09/12/2017 12:06:00

Boa notícia



Divulgação

A grande notícia da semana foi a confirmação do jogo Tombense x Cruzeiro, pelo Campeonato Mineiro de 2018, no Ipatingão, com a perspectiva de outros eventos de grande porte serem transferidos para o Vale do Aço no próximo ano.

No fim da década de 90, após passar por uma grande reforma, embalado pelo surgimento do Ipatinga Futebol Clube, o “Gigante do Parque Ipanema” passou a receber com frequência jogos de Atlético e Cruzeiro, pelas mais diversas competições nacionais e internacionais, tornando-se conhecido em todo o país e no exterior, divulgando a cidade e a região através das transmissões de TV.

Nos últimos anos, por conta do descaso de administrações anteriores, as instalações do Ipatingão se deterioraram, o que afastou os clubes da capital, que, na necessidade, optavam por outras praças cujos estádios estavam em melhores condições, tais como os de Sete Lagoas, Varginha ou Uberlândia.

Agora, através de um trabalho eficiente do Secretário de Cultura, Esporte e Lazer, Carlos Oliveira, que conseguiu realizar pequenas, mas importantes intervenções no estádio, restabelecendo sua capacidade máxima para 22 mil pessoas, além de devolver ao gramado o seu padrão de excelência, há um clima favorável para o reposicionamento do Ipatingão no cenário do futebol nacional, tornando-o viável e a melhor opção para sediar jogos de Atlético ou Cruzeiro fora da capital, bem como de equipes do interior, como o Tombense, interessados na bilheteria.

A volta
E o torcedor cruzeirense vai comparecer em massa ao Ipatingão no dia 27 de janeiro, data agendada pela Federação Mineira para este Tombense x Cruzeiro, válido pela 4ª rodada do Campeonato Mineiro de 2018. A última vez que o time celeste pisou no tapete verde do Ipatingão foi em 2006, na decisão do Campeonato Mineiro, quando venceu o Tigre por 1 x 0 e conquistou o título estadual.

Devolveu com a mesma moeda o feito espetacular do Tigre, na época comandado pelo técnico Ney Franco, que um ano antes havia vencido a histórica decisão em pleno Mineirão, por 2 x 1, quebrando um tabu de 40 anos sem que um clube do interior conquistasse o título estadual.

A volta dos grandes jogos ao Ipatingão, caso se confirme, será benéfica, pois além de aumentar a divulgação da cidade e região através da mídia espontânea, causa enorme impacto positivo no comércio em geral, principalmente nos setores de hotelaria, bares, restaurantes e similares, transportes, além de gerar emprego e renda para ambulantes e outros trabalhadores informais, que sofrem com a crise de desemprego.

FIM DE PAPO
Por coincidência, o último jogo de grande porte realizado no Ipatingão teve o mesmo Tombense como mandante. Foi no dia 22 de março de 2015, quando encarou o Galo e foi derrotado por 3 x 0, gols de Luan (2) e Lucas Pratto. O público pagante neste jogo foi de 8.403 torcedores, que proporcionaram uma arrecadação de R$ 271.740,00, toda ela destinada ao time da Zona da Mata.

Em 2014, o Atlético fez dois jogos seguidos no “Gigante do Parque Ipanema”, e sua permanência na região durante uma semana causou grande agitação da torcida. Num domingo (25/05) à tarde, não jogou bem e empatou em 0 x 0, esbarrando na retranca do Criciúma, de Santa Catarina. Na quarta-feira (28) à noite, fez uma grande partida e derrotou o Fluminense por 2 x 0, gols de Dátolo e Diego Tardelli. Com a capacidade liberada para 15 mil torcedores, estes dois jogos do Atlético no Ipatingão tiveram todos os ingressos colocados à venda vendidos antecipadamente.

Perder nunca é bom, mas o Flamengo só perdeu o jogo, e não o título da Copa Sul-Americana. O 2 a 1, de virada, imposto pelo descansado Independiente, em sua casa abarrotada de gente, mostrou um Flamengo capaz de também virar o placar no Maracanã e ser campeão. É fato que o time rubro negro está desgastado por uma maratona de jogos decisivos aos domingos e quartas-feiras. Mas, agora, seus jogadores estão tendo uma semana para descansar, recuperar as forças, treinar e fazer seu jogo do ano na próxima quarta-feira, com o Maracanã também lotado, cujos ingressos já estão esgotados.

Enquanto isso, a torcida do Galo, que amanhã conhecerá o novo presidente que vai comandar o clube nos próximos três anos, torce, mesmo que discretamente, para o Flamengo ser campeão e com isso poder disputar a Pré-Libertadores em 2018. O Vasco, maior rival do Flamengo a nível estadual, também torce escondido a favor, para com isso entrar direto na fase de grupos.

A torcida do Sport Recife, outro rival dos cariocas, torce a favor do Mengão para poder entrar na Copa Sul-Americana. Só a do América torce contra, para poder entrar na Copa do Brasil a partir das oitavas de final. Se for olhar pelo tamanho das torcidas envolvidas a favor ou contra, o Flamengo já pode comemorar o título. (Fecha o pano!)


Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Envie o seu Comentário