15/08/2017 16:00:00

Segundo turno



Divulgação

O início do segundo turno para o Cruzeiro não foi tão promissor como previa o seu treinador Mano Menezes, e podemos creditar um pouco desse insucesso à marcação desastrada de uma penalidade máxima pelo árbitro da partida. O Cruzeiro esteve muito bem na partida, e mesmo poupando alguns jogadores o time marcou bem, usou um quadrado no meio campo tentando sair rápido para o ataque, surpreendendo a equipe paulista.

Quando vencia o jogo por 2 x 1 o time teve uma grande oportunidade de marcar o terceiro gol, e quando se perde oportunidades como ocorreu na partida de domingo, o preço a pagar é caro. O time não soube segurar o resultado, e acabou derrotado com a marcação de uma penalidade máxima inexistente. Mas não há tempo para lamentações, agora resta recuperar-se na próxima rodada, e tem ainda que pensar na partida da Copa do Brasil, contra o Grêmio, que também será um grande desafio para o time celeste.

O Atlético, que só estava sentindo o gosto das derrotas no Independência, começou bem o segundo turno, vencendo o Flamengo, tentando sair de uma situação de riscos para pensar em buscar mais vitórias e uma melhor classificação na tabela.

O resultado surpreendeu até os mais apaixonados torcedores, que mais uma vez não acreditavam na reação do time, principalmente contra o Flamengo, uma forte equipe, e que no início da competição era candidato sério ao título da temporada. Mas a vitória veio para dar um novo alento à equipe, que terá uma semana para se preparar para o desafio contra o Fluminense, na próxima segunda feira. Rogério Micale terá muito trabalho para colocar o time em campo, com uma nova postura de jogo.

ARBITRAGEM
A arbitragem brasileira não sai da mesmice, e mais uma vez uma penalidade máxima inexistente, na partida envolvendo Cruzeiro e São Paulo, definiu a vitória do time paulista. O árbitro Rafael Traci inventou a marcação de uma falta, sem nenhum critério, prejudicando o time mineiro.

Outro que também inventou na rodada foi o árbitro Elmo Alves Resende, que marcou uma falta do goleiro Victor. Coisa estranha é que este critério - quando o goleiro fica com mais de 6 segundos com a bola nas mãos - não é observado sempre. Ele acertou na marcação, mas não adota este critério SEMPRE, indicando que existe o problema: A falta de critérios é que torna a arbitragem falha em vários jogos pelas competições que atuam.

1ª DIVISÃO
O futebol amador voltou a respirar a 1º Divisão, e após a paralisação vivida no ano passado, por falta de verbas, o domingo foi de muita festa para receber os jogos.
Novo Cruzeiro e Novo Vale empataram em 2x2, o Bethânia foi derrotado em casa, pela equipe do Universo, pelo placar de 2x1. Sem Futuro e AERC não saíram do empate sem gols, no campo do Canaãzinho.

O Atlântico recebeu o Beira Rio no campo do Nescau e sofreu uma derrota de 3x1 na abertura da competição. O Vale Alto foi outra equipe estreante derrotada em casa pelo Industrial, por 2x0. O Itamarati não deixou por menos e venceu o Chácara Madalena por 1x0. Fechando a rodada, o União venceu o Rio Branco pelo placar de 2x1.
Fica a expectativa dos torcedores e dirigentes por uma competição do mais alto nível para compensar a paralisação do ano passado.

COPA DO BRASIL
Estreando com derrota no returno do campeonato brasileiro, o Cruzeiro está focado na decisão da semifinal da Copa do Brasil, que começa hoje à noite, e terá como adversário o vice-líder do campeonato nacional.
A expectativa é de duas partidas emocionantes, pois são duas equipes bem preparadas, com bons jogadores no elenco e estilos de jogos totalmente diferente.

Se de um lado o time mineiro tem mais toque de bola, com uma marcação forte no meio e um ataque bem rápido, estará enfrentando um time que tem por tradição ser forte em todos os setores do campo, que não terá o craque Luan, que está sendo negociado com o futebol europeu, mas que tem na força do elenco a sua maior arma. Portanto, teremos duas partidas que indicarão a equipe que estará mais uma vez na decisão. O Grêmio busca o seu sexto título, e o Cruzeiro tentando se igualar em quantidade de conquistas do seu adversário desta noite.

ELEIÇÕES LDI
Há boatos circulando, dizendo que o meu nome estaria ligado a uma chapa que está sendo formada para concorrer às eleições na Liga de Desportos de Ipatinga. Assim, informo que não tenho nenhum interesse em participar de qualquer movimento envolvendo eleições de qualquer entidade esportiva na região, e reforço que definitivamente não desejo participar, trabalhar, ou assumir qualquer cargo em qualquer entidade ligada ao esporte.

Meu tempo como dirigente esportivo encerrou-se em 2006, e não pretendo passar pelas mesmas situações vividas naquela época. Na minha modesta avaliação, fiz um bom trabalho e contribui para que o esporte especializado de Ipatinga e Vale do Aço fosse reconhecido em vários estados do Brasil. Qualquer assunto envolvendo meu nome para eleições de qualquer entidade esportiva é apenas boato, e ninguém está autorizado a falar em meu nome nestas questões. Portanto, é uma informação falsa.

LEMBRANÇAS
Houve um tempo que o futsal era futebol de salão. O Ipaminas era uma equipe credenciada e disputou várias vezes o Campeonato Mineiro do Interior. Foi a Itabira enfrentar uma das equipes mais técnicas de Minas Gerais, o Atlético Itabirano. Eu fiz parte da equipe do Ipaminas, que empatou em 2x2 com o time da terra de Carlos Drummond de Andrade.

Ailton Jonas, Elder, Israel e Roney, comandados pelo treinador Fernando, fizeram uma grande partida. No gol da equipe adversária estava o saudoso Eduardo Maluf, ex-diretor de futebol do Cruzeiro e do Clube Atlético Mineiro, e foi uma noite inspirada, de uma grande partida de futebol de salão.

Contato com a coluna: roberto50mg@hotmail.com.


Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Envie o seu Comentário