15/11/2017 10:45:00

Acessibilidade, geração de renda e recorde de público marcam Rota dos Sabores 2017



Divulgação


A programação, promovida no fim de semana, contou com bandas de rock regionais e nacionais


Mais de 30 mil pessoas marcaram presença na 11° edição do Rota dos Sabores 2017. O festival gastronômico, realizado pela administração municipal de Coronel Fabriciano e Ministério do Turismo bateu recorde de público na Praça da Estação no sábado, quando mais de 20 mil pessoas compareceram ao evento.

A programação, promovida no fim de semana, contou com bandas de rock regionais e nacionais, como o Ira!, que anunciou o término em 2007 e retornou aos palcos em 2014, e Titãs, uma das bandas de rock mais bem sucedidas no Brasil, tendo vendido mais de 6,3 milhões de álbuns. No repertório, os tradicionais singles, que animaram o público, que cantou junto e se divertiu durante a noite. Para fechar, Dj Celso levantou a galera com muita música eletrônica nos três dias de evento.

O festival movimentou a economia local. Os 14 proprietários de bares elogiaram a estrutura montada na Praça da Estação. O comerciante Francisco Bernardo disse que as vendas superaram. “Nós tivemos lucro nos três dias. Esse ano o Rota foi fantástico”, disse.

Dono do Hotel Metropolitano, Benedito Pacífico da Rocha, disse que houve um acréscimo de 15% na hospedagem. “Precisamos de mais eventos como esse para movimentar o setor na cidade. Foi muito bom e superou minhas expectativas”, conclui.

A COOPCAVA, Cooperativa de Catadores do Vale do Aço, esteve presente no evento fazendo o recolhimento de todos os resíduos recicláveis nos três dias de evento.

A segurança também foi reforçada com a presença de brigadistas, seguranças e da Polícia Militar, que apoiou a Campanha de enfrentamento ao tráfico humano e exploração sexual de crianças e adolescentes, juntamente com a Secretaria de Governança de Assistência Social e Ministério do Turismo. A polícia reforçou o efetivo com 100 militares.

Além das atrações musicais, o que chamou a atenção no evento foi a garantia da acessibilidade. O Festival foi acessível às pessoas com deficiência e mobilidade reduzida. Também foram disponibilizados banheiros químicos adaptados, cadeiras reservadas e estacionamento exclusivo. No palco houve intérprete de LIBRAS para fazer a tradução para as pessoas com deficiência auditiva.
MAIS FOTOS
Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Envie o seu Comentário