06/12/2017 18:42:00

Casal é atacado por quadrilha dentro de casa em Coronel Fabriciano

A ação do bando durou cerca de três horas em nesse intervalo, os criminosos agrediram as vítimas exigindo que passassem dinheiro



Um casal foi rendido por criminosos dentro da casa em que reside, em Coronel Fabriciano, foi amarrado, mantido sob ameaças por três horas e teve roubados diversos bens. O crime foi registrado no fim da tarde de terça-feira (5), em uma residência da rua Jacaraipe, no distrito de Melo Viana, em Coronel Fabriciano. Parte dos produtos levados foi encontrada abandonada no mato e os autores do crime ainda são procurados.
Reprodução


Rua Jacaraípe, em Coronel Fabriciano


O casal, um homem de 44 anos e uma mulher de 37, relatou que por volta de 12h quatro criminosos entraram na residência portando um facão e uma arma de fogo, de fabricação caseira. Os dois foram rendidos e mantidos sob observação, enquanto os bandidos recolhiam vários pertences. A ação do bando durou cerca de três horas. Neste intervalo, os criminosos agrediram as vítimas exigindo que passassem dinheiro. Depois de recolher os bens das vítimas, os integrantes da quadrilha fugiram passando por um córrego nos fundos do imóvel.

Depois que o casal conseguiu se soltar das amarras acionou a polícia e relatou que os criminosos tinham aparência de serem jovens, tinham estatura mediana e de cor negra. Durante a execução do crime os envolvidos se chamavam de "Urubu" e “Jhony".

Equipes da Polícia Militar saíram em buscas e encontraram às margens de um córrego, perto da avenida Vitória Régia, uma televisão de 51 polegadas, com a tela quebrada, uma televisão 42 polegadas, aparentemente sem danos, um suporte de televisão e, entre outros objetos, um lençol listrado. Todos os produtos foram reconhecidos pelas vítimas como de sua propriedade.

Outros produtos encontrados não foram reconhecidos pelas vítimas desse roubo, mas a polícia acredita que sejam oriundos de outros crimes. Entre eles estão um par de sapatos, uma serra policorte na cor verde (Maquita), uma furadeira e um pé de mesa deslizante.

Os policiais fizeram levantamentos, entretanto, ninguém soube dizer quem deixou os produtos no local, ninguém viu nada ou sabe de nada. As buscas aos criminosos continua e a polícia espera receber informações pelos telefones 190 ou disque-denúncia 181.



Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Envie o seu Comentário