17/04/2013 - 00h05
Comitê repudia declarações de subsecretário de Defesa Social
"Ao transferir responsabilidade da segurança dos profissionais da imprensa aos próprios jornalistas, o Estado, mais uma vez, dá mostra da fragilidade do sistema e descontrole sobre as forças de segurança do Vale do Aço"


Reprodução álbum pessoal
Rodrigo Neto e Walgney Carvalho

IPATINGA – A terça-feira foi um dia de expectativa sobre o andamento da apuração dos casos que envolvem a morte de duas pessoas ligadas à comunicação no Vale do Aço - o repórter Rodrigo Neto, executado a tiros na madrugada de 8 de março, e no domingo, 14, o fotógrafo Walgney Assis Carvalho. Apesar de a Polícia Civil ter anunciado que há suspeitos no caso mais recente, nenhuma pessoa foi presa.

Ontem, o Comitê Rodrigo Neto, formado por jornalistas para cobrar da polícia o comprometimento com a apuração do caso, divulgou uma “Nota de Repúdio” em que manifesta “perplexidade e indignação” com as declarações do subsecretário de Defesa Social, Daniel de Oliveira Malard.

Em entrevista à imprensa na tarde de segunda-feira, o subsecretário fez recomendações em relação às medidas de segurança que devem ser tomadas pelos jornalistas, “tais como o fazem juízes e policiais”.

A nota do comitê afirma que “ao transferir a responsabilidade da segurança dos profissionais da imprensa aos próprios jornalistas, o Estado, mais uma vez, dá mostra da fragilidade do sistema e descontrole sobre as forças de segurança do Vale do Aço. É importante destacar que promotores, juízes e policiais, ao contrário dos jornalistas, têm porte de arma, treinamento especializado e escolta policial, se solicitada. Se diante da execução de dois repórteres ligados à área policial o Estado não é capaz de garantir a liberdade de imprensa e o exercício democrático e constitucional da profissão, o Comitê Rodrigo Neto solicita, mais uma vez, o apoio e intervenção da Polícia Federal e do Ministério da Justiça”, conclui a nota.

 

SOBRE O ASSUNTO:

Mobilização para apuração de crimes - 16/04/2013

MAIS:

Pena de morte ou prisão perpétua? - 17/04/2013


 











ATENÇÃO: Este comentário será moderado, podendo ser aprovado ou não. Evite palavras que possam comprometer sua imagem. Seu email não será divulgado.





















OUTRAS NOTÍCIAS DO CADERNO POLÍCIA



27/01/2015 - 20h00

27/01/2015 - 20h00

27/01/2015 - 19h00

27/01/2015 - 10h13

27/01/2015 - 06h58

26/01/2015 - 20h00

26/01/2015 - 19h55

26/01/2015 - 17h40

26/01/2015 - 16h15

26/01/2015 - 13h13

26/01/2015 - 12h23

26/01/2015 - 10h00

25/01/2015 - 15h11

24/01/2015 - 10h35

24/01/2015 - 08h47


ANTERIOR    2 3 4 5 6 7     PRÓXIMO
ÚLTIMAS NOTÍCIAS



27/01/2015 - 20h42

27/01/2015 - 20h39

27/01/2015 - 20h38

27/01/2015 - 20h36

27/01/2015 - 20h14

27/01/2015 - 20h10

27/01/2015 - 20h04

27/01/2015 - 20h00

27/01/2015 - 20h00

27/01/2015 - 20h00

27/01/2015 - 20h00

27/01/2015 - 19h00

27/01/2015 - 18h08

27/01/2015 - 17h53

27/01/2015 - 17h49


ANTERIOR    2 3 4 5 6 7 8 9     PRÓXIMO