25/12/2017 08:50:00

Assaltante promove tarde do terror em Vale Verde de Caratinga com tiros e morte

Pastor de 48 anos foi morto com tiro na testa por assaltante que invadiu residências



A polícia do Vale do Aço procura por um criminoso que no fim da tarde de domingo (24) invadiu residências para roubar, ameaçou as famílias de duas residências e efetuou vários tiros. Uma pessoa morreu. O crime, em sequência, foi registrado no bairro Vale Verde, à margem da BR-458, na parte que pertence a Caratinga.
Álbum pessoal


Milton Barroso, 48 anos, pastor em Carmésia, MG


Entre as vítimas, Milton de Oliveira Barroso, de 48 anos, residente na rua Furbino José Soares, em Carmésia, morreu atingido por um tiro quando tentava escapar do criminoso. Milton era pastor na cidade de Carmésia, no Vale do Rio Doce.

O Diário do Aço apurou que, no total, sete pessoas foram vítimas do roubo do bandido, que estava armado com uma pistola 9 milímetros.

Entre os produtos roubados pelo criminoso estão diversos telefones celulares e ainda uma motocicleta Honda XRE 300 de preta, placa MTV-3962, de Ipatinga.

Conforme as testemunhas e vítimas, o criminoso invadiu, primeiro, uma residência na rua 37 usando touca ninja para cobrir o rosto.

O assaltante entrou pela porta da sala, e apontando a pistola, rendeu dois homens e determinou que fossem para a cozinha. Em seguida mandou que todos da casa se deitassem no chão. Para intimidar as pessoas efetuou um disparo que atingiu uma parede.

Demonstrando agressividade com as pessoas, passou a recolher os celulares e pegou a chave da motocicleta do proprietário W.V.S., saindo em seguida do local.

Na mesma rua, invadiu outra residência onde uma família estava reunida. O criminoso invadiu a casa e já foi logo disparando um tiro, que quase atingiu o rosto de uma vítima.

Novamente agressivo, efetuou mais tiros dentro da residência e apontava a arma para as pessoas ameaçando mata-las.

Durante o segundo roubo os moradores de uma casa vizinha foram alertadas por uma das vítimas que conseguiu correr do local do assalto. As pessoas tentaram se refugiar trancando portas e janelas do primeiro andar, momento em que também acionaram a Polícia Militar, por telefone.

Milton Milton de Oliveira Barroso entrou e saiu duas vezes da casa para tentar verificar se o criminoso tinha ido embora da casa vizinha.

Na segunda vez percebeu que o assaltante ainda estava nas proximidades e voltou para avisar as pessoas da casa. Neste momento, o atirador pulou o muro da casa, subiu na lateral para a varanda e efetuou um tiro contra Milton, no momento em que a vítima fechava uma porta. Milton morreu na hora, com um tiro na testa, conforme apurou o Portal Diário do Aço.

Policiais militares de Ipatinga e de Caratinga, em buscas no local dos assaltos, chegaram ao nome de um suspeito da ação, que foi visto correndo pelas ruas com uma arma na mão.

Trata-se de Daniel André de Souza, residente em Vale Verde. Ele também foi visto fugindo na motocicleta roubada de uma das vitimas dos ataques, seguindo para uma plantação de eucaliptos.

O suspeito tem passagens por envolvimento em crimes em Vale Verde e não foi encontrado em sua casa e permanece foragido.

Veículo recuperado

Nas buscas ao autor dos assaltos, policiais militares foram à casa de um suspeito de envolvimento com crimes na região do Vale Verde e apreenderam com ele uma arma de fogo.

Policiais também localizaram um VW Fox, tomado em um assalto no sábado, perto do Resort Faisão. O carro estava abandonado em uma rua, no mesmo bairro onde houve o assalto, noticiado pelo Portal Diário do Aço

A polícia investiga se há ligação entre esses dois fatos com o assalto seguido de morte.



Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Comentários

Jhonny

25 de Dezembro, 2017 | 19:11
O jornal fez uma boa reportagem, a PM está desempenhando bem seu papel, o q infelizmente não pode ser feito é um cidadão honesto q lhe foi tirado o direito de proteger a si e a sua familia! Q pais é esse q desarma as pessoas de bem e armam os bandidos? Isso já nao pode ser chamafo de naçao e sim de "agromerado, ajuntamento de pessoas, pois isso não é uma naçao".

Gleisi Wyllys

25 de Dezembro, 2017 | 17:35
Continua votando no PT, PSDB, PMDB, PSOL, REDE e Cia Ltda. Cambada! Que vota em bandido tem que acostumar com isso! E parem de ligar pra Polícia fascista, chamem os direitos humanos pra defender vcs!!

Jmvs

25 de Dezembro, 2017 | 16:01
Tenho uma moradia neste lado do assalto e crime ,nao é a primeira vez que isso acontece e ninguem não fas nada , cadê a segurança onde está .E só deus para ter misericórdia de nós mesmo.

Santos

25 de Dezembro, 2017 | 15:44
Se a vítima fosse PM ou PC já tinha até helicóptero 🚁 na caçada ao bandido. Tamos de olho, cambada.

Mais Um Otário Brasileiro

25 de Dezembro, 2017 | 13:45
Onde vamos parar? Já paramos, Sidney. E o ponto final é aqui. É claro que agora só vai piorar, mas já dá pra ver a realidade e o que nos aguarda. E infelizmente, a verdade é que o povo brasileiro sempre será o culpado desse lixo que é esse país. De onde saem os políticos, os juízes e os bandidos? Do povo, claro. De onde saem os votos? Do povo. E quem são as pessoas que olham pra tudo isso e continuam de braços cruzados? Nós, é claro. Infelizmente está claro, a origem de tudo, é o povo. O povo desse país, com sua cultura sórdida, seus pensamentos animalescos e fracos. Uma gente que não quer saber de estudar, de adquirir cultura que preste. Um povo que mata por causa de 10 reais, porque alguém olhou pra sua mulher, porque se deu melhor na vida. A mentalidade do brasileiro é uma das mais fracas e atrasadas do mundo. Um povo que só se importa com aparências mas não tem um pingo de coragem. Por que nada acontece com esses políticos ou com esse juízes? Por que em outros países as pessoas não tem medo de morrer por um ideal, mas aqui, nem ideal que preste tem? Com tudo isso, já era pra ter explodido um guerra, uma revolução, pelo menos uma revolta. Mas não. Todos quietinhos, só preocupando com o de comer e beber, esperando sua vez de ser assaltado, estuprado ou simplesmente morto. Num país onde por algum motivo, Deus resolveu encher do que menos presta nesse mundo, ainda aceitam coisas como desarmamento e estatuto de adolescente. Corrupção, ah, essa nem incomoda mais. O que eu posso dizer é, quem tiver jeito e condição, desapareça desse país, por que isso aqui não tem mais jeito. A coisa já ficou tão perdida que nesse momento, se tentarem consertar, os milhões de bandidos desse país se juntarão e tomarão de vez o poder. Nem um país que se deixou a situação chegar nesse ponto escapou. O futuro do Brasil é apenas um: guerra civil e divisão territorial.

Sidney

25 de Dezembro, 2017 | 09:42
Absurdo, absurdo, absurdo. DESESPERADOR

Onde é que vamos parar com tanta violência? E o pior, vagabundos que estão a matar por aí são os mesmos que a policia prende, prende, prende, e a justiça solta, então, justo que a sociedade jogue esses crimes na conta da justiça falha desse país, vocês juízes, políticos, vocês autoridades estão com as mãos sujas desses sangues que estão jorrando, são culpados.
Não é justo ficarmos assim, as nossas cidades pequenas estão feito cidades de filmes faroeste, desertas, portas trancadas, enquanto nossas autoridades políticas e judiciárias se refrescam em resorts e se banham nas piscinas de suas mansões, a culpa de maior parte dessa violência toda, dessas mortes, é desse pessoal judiciário, legislativo, estão por aí já preocupados com seus interesses, os grupinhos de sempre, enquanto o povo padece, por falta de segurança pública e de investimentos pesados em educação e geração de emprego.

Abçs carinho.
Sidney
Envie o seu Comentário