03/01/2013 - 06h46
Terceiro homicídio em dois dias
Trio fazia uso de drogas na praça do bairro Vila Celeste, quando menores de 18 anos mataram adulto


Wellington Fred
homicidio
vila celeste2
Márcio Lopes de Carvalho, de 34 anos, foi morto por dois adolescentes

IPATINGA

Dois adolescentes são suspeitos de uma execução impiedosa, na noite de quarta-feira (2), em plena praça pública, sem preocupação com testemunhas. Foi o terceiro homicídio em dois dias de 2013, na cidade. O crime foi registrado por volta das 20h30, na avenida Luiza Maria Nascimbene, bairro Vila Celeste. O que se sabe até o momento, sobre a morte de Márcio Lopes de Carvalho, de 34 anos, é o que foi relatado por testemunhas à Polícia Militar.
Márcio encontrava-se em companhia de dois adolescentes, um de 17 e outro de 16 anos, na Praça do Vila Celeste onde faziam uso de drogas. Houve um desentendimento entre os três, quando os dois adolescentes, sacaram suas armas e efetuaram vários disparos contra Márcio.
A equipe do Samu chegou a ser chamada ao local, mas apenas constatou a morte da vítima, que foi liberada para os trabalhos periciais. Foram constatadas, inicialmente, quatro perfurações provenientes de arma de fogo e um corte na testa.
Os dois adolescentes já estão devidamente identificados e são procurados pela Polícia Militar. Na tarde anterior, a polícia já tinha registrado outro homicídio, no alto do Game, no bairro Iguaçu.

 


Wellington Fred
I023668.JPG
A equipe do Grupo de Ações Táticas Especiais da PM também esteve no local

Desabafo

Daniela Maurício contou ao DIÁRIO DO AÇO que seu marido, Márcio, saiu de casa para ir à residência da mãe dele, pois, o gás de cozinha havia acabado. “E eu estava lavando roupa e fazendo comida.

Quando terminei de arrumar tudo avisei ao meu filho que eu estava indo à casa da avó dele, fomos até lá e encontramos a residência fechada. Ela tinha ido à Igreja. Em seguida, vi um movimento na pracinha e fui verificar. Já tinha acontecido o crime”, desabafou.

Ainda segundo Daniela, seu marido nunca havia comentado nada sobre ameaças ou brigas. “Ele saiu da cadeia em outubro e estava preso por uso de drogas. O crime foi perto do meu filho de apenas nove anos, ele presenciou tudo. Eu não sei o que vou fazer agora”, concluiu.

Os dois adolescentes suspeitos do crime já estão devidamente identificados e são procurados pela Polícia Militar. Na tarde anterior, a polícia já tinha registrado outro homicídio, no alto do Game, no bairro Iguaçu:

Pai faz relato dramático diante da perda do filho para o tráfico 03/01/2013











ATENÇÃO: Este comentário será moderado, podendo ser aprovado ou não. Evite palavras que possam comprometer sua imagem. Seu email não será divulgado.





















OUTRAS NOTÍCIAS DO CADERNO POLÍCIA


ÚLTIMAS NOTÍCIAS