceito sustentável em exposições de arte, com painéis impressos em tecido.

“A nossa bandeira pela proteção do meio ambiente e reaproveitamento de materiais se fortalece com iniciativas como esta. Reduzimos as plotagens de painéis e deixamos de produzir banners em lona, o que gerou economia e vai reduzir os impactos ambientais”, detalha Cibele.

“Portinari retratou as belezas naturais do nosso país e podemos valorizá-las, não apenas com o resgate da obra do pintor modernista, mas também com a proteção das nossas riquezas naturais”, reforça.

Cultura de paz
Nos dias 7 e 8 de fevereiro, a exposição recebe a oficina “Portinari - O Pintor da Paz” - Por uma Cultura de Paz nas Escolas de Ipatinga. A oficina será ministrada pela coordenadora do núcleo de arte-educação do Projeto Portinari, Suely Avellar.

A oficina é gratuita e voltada para educadores do município e visa incentivar, por meio da obra “Guerra e Paz”, de 1956, de Portinari, reflexões acerca de temas próprios a uma cultura de paz nas escolas.

A partir das oficinas pretende-se despertar a curiosidade pela arte e pela cultura brasileira. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas na Ação Educativa, Centro Cultural Usiminas, pelo telefone 3824-3731.

Projeto Portinari
A segunda fase da exposição será de 20 de março a 11 de maio deste ano, quando 45 réplicas do acervo do pintor modernista, cedidas pelo Instituto Portinari, vão compor um novo espaço da exposição: a galeria “O Brasil de Portinari”.

Há 35 anos o Projeto Portinari dedica-se ao levantamento, catalogação, pesquisa e disponibilização da obra e vida do pintor. Mais informações sobre acervo estão disponíveis no site do instituto. www.portinari.org.br.

SERVIÇO:
- Exposição Candido Portinari
Releitura do Painel Civilização Mineira por Ronaldo Fraga
De 9/1 a 11/3 (1ª fase) e de 20/3 a 11/5 de 2018 (2ª fase)
Terça a sábado, 10h às 21h – Entrada franca
Galeria Hideo Kobayashi - Centro Cultural Usiminas
- Oficina “Portinari - O Pintor da Paz”
7 e 8 de fevereiro de 2018, das 19h às 22h
Ação Educativa - Centro Cultural Usiminas - Ipatinga
Entrada franca mediante agendamento pelo telefone (31) 3824- 3731.


Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Envie o seu Comentário