21/11/2017 17:53:00

Despesas e desafios



Divulgação

O Módulo II do Campeonato Mineiro vai começar em fevereiro, e a diretoria do Ipatinga não deve ter tirado férias, após a conquista do acesso, pois há muitos desafios à frente. Principalmente pela nova fórmula de disputa aprovada pelos clubes, que desprezaram a regionalização e preferiam que todos se enfrentem, o que aumenta muito as despesas durante o torneio.

Uma das despesas que mais pesa para os clubes será provavelmente com a logística dos jogos fora de casa, com transporte, hotel, alimentação, que deve ficar próximo dos R$ 100 mil reais. Isso sem contar salários dos jogadores e comissão técnica, pagamento de quadro móvel, repasse para a Federação e liga local, seguro de vida dos torcedores, pagamento da arbitragem, ingressos (também são de responsabilidade do mandante) e INSS sobre todas as despesas.

Portanto, uma estrutura bem montada custa muito caro. E num campeonato deficitário, os clubes deveriam usar uma estratégia para diminuir os custos, pois não têm patrocínio da televisão, o que poderia amenizar um pouco as despesas.

Por estas e outras situações é que muitos clubes fecham as portas ou preferem trabalhar apenas com as categorias de base, onde no futuro alguns atletas possam ser negociados para garantir a manutenção do clube.

CICLISTAS
Um problema sério nas cidades do Brasil é a falta de valorização do transporte de pessoas usando bicicletas. De acordo com as estatísticas, a cada 13 minutos morre um ciclista no Brasil. Os dados consolidados de 2015 mostram 38.651 mortes, com custo estimado em 217 bilhões para os cofres públicos, uma conta que fica para o cidadão custear.

O ciclismo é um esporte cujo número de adeptos cresce ano a ano, e a falta de espaço para a prática leva os ciclistas a praticar o esporte nas estradas, dividindo o espaço com os veículos cujos condutores mostram pouco respeito. É preciso conscientizar e trabalhar espaços adequados para que os ciclistas tenham mais tranquilidade. Mas é preciso que eles também passem a exigir respostas dos governantes para as suas propostas.

FERNANDO ROCHA
Parabéns ao amigo e jornalista Fernando Rocha, pela Moção de Aplauso recebida na Câmara Municipal de Ipatinga, em reconhecimento a um trabalho de mais de 40 anos no esporte da região.

Durante muitos anos Fernando dirigiu o Departamento de Esportes da Rádio Vanguarda, onde também trabalhei. E me orgulho de ter feito parte da sua história, em momentos memoráveis e viagens para transmissões por este imenso Brasil, com tantos jogos e sacrifícios em tantos bons estádios.

E não podemos esquecer de jogos do futebol amador que acompanhamos em cima da carroceria de caminhões ou em barrancos, nas décadas de 80/90. É parte da nossa história, e faz do rádio o maior meio de comunicação de massa. Tenho certeza que a homenagem faz justiça ao seu trabalho no rádio, sem esquecer a sua gestão como gerente do Ipatingão, quando o nosso estádio se tornou uma referência em todo o Brasil.

JORGE EMPEREUR
O desportista Jorge Empereur, com uma história respeitável no futebol amador da cidade, ligado ao Jabaquara, também será candidato a presidência da Liga de Desportos de Ipatinga. Ele está se reunindo com os presidentes de clubes filiados, mostrando seu trabalho para buscar os votos que precisa para vencer a disputa, e está sendo apoiado pelo atual presidente da entidade, Roberto Xavier “Coelhinho”.

BRASILEIRO
Com a conquista antecipada do título de 2017 pelo Corinthians, segue a sina do campeonato brasileiro, com a briga de muitos clubes pela vaga na Taça Libertadores da América, que promete muitas emoções nas duas últimas rodadas. O Cruzeiro já está garantido por ter conquistado a Copa do Brasil e não tem mais nada a conquistar, vai apenas cumprir tabela, podendo até liberar seus jogadores mais cedo para as férias.

Por outro lado, o Atlético perdeu várias oportunidades de estar no grupo de cima da competição e vem lutando com muitas dificuldades. Venceu o Coritiba no Independência e vai enfrentar o Corinthians no fim de semana, em São Paulo, no jogo de entrega de faixa e também da taça, e depois receberá o Grêmio, na Arena Independência.

Pode ser um jogo de festa, mas a vitória representa muito para o time paulista coroar a campanha. Eles devem vir com força total para enfrentar o Atlético e o time terá que mudar a postura, para tentar buscar uma boa vitória contra o campeão.

Os jogadores estão buscando, de forma séria, a conquista da vaga na Libertadores, e além de fazer a sua parte, ainda vão torcer para que o Flamengo e Grêmio conquistem as competições que estão em disputa, para que o grupo se transforme em G9 e assim o Galo tenha mais oportunidades de brigar por uma das vagas.

LEMBRANÇAS
Nem Queijo foi um dos grandes talentos do futebol amador local, habilidoso e com uma canhota invejável, Nem Queijo fez história em todos os clubes que atuou no futebol ipatinguense.

roberto50mg@hotmail.com.


Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Envie o seu Comentário