29/10/2012 - 10h00
Mãe e filho são mortos a tiros em Fabriciano
Os suspeitos do duplo homicídio estão foragidos


Reprodução
Ingrid Lorraine
Ingrid Lorrayne dos Santos, 17 anos, morta a tiros


FABRICIANO – Uma discussão possivelmente motivada por ciúmes terminou com a morte de Ingrid Lorrayne dos Santos, 17 anos, e de seu filho de apenas 1 ano e meio de idade, Leandro Junior Santos Teixeira. O crime foi registrado pela Polícia Militar na rua Vale do Tefé, bairro Morada do Vale em Coronel Fabriciano, às 11h43 de domingo (28). Os suspeitos, L.J.T., 21 anos, pai da criança e ex-namorado de Ingrid, e R.Q., 36 anos, padrasto de Ingrid estão foragidos.

Segundo o relatório policial, inúmeras ligações anônimas informavam que dois homens estariam em um Astra de cor prata e que passaram por aquela rua e efetuaram diversos disparos de arma de fogo contra um grupo de pessoas que se encontravam assentadas junto à calçada, com o intuito de atingir L.J.T., 21 anos, mas os disparos acertaram somente os muros das casas. A dupla que estava no carro foi identificada pelas testemunhas. O veículo pertence a Hudson Pantaleão, que estava acompanhado de E.H.S.L., 23 anos. A arma usada caiu ao solo e um deles desceu a pegou novamente e o veículo saiu em alta velocidade, sentido ao Centro. As pessoas que estavam no local encontraram um cartucho calibre 40, além de estilhaços e chumbo.

Ainda segundo a polícia, logo após a fuga do veículo a vítima Lorrayne e, o suspeito L.J.T., começaram a discutir. Em seguida, L.J.T., sacou uma arma de fogo e após retirar a criança do colo da mãe, efetuou três disparos, atingindo-a na cabeça, no rosto e pescoço. As testemunhas informaram ainda que, em seguida, L.J.T., foi surpreendido por R.Q., 36 anos, padrasto de Ingrid. Ao se deparar com a situação, ele efetuou disparos na intenção de atingir L.J.T., que estava com a criança no colo, um dos disparos acertou a cabeça do menino. L.J.T., colocou a criança no solo e fugiu.

A Polícia Militar contou, ainda, que a criança foi encaminhada ao Hospital São Camilo, em Coronel Fabriciano, por populares, onde morreu. Ingrid foi encaminhada ainda com vida ao Hospital Márcio Cunha, em Ipatinga, e não resistiu aos ferimentos. Testemunhas contaram à Polícia Militar que Ingrid e L.J.T vinham se desentendendo e que ele a estava ameaçando de morte, por motivos de ciúmes.

Durante rastreamento o proprietário e suspeito, Hudson Pantaleão, foi encontrado e afirmou à polícia que tinha um relacionamento amoroso com Ingrid, acrescentando que tinha conhecimento das ameaças feitas por L.J.T.

Por isso, passou a temer por sua própria vida. Com Hudson foi apreendido em meio a seus documentos um papel sobre uma consulta no sistema Detran, referente ao Astra de cor prata e placas HMH-1795. O perito Gilmar recolheu um cartucho intacto de calibre 40, além de estilhaços de chumbo.  Leia reportagem completa no DIÁRIO DO AÇO desta terça-feira:

Adolescente era ameaçada pelo pai do filho dela, diz mãe da vítima - 30/10/2012

MAIS:

Dupla tenta matar homem durante velório de tio - 28/10/2012 

De suspeito, a testemunha agora ele está morto - 29/10/2012

Diário do Aço nas redes sociais

SIGA O DIÁRIO DO AÇO NO TWITTER

CURTA O DIÁRIO DO AÇO NO FACEBOOK

 


 


 











ATENÇÃO: Este comentário será moderado, podendo ser aprovado ou não. Evite palavras que possam comprometer sua imagem. Seu email não será divulgado.


















OUTRAS NOTÍCIAS DO CADERNO POLÍCIA


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



28/07/2014 - 13h04

28/07/2014 - 10h57

28/07/2014 - 10h54

28/07/2014 - 10h52

28/07/2014 - 10h50

28/07/2014 - 10h45

28/07/2014 - 10h40

28/07/2014 - 10h30

28/07/2014 - 10h12

28/07/2014 - 10h10

28/07/2014 - 09h51

28/07/2014 - 09h44

28/07/2014 - 09h37

28/07/2014 - 09h26

28/07/2014 - 09h23


ANTERIOR    2 3 4 5 6 7 8 9     PRÓXIMO