05/12/2017 17:49:00

Dupla rouba joias e relógios em joalheria no centro de Fabriciano

Os dois autores do crime levaram várias joias e ainda relógios do estabelecimento localizado na rua Pedro Nolasco



Wellington Fred


Os autores roubaram os objetos que se encontravam na vitrine do estabelecimento após ameaçar o comerciante da Relojoaria Miriam
A Polícia Militar registrou na manhã desta terça-feira (5) um assalto a uma joalheria no centro de Coronel Fabriciano. Os dois autores do crime levaram várias joias e ainda relógios do estabelecimento localizado na rua Pedro Nolasco. Segundo o proprietário, é o quarto assalto que a empresa é alvo.

O capitão Conrado informou ao Portal Diário do Aço que o assalto foi logo cedo, assim que o comerciante abria o estabelecimento. “Dois homens armados renderam a vítima e levaram vários objetos. Eles fugiram em uma motocicleta”, comentou o oficial que acompanhou os trabalhos para prender os criminosos.

Os autores roubaram os objetos que se encontravam na vitrine do estabelecimento após ameaçar o comerciante. Eles colocaram os objetos em uma mochila. Os autores foram filmados por câmeras de segurança nas proximidades e as imagens estão sendo usadas para a identificação dos autores.

O comerciante Daniel Lopes disse que eles queriam o cofre aberto, mas não tiveram paciência e resolveram levar o que viam pela frente. “É a quarta vez que sou assaltado. Já roubaram o vizinho também. Agora é recuperar e trabalhar”, comentou o proprietário da joalheria e relojoaria Miriam.


Relojoaria é assaltada no Centro de Fabriciano


Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Comentários

Só Observo

06 de Dezembro, 2017 | 12:50
Esse tal de sargento Garcia aí deve fazer parte da esquerda. Alguém avisa pra ele que nos EUA tem 100 milhões de pessoas a mais, todos estão armados e ainda assim, morre a metade do que morre aqui. Hoje no Brasil, o bandido entra na sua casa e faz o que quer porque sabe que dificilmente o dono estará armado e se estiver, vai pensar duas vezes, porque a "lei" do Brasil protege o bandido. Todo dia são notícias de policiais mortos, cidades sendo atacadas por gangues de bandidos portando fuzis e granadas, mas o "certinho" acha que está tudo bem. Se liberar armas, vai morrer MUITA GENTE SIM, mas pelo menos serão mais bandidos. Quando a polícia entrou de greve no ES, acabaram com boa parte dos bandidos por lá. Eu só observo como gente tipo esse cara ainda quer falar em leis e políticos, sendo que tudo isso nesse país está pra LÁ DE PODRE. Se Bolsonaro ganhar vai ter SIM, que declarar estado de exceção. Brasil não funciona mais na base de civismo, não do jeito que está. A sociedade, governo e tudo mais nesse país está tão podre, que se o que resta de cidadãos de bem não criar coragem e partir pra cima, não vai restar mais nada nesse país. Porque paz, dignidade e segurança já não temos. A economia é uma piada. Mas o tal sargento aí acha melhor deixar tudo como está.

Sargento Garcia

06 de Dezembro, 2017 | 09:56
"cidadãos tecnicamente preparados e psicologicamente estáveis". Até aqui mandou bem, Vicente. Arma na mão de despreparados ou psicopatas só vai dar merda. Mais merda do que já temos. Agora, essa história do Bolsonaro é fanfarronice desse milico bunda suja. Ele vai ter maioria para mudar as leis, inclusive o Código Penal? Ou vai implantar uma ditadura e instalar um Estado de Exceção? Se não tiver maioria vai ter que negociar aprovação de leis com um Congresso Nacional corrompido até o pescoço no mar de sujeira. E outra coisa, nos Estados Unidos, assim como no Brasil, quem mata e alega Legítima Defesa tem que responder processo e provar que matou por necessidade. EUA está cheio de processos contra policiais que mataram em desvio de conduta. Se lá está assim, imagine no Brasil, se a matança for liberada? Vai ser muito fácil "apagar" um desafeto ali na esquina e alegar que matou em legítima defesa. Conta outra, bolsobobo. Falar é fácil. Quero ver na prática. A mim nem esse mito (coisa que não exite) nem o nove dedos ladrão me enganam.

Vicente

06 de Dezembro, 2017 | 07:37
Sou a favor da posse ou ainda o porte de armas de fogo para cidadãos tecnicamente preparados e psicologicamente estáveis. O marginal vai pensar bem antes de agir sabendo que a pessoa pode revidar e matá-lo. Mas o governo de esquerda... Vamos aos números: EUA, cidadãos armados e tem 3 x menos o número mortes por armas de fogo que há no Brasil, sendo sua população 64% maior que que a nossa. Bolsonaro em 2018! Pelo menos assim teremos 1/3 dos poderes a favor da maioria dos cidadãos, sendo que "hoje" temos 1/1 contra.

Bope

06 de Dezembro, 2017 | 07:14
EM TIMÓTEO E IPATINGA SÓ FALTA ROUBAREM AS ARMAS E AS VIATURAS. BANDIDAGEM PERDEU O MEDO E O RESPEITO COM A POLÍCIA. ESTAMOS CHEGANDO PRA FAZER A LIMPEZA, AGUARDEM.

Bolsonaro

06 de Dezembro, 2017 | 02:12
AMIGO COMPRE UMA PISTOLA BEM AFIADA E MANDA PRA CIMA DESSES VAGABUNDOS, EU VOU LIBERAR ARMAS PRA TODO MUNDO

Geraldo Magela

05 de Dezembro, 2017 | 23:25
ESTÁ FALTANDO POLICIAMENTO NO CENTRO DE CORONEL FABRICIANO.AUTORIDADES VAMOS REVER ISSO AI.
Envie o seu Comentário