28/04/2011 - 00h00
Atingidos por barragens buscam apoio no Vale do Aço
Passeata segue para BH nesta quinta-feira após reuniões na região


Divulgação - MAB
BARRAGEM
AIMORÉS


Silvia Miranda
I010398.jpg
Representantes do Mab buscam apoio de prefeituras do Vale do Aço

FABRICIANO – O Movimento dos Atingidos por Barragens (Mab) passou pela região nesta quarta-feira (27) para reivindicar os direitos dos atingidos e debater sobre o projeto energético popular.

Boa parte do grupo formado por 50 pessoas veio da região da Usina de Aimorés, que atingiu os municípios de Aimorés, Itueta, Resplendor, em Minas Gerais e Baixo Guandu no estado do Espírito Santo.

A marcha iniciada na segunda-feira (25) é formada por três grupos que saíram da Zona da Mata, Norte e Leste de Minas. Ao todo cerca de 450 ativistas se encontrarão em Belo Horizonte hoje.

Em Ipatinga e Coronel Fabriciano, alguns representantes se reuniram com representantes municipais em busca de apoio para solucionar os problemas das famílias em consequência da construção de hidrelétricas.

Por se tratar de cidades importantes para economia de Minas Gerais o grupo acredita que a passagem pela região pode dar ampla divulgação e visibilidade à luta do movimento.

O Mab já existe há 11 anos e tem como objetivo denunciar a alta tarifa elétrica e o atual modelo energético brasileiro, que segundo o grupo pratica sistematicamente ações de violação dos direitos humanos.

Segundo o coordenador do movimento no estado, Paulo Tarso, a construção de barragens atinge os direitos de ir e vir, saúde, educação, condições de trabalho, moradia e cultura.

“Temos estudos comprovados que a construção de barragens independente do porte compromete até 16 direitos humanos durante e depois das obras”, protestou.

A professora Maria das Graças Silva, 50, uma das participantes da Marcha, vive na cidade de Coroaci a cerca de 70 quilômetros de Governador Valadares. Ela conta que a notícia da construção de quatro Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCH) no município assustou os moradores.

“Estamos em pânico porque três destas PCHs vão ser feitas no entorno da cidade”, explica. Além de ameaçar a segurança da população a moradora acredita que o impacto social e ambiental será muito grande. “Toda a beleza e a paisagem do nosso município está ameaçada”, lamenta.

De acordo com informações do movimento, existem no Brasil cerca de 1,5 milhão de pessoas atingidas por construções de barragens. Com as obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) estão previstas a construção de 400 barragens no estado de Minas Gerais, destas 116 serão erguidas na bacia do Rio Doce. Para o coordenador estadual é possível executar a construção de barragens sem prejudicar as famílias que vivem ao redor.

“A construção de barragens seguras só ocorrerá quando as empresas deixarem de buscar apenas os lucros e garantir a preservação das terras e da cultura local”, afirma.

Articulação
A marcha estadual do Mab integra uma série de movimentos da Jornada das Lutas Sociais que ocorre no período de 25 de abril a 2 de maio.

Na capital Mineira o grupo se une a outros movimentos sociais como o Movimento dos Sem Terra (MST), centrais sindicais, Comissão Pastoral, grupos indígenas e Via Campesina. Nesta mesma semana o grupo participará do 2º Encontro Internacional dos Atingidos pela Vale.
 

Na pauta nacional, o movimento articula a criação de um órgão do estado responsável para atender as necessidades dos atingidos e o reassentamento das famílias atingidas com garantia de trabalho, educação e infraestrutura.

O Mab também protesta contra as estatísticas que revelam que Minas Gerais é o estado brasileiro com uma das tarifas de energia mais cara do país e sofreu um recente reajuste de 6,61%.

 

 






IMAGENS DA NOTÍCIA






ATENÇÃO: Este comentário será moderado, podendo ser aprovado ou não. Evite palavras que possam comprometer sua imagem. Seu email não será divulgado.





















OUTRAS NOTÍCIAS DO CADERNO CIDADES



31/10/2014 - 00h00

31/10/2014 - 00h00

30/10/2014 - 18h48

30/10/2014 - 18h34

30/10/2014 - 18h31

30/10/2014 - 18h20

30/10/2014 - 17h56

30/10/2014 - 17h55

30/10/2014 - 17h49

30/10/2014 - 00h00

30/10/2014 - 00h00

30/10/2014 - 00h00

30/10/2014 - 00h00

29/10/2014 - 18h01

29/10/2014 - 17h53


ANTERIOR    2 3 4 5 6 7     PRÓXIMO
ÚLTIMAS NOTÍCIAS



31/10/2014 - 00h05

31/10/2014 - 00h05

31/10/2014 - 00h05

31/10/2014 - 00h05

31/10/2014 - 00h00

31/10/2014 - 00h00

31/10/2014 - 00h00

31/10/2014 - 00h00

31/10/2014 - 00h00

31/10/2014 - 00h00

31/10/2014 - 00h00

31/10/2014 - 00h00

31/10/2014 - 00h00

30/10/2014 - 22h00

30/10/2014 - 18h59


ANTERIOR    2 3 4 5 6 7 8 9     PRÓXIMO