29/11/2017 16:34:00

DNIT faz simulação de alterações na BR-458

Mudanças na avenida Cláudio Moura, trecho urbano de rodovia, visam dar mais segurança em retorno



Marcus Lessa


Durante simulação, trânsito ficou lento na pista sentido Centro


A equipe técnica do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), unidade de Caratinga, realizou uma nova visita no trecho urbano da BR-458, no bairro Novo Cruzeiro, alvo de reclamações. O ponto em questão é um retorno perto da sede do Corpo de Bombeiros Militar. Os técnicos fizeram simulações na via durante toda a manhã desta quarta-feira (29), com o propósito de definir a melhor intervenção no local. Recentemente, um quebra-molas instalado no local gerou intenso debate, entre os que aprovaram e a maioria, que não gostou da medida adotada pelo órgão federal.

Acompanhada de representantes da Prefeitura de Ipatinga e da Associação de Moradores do Bairro Novo Cruzeiro (Ambanoc), a equipe do DNIT de Caratinga simulou o fechamento de uma das pistas de rolamento sentido Centro, desde o manguezal do Novo Cruzeiro até às proximidades do semáforo da rua Uberlândia, no Centro.

A intenção era verificar a variação do fluxo de veículos com o bloqueio da pista e determinar se seria viável a mudança da faixa de rolamento próxima ao canteiro para faixa de aceleração. Contudo, devido ao engarrafamento causado durante o teste, os técnicos comprovaram que o ideal será o estreitamento do canteiro central e construção da faixa de aceleração.

Para realizar a obra, será necessária a supressão de nove árvores, das quais, três de médio porte e cinco consideradas ainda pequenas. Assim, o órgão responsável pelo projeto deve solicitar à Secretaria Municipal de Serviços Urbanos e Meio Ambiente (Sesuma) que corte as árvores. Por se tratar de uma obra de interesse público, de acordo com a legislação vigente, neste caso, não há necessidade de anuência do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Codema).

Resposta
O coordenador regional do DNIT, Ricardo Albino Fontes, destacou aos participantes da visita que, após o corte da vegetação, as obras podem ser iniciadas dentro de até 15 dias. Representantes da prefeitura destacaram que, tão logo a solicitação do DNIT for enviada, será feita a supressão.

O presidente da Ambanoc, Erson Vieira, reiterou a necessidade da faixa de aceleração para dar segurança aos condutores que estiverem na pista sentido Parque Ipanema e que desejam retornar para o sentido Centro. “Este é um ponto muito perigoso e que atinge as pessoas de Ipatinga e região, mas principalmente aos moradores do Novo Cruzeiro, que saem do bairro pela avenida Burle Marx e precisam ir para o Centro. Espero que as autoridades competentes resolvam de modo definitivo este problema e acabe com os acidentes neste retorno”, pontua.

Para o dirigente comunitário não há alternativa mais viável do que estreitar o canteiro. “Colocaram o quebra-molas, de modo paliativo. Vimos que amenizou pouco o problema. Levantaram a hipótese de instalação de um semáforo, mas também cremos que não seja a melhor opção. Ficou comprovado, pelo DNIT, que a faixa de aceleração atenderá as nossas expectativas”, afirma Erson.

Veja mais:

Consenso garante pista de aceleração na BR-458

Motoristas aprovam quebra-molas na BR-458

Dnit explica que obras da BR-458 ainda não terminaram


Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Comentários

Alguém

29 de Novembro, 2017 | 19:09
Se eu fosse o Dnit deixava do jeito que está para reeducar esses motorista...

Alguém

29 de Novembro, 2017 | 19:09
Se eu fosse o Dnit deixava do jeito que está para reeducar esses motorista...

Renato

29 de Novembro, 2017 | 17:16
Vai dar merda. Vereador e sua equipe comeram mosca e vão ter que chamar o DNIT de novo. Dá próxima tenha mais respeito
Envie o seu Comentário