18/12/2017 23:32:00

Suspeita de vingança motivou tentativa contra adolescente no Bethânia

Vítima esfaqueada várias vezes estava envolvida em um homicídio, ocorrido em julho, no bairro Jardim Panorama



Wellington Fred


Raikan foi preso em flagrante após os golpes contra a vítima


A intervenção de um policial militar, em trajes civis e de férias, evitou a consumação de um homicídio na noite desta segunda-feira (18). Uma adolescente de 15 anos foi esfaqueada várias vezes na rua Messina, no bairro Bethânia. Os dois envolvidos foram presos em flagrante por policiais militares.

A adolescente de 15 anos foi surpreendida pelos autores, que se encontravam em uma bicicleta. Raikan da Silva Lopes, de 18 anos, desferiu vários golpes na vítima com um canivete grande, mas ele não contava que, nas proximidades, estava o sargento Edielson, que guardava o carro na garagem. “Vi a situação e, após avaliar o que ocorria, resolvi agir”, contou o PM ao Portal Diário do Aço.

O militar acabou fazendo os dois autores parassem as agressões e fugissem na bicicleta, mas o PM seguiu a dupla e cercou os dois na avenida Selim José de Sales. Conseguiu imobilizar o agressor, enquanto o comparsa dele, um adolescente de 17 anos, conseguiu escapar em outra bicicleta, apanhada nas proximidades. Esse segundo envolvido também acabou apreendido quando chegava em casa, no bairro Industrial, em Santana do Paraíso.

A arma usada na agressão, um canivete que teve a ponta quebrada durante os golpes, foi apreendida pelos policiais militares em apoio ao sargento Edielson. Raikan, que sofreu escoriações no corpo ao tentar reagir à abordagem, foi medicado na Unidade de Pronto-Atendimento (UPA), no bairro Canaã.

Uma equipe do SAMU prestou o socorro à adolescente ferida. Os socorristas constataram cinco ferimentos, na clavícula, costelas lado direito, mão esquerda e região lombar. Um dos golpes acertou a cabeça da adolescente. Ela ficou internada no Hospital Márcio Cunha.

Uma unidade de resgate do Samu atendeu a vitima de 15 anos, encaminhada ao HMC


Agiu motivado por vingança
Raikan, ao ser liberado da UPA, falou pouco com a equipe do Portal Diário do Aço, mas confirmou que agiu por vingança. Ele e o adolescente comparsa foram encaminhados para o plantão da 1ª Delegacia Regional de Ipatinga com o canivete usado para esfaquear a adolescente.

O preso alegou que seria primo de Paulo César Braga Neto, de 20 anos, morto a tiros no campo de futebol do Universo, na rua Wilson Teixeira com a rua Vitória, próximo ao Viveiro Municipal, no bairro Jardim Panorama. O crime aconteceu na noite de 28 de junho passado, como divulgou o Portal Diário do Aço.

As investigações da Polícia Civil apontaram os acusados do crime, dois meses depois, quando foram apresentados à imprensa. Maykson Douglas Ramos de Souza, de 23, e Bruno de Oliveira, de 21 anos, contaram com a ajuda de uma adolescente para atrair a vítima para uma emboscada. Esta envolvida é a vítima da tentativa de homicídio ocorrida nesta segunda-feira.


Adolescentes e jovem são presos por tentativa de homicídio no Bethânia
MAIS FOTOS
Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Comentários

Netinho

19 de Dezembro, 2017 | 16:18
parabens ao policial,que no horario de descanso e arriscando levar ferro p causa dos outros interviu e salvou a vida dessa jovem,que mesmo sendo bandida nao merecia morrer provando do mesmo veneno que causa aos outros.infelismente e grande o numero de meninas jovens,que estao envolvidas com criminosos,sabendo elas que isso e um suicidio,pq marginais nao gostam nem deles e elas sao usadas e descartadas e o fim e sempre uma tragedia.sorte dessa ai,que Deus colocou o sargento no caminho dela,pq senao ela estaria sendo enterrada hoje.

Anônimo

19 de Dezembro, 2017 | 16:14
Parabéns ao policial todos dizem isso estão certo mas olha a cara dele só pq tem o cabelo pintado e sinal s mal pessoa vc viram pq ele cometeu esse crime ele nunca fez mal a ninguém só fez isso pelo fato dela ter levado um parente dele pra morre coisa q muitos de vcs iriam querer vingança então antes de jugar alguém olha os motivos ele erro tem q paga mas não precisa de ninguém pra condenar ele não

Wanderson

19 de Dezembro, 2017 | 15:12
Olha a lata do desgracado! Vagabundo! Salafrario!

Roberto

19 de Dezembro, 2017 | 12:46
Concordo Sérgio. Essas meninas querem vida loka ,ostentação. Quando entram pra essa vida ja estão preparados pra matar ou morrer , então acho q ñ compensa um pai de família arriscar sua vida por uma bosta dessa .

Só Observo

19 de Dezembro, 2017 | 11:17
Acorda povo brasileiro, ou começamos a limpar esse país ou vamos ser enterrados nessa sujeira. Entre os bandidos de cima e os de baixo, não sobra mais espaço. Está tudo tomado. A insanidade não vai acabar por si próprio, o mal não se extingue sozinho. Está na hora da coisa explodir, devemos parar de obedecer essas leis que dizem que devemos nos acovardar e deixar os bandidos fazerem o que querem. Temos que começar a pressionar a polícia e o exército, perder logo a paciência com esse políticos e esses juízes malditos que só sabem liberar esses bandidos de volta pras ruas. O aumento dos crimes nessa época do ano é diretamente relacionado com os tais indultos que presos recebem. A juventude se transformou em um monstro do crime, coisas como o ECA são incentivos aos adolescentes para que cometam crimes. Já ficou claro demais, óbvio demais. Quanto tempo mais vamos ter de esperar? Vão ficar todos aí sentados, aguardando sua vez de ser roubado, estuprado, assassinado? Tudo tem que ter um basta.

Cidadao

19 de Dezembro, 2017 | 10:52
Olha cara de gente boa do anjinho. Pessoas assim que o direito dos manos adora proteger. Parabens sargento Edielson, o sr. merece ser condecorado!!!

Roberto

19 de Dezembro, 2017 | 10:38
Concordo Sérgio. Essas meninas querem vida loka ,ostentação. Quando entram pra essa vida ja estão preparados pra matar ou morrer , então acho q ñ compensa uma pai de família arriscar sua vida por uma bosta dessa .

Gê Souza

19 de Dezembro, 2017 | 08:53
Esse é o compromisso da polícia militar, o combate ao crime não tem hora pra acontecer, parabéns ao sargento pela intervenção imediata que foi crucial para evitar mais um feminicidio na região. O que não surpreende mais é a quantidade de jovens envolvidos com a criminalidade, sobretudo nas periferias da cidade, numa análise mais ampla percebemos que a vida a cada dia que passa tem menos valor para alguns, está faltando Deus na vida dessas pessoas.

Leoncio Simoes

19 de Dezembro, 2017 | 08:10
Parabens ao bom policial que mesmo de folga compriu Seu trabalho.

Sérgio Moro

19 de Dezembro, 2017 | 02:33
As meninas querem ser vida Loka mais uma que se lascou sorte de um polícial militar que mesmo estando de folga agiu rápido pra salvar a vida dessa garota senão ela seria simplesmente mais uma nas estatísticas de crimes contra a vida que é motivado por drogas entre outros crimes parabéns sargento edielson
Envie o seu Comentário