24/10/2010 - 02h51
Ipabenses permanecem presos nos EUA
Segundo familiares, a polícia não encontrou provas que os incriminem no sumiço da família Szczepanik


Wôlmer Ezequiel
FAMÍLIA DOS IPABENSES PRESOS
Conforme parentes, até o momento nenhuma prova foi encontrada contra os ipabenses

IPABA – Passados dez meses desde o desaparecimento de uma família catarinense em Omaha, no estado de Nebraska, Estados Unidos, os ipabenses Elias Lourenço, 29, Valdeir Gonçalves Santos, 30, e José Carlos Oliveira, 35, permanecem presos naquele país como suspeitos de envolvimento no sumiço de uma família.

Em julho deste ano, a reportagem do DIÁRIO DO AÇO conversou com a família dos ipabenses. Na ocasião, os parentes não tinham nenhum contato com eles nos Estados Unidos. A reportagem voltou a procurar os familiares no município de Ipaba, que disseram manter contato com os acusados desde agosto. No entanto, eles informaram desconhecer detalhes sobre o andamento do processo. Sabem apenas que o consulado brasileiro em Boston contratou advogados para defender os suspeitos. Por enquanto, a informação é de que a polícia americana ainda não achou nenhuma prova que os incriminasse.

A dona de casa Maria Aparecida Gonçalves, 50, mãe de Valdeir, conta que passou a ter informações do filho desde julho, quando conseguiu contato com o consulado em Boston. Segundo ela, a ligação com o filho dura apenas 15 minutos. “E eu não falo quase nada daqui, porque quero saber notícias de lá. Mas a única coisa que ele me fala é que não existem provas contra eles sobre este desaparecimento”, conta.

Luzia Maria da Silva, 34, é esposa de Elias. Em Ipaba, ela cuida de três filhos do casal. Luzia acha injusto o marido estar preso até hoje, já que não há testemunhas e provas materiais que o incriminem. Ela afirmou manter contato periodicamente com o esposo e, por isso, acredita na sua inocência. “Meu marido saiu de Ipaba para trabalhar e não para matar ninguém e está sofrendo lá, comendo feijão e batatas cruas”, desabafa.

Segundo relata a mãe de Elias, Maria Lourenço Batista, 62, as ligações feitas pelos ipabenses dos Estados Unidos só são possíveis porque as famílias mandam dinheiro para que eles possam entrar em contato. “Meu filho sempre quer saber do meu estado de saúde e eu falo que está tudo bem, para acalmá-lo”, afirma.

Apesar da aflição vivida pelos familiares, eles ainda têm a esperança de que os presos sejam deportados pela Justiça local. Entretanto, não há previsão para isso acontecer. “Meu filho nunca deu um passo tão perdido como este, de ir para a América. Eu espero que ele volte ainda neste ano”, diz, esperançosa, a mãe de Valdeir.

Entenda o caso
O casal catarinense Vanderlei, 43, e Jaqueline, 44, mais o filho Christopher, 7, desapareceu misteriosamente no dia 17 de dezembro de 2009. Dois veículos da família foram localizados, mas não continham sinais dos brasileiros. Todos os pertences do casal foram encontrados no apartamento que ocupavam, localizado em Christian Community Center. Uma busca frustrada na residência da família foi feita por policiais.

Os três moradores de Ipaba trabalhavam para Vanderlei Szczepanik e são os principais suspeitos. Eles estão sob a custódia da polícia de imigração desde fevereiro, por se encontrarem em situação irregular no país. De acordo com a polícia, os cartões bancários dos Szczepanik começaram a ser utilizados no mesmo dia em que a família desapareceu. Câmeras de segurança mostram José, Elias e Valdeir sacando dinheiro e usando os cartões para comprar comida e roupas. Os três gastaram o total de US$ 4.347,89. O porta-voz da polícia de Omaha, Jacob Bettin, confirmou a existência de novas informações, mas disse que elas não podem ser reveladas. (Com informações do Jornal Comunidade News)

O QUE JÁ FOI PUBLICADO:

Morte de família e prisão de ipabenses nos EUA - 09/07/2010

Mistério sobre presos ipabenses continua - 10/07/2010

Ipabenses presos nos EUA têm audiência - 22/07/2010











ATENÇÃO: Este comentário será moderado, podendo ser aprovado ou não. Evite palavras que possam comprometer sua imagem. Seu email não será divulgado.





















OUTRAS NOTÍCIAS DO CADERNO POLÍCIA



31/10/2014 - 15h22

31/10/2014 - 07h21

31/10/2014 - 00h05

31/10/2014 - 00h05

31/10/2014 - 00h05

31/10/2014 - 00h05

30/10/2014 - 22h00

30/10/2014 - 16h29

30/10/2014 - 00h05

29/10/2014 - 22h00

29/10/2014 - 16h00

29/10/2014 - 07h48

29/10/2014 - 00h05

28/10/2014 - 18h15

28/10/2014 - 18h03


ANTERIOR    2 3 4 5 6 7     PRÓXIMO
ÚLTIMAS NOTÍCIAS



31/10/2014 - 16h21

31/10/2014 - 15h22

31/10/2014 - 15h10

31/10/2014 - 15h07

31/10/2014 - 13h59

31/10/2014 - 11h27

31/10/2014 - 11h22

31/10/2014 - 11h16

31/10/2014 - 11h16

31/10/2014 - 11h12

31/10/2014 - 11h05

31/10/2014 - 11h01

31/10/2014 - 10h58

31/10/2014 - 10h37

31/10/2014 - 10h32


ANTERIOR    2 3 4 5 6 7 8 9     PRÓXIMO