22/08/2017 21:47:00

Polícia Civil prende suspeitos de execução em campo de futebol no Panorama

Vítima foi atraída para ser morta no Campo do Universo durante a noite do último dia 28 de junho



atualização às 11h40 de 23/08
Wellington Fred


Maykson e Bruno estão recolhidos na Penitenciária de Ipaba


A Polícia Civil, em Ipatinga, prendeu um grupo de pessoas investigadas pela acusação de assassinarem Paulo César Braga Neto, de 21 anos, morto a tiros no dia 28 de junho, no bairro Jardim Panorama, em Ipatinga.

O corpo de Paulo César foi encontrado com tiros na cabeça no campo de futebol do Universo, localizado na rua Wilson Teixeira, esquina com a rua Vitória, próximo ao Viveiro Municipal, no bairro Jardim Panorama. A vítima só foi identificada no outro dia, no Instituto Médico-Legal (IML).

Em entrevista na Delegacia Especializada em Homicídios, na manhã desta quarta-feira (23), foram revelados os detalhes do crime. Maykson Douglas Ramos de Souza, de 23, e Bruno de Oliveira, o Bruninho do CRC, de 21 anos, foram presos durante as investigações policiais.

Para a PC, Maykson e Bruno planejaram uma emboscada para praticar o crime. Para isso tiveram a ajuda de duas adolescentes de 14 anos e de Nayara Borges Valadares, de 26 anos, que também foi presa.

O primeiro a ser preso foi Maykson, no dia 2 de agosto, em cumprimento a um mandado de prisão temporária. Bruno e Nayara também tiveram a prisão preventiva decretada pela Justiça e foram recolhidos à prisão no dia 16 de agosto.

Os policiais apreenderam um revólver calibre 38, usado na morte de Paulo César. Essa arma estava escondida na casa do avô de Nayara, no bairro Canaãzinho, em Ipatinga.

O relatório da PC indica que, por volta de 20h40, no dia do crime, a vítima foi atingida por disparos de arma de fogo efetuados pelo carona de uma motocicleta. Após vários levantamentos, ficou demonstrado que Paulo foi atraído ao local do crime por uma adolescente de 14 anos de idade, que, a pedido de Maykson, marcou um encontro com a vítima.

Maykson e Douglas, sabendo do horário e endereço do encontro, foram ao local em uma moto Honda Titan 150 preta, de propriedade de Nayara. Douglas, que estava na garupa, efetuou os tiros que levaram Paulo César Braga à morte. Após o crime, Nayara teria recebido a arma e ficou encarregada de ocultá-la.
Wellington Fred


Paulo César (detalhe) foi morto em uma emboscada, segundo investigações da PC

Para a PC ficou evidenciada a participação de outra adolescente de 14 anos, namorada de Bruno, que se envolveu em toda a trama, sendo ela a ligação entre os investigados Maykson, Bruno e a adolescente que atraiu a vítima até o local onde foi morta, conforme explicou o delegado Marcelo Castro, titular da Delegacia Especializada em Homicídios.

Tentativa de homicídio teria motivado crime

A motivação para o crime, de acordo com o que foi apurado pela polícia, foi uma vingança contra Paulo, acusado de ser o autor de uma tentativa de homicídio contra Maykson, ocorrida no dia 19 de fevereiro deste ano, no bairro Industrial, em Santana do Paraíso].

Maykson, Bruno e Nayara foram indiciados por homicídio qualificado por motivo fútil e mediante emboscada, e por corrupção de menores. Maykson possuía antecedentes criminais por posse e porte ilegal de arma de fogo. Bruno tem passagem por direção perigosa de veículo, uso de drogas e desobediência. Nayara não possuía antecedentes. Já a vítima, Paulo César, tinha passagens por roubo e receptação.

Nayara também foi vítima, recentemente, de uma tentativa de homicídio na saída da Escola Estadual Antônio Luís, localizada na rua Glicéria de Almeida, no Industrial, em Santana do Paraíso.

O crime aconteceu na noite de 30 de maio deste ano. A vítima foi surpreendida no momento em saía da escola, empurrando sua motocicleta. A suspeita de autoria do crime, Phyetra Paloma Pagung da Silva, de 18 anos, foi presa.

Homens acusados de homicídio no Jardim Panorama são presos



Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Comentários

Carla

15 de Outubro, 2017 | 19:24
Mais tem gente defendendo este Paulinho foi ele que entrou na casa do maikim duas ves pra matar ele e da mesma gangue da pietra demorou passou da hora está pietra e pouco cadeia demorou gostava de colocar arma na cara das namoradinha dela ja vi família indo emboro do bairro por causa dela kkkkkk agora fico sabendo que aquela boca de chupa buceta bem dente tem porque ganhou soco na boco das argente achodo que ai no serespe igual a casa da sua mãe que vc mandava até batia nela esta pagando tudo q fez e vai pagar mais ainda quem tira a vida daas pessoas outro que tem q ir pra esta lugar e está Poliana está safada puta de porta de cadeia assacina vc vai pagar por cada vida que vc tirou e mandou tira ãe tem um.Deus no céu vc vai pagar tudo vou ficar aqui olhando de camarote

Poliana Kathy

15 de Outubro, 2017 | 19:07
Kkkkk tenho q sorri quem está preso n morre jaja os caras estão ai vomos vira este bairro liberdade pra eles agora pilantra igual o makisom que tinha q está morto igual o cd q era uma merda mais jaja ele sai de lá tbm

Eduardo

04 de Setembro, 2017 | 16:24
Nossa coitado do paulinho rapaz bom honesto trabalhador, sqn. Tava achando q era o cara dando tiro facada nos outros ,ja foi tarde alias devia nem ter nascido . e ainda acha gente pior q ele pra defender e outra cd era um maconheiro deve q tava devendo drogas por isso ta morto . e vcs q tem peninha de vagabundo vao la pro cemiterio fazer compania pra ele .e outra bandido bom e bandido morto,

Joana

25 de Agosto, 2017 | 09:40
QUEM TEM A GUELA MAIOR ENGOLI O OUTRO,SE FOSSE PESSOAS HONESTAS NÃO ESTARIAM PRESA NEM MORTA.

Lucas

24 de Agosto, 2017 | 13:07
TUDO UM BANDO DE VERME , QUE SE MATEM UM AO OUTRO.

Maicon

24 de Agosto, 2017 | 08:01
O bairro todo sabe que foi o cd o Pedro Henrique que já morreu que mandou o Paulinho tenta matar o Maikson porico o cd já está morto a sociedade pede justiça pela morte do cd

Sabrina

23 de Agosto, 2017 | 07:35
Bando de pilantras só age na croka mais a hora deles vao chegar até a família deles vai morrer cadeia e pouco
Envie o seu Comentário