01/07/2012 00:00:00

Número de evangélicos cresce

Ipatinga, Timóteo e Santana do Paraíso estão entre os municípios com maiores percentuais de evangélicos no Estado



DA REDAÇÃO - Embora os católicos continuem sendo maioria no país, somando mais de 123 milhões de brasileiros, o número de brasileiros que se declaram fiéis à religião continua em queda. Nos últimos 20 anos, a diminuição desse contingente no total da população do país foi de aproximadamente 22%.


Em 1991, oito em cada dez brasileiros professavam o catolicismo; em 2010, pouco mais de seis entre dez pessoas ouvidas fizeram a mesma afirmação. As informações são parte do Censo Demográfico 2010 – Características Gerais da População, Religião e Pessoas com Deficiência, divulgado na sexta-feira (29), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


Por outro lado, os grupos evangélicos, que passaram de 9% em 1991 para 22,2% em 2010, são os que mais cresceram no mesmo período. Somente na última década, foi observado um aumento de cerca de 16 milhões de pessoas que se declararam evangélicas.


Nos últimos dez anos, além dos evangélicos, grupo que mais cresceu no período, passando de 15,4% para 22,2% e totalizando 42,3 milhões de pessoas no país, também tiveram expansão os espíritas, que passaram de 1,3% para 2% e somaram 3,8 milhões de pessoas em 2010; os que se declararam sem religião, que subiram de 7,4% para 8%, ultrapassando os 15 milhões; e o conjunto pertencente a outras denominações religiosas, que cresceu de 1,8% para 2,7%, totalizando pouco mais de cinco milhões de brasileiros. Os adeptos da umbanda e do candomblé mantiveram-se em 0,3% ao longo da década, representando quase 590 mil pessoas.


Em Minas Gerais, o número de católicos é superior à média nacional, e representa 70,2% do total da população. As religiões evangélicas têm 20,1% de adeptos, conforme as pesquisas do censo de 2010. Percentual pequeno, porém representativo, é o número de pessoas sem religião no Estado, que alcança 5% da população. Ou seja: quase um milhão de habitantes informaram essa resposta.


Vale do Aço

Os municípios de Ipatinga, Timóteo e Santana do Paraíso estão entre os que apresentaram os maiores percentuais de população evangélica de Minas Gerais. Em Ipatinga, o número de pessoas que professam a religião cresceu na última década, de 32,8% dos residentes no município, para 40,02%, em 2010. Timóteo, de 31% passou a 40,9%. Santana do Paraíso, por sua vez, teve um crescimento ainda maior, de 30,6% para 42,6%.


Os mesmos municípios do Vale do Aço, somados a Ipaba e Belo Oriente, são os contingentes com menor percentuais de católicos em 2010 no Estado. Com uma média de 46% da população nos municípios citados que afirmou professar a crença, o número de católicos apostólicos romanos caiu 12,1 pontos percentuais quando comparado ao censo de 2000.


 ##[69778]##



Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Envie o seu Comentário