16/11/2017 17:11:00

Obras de pavimentação avançam na MG-760

A extensão a ser pavimentada tem 57 quilômetros até o entroncamento com a BR-262, em São José do Goiabal, e está orçada em R$ 110.930.599,83



Alex Ferreira


Equipes não pararam nem no feriado de 15 de novembro de 17


Aproveitando a estiagem atípica do mês de novembro, equipes da construtora Tamasa avançam na pavimentação da MG-760, entre o distrito de Cava Grande e o povoado de Santo Antônio da Mata.

O trabalho não parou sequer no feriado de 15 de novembro, quando a reportagem do Diário do Aço passou pelo local e confirmou que a estiagem permite a sequência da pavimentação iniciada no dia 3 de novembro, e que precisou parar por alguns dias em função da chuva naquele período.

Atualmente, a pavimentação já passou pelas proximidades do Sítio Cordeiro, em um trecho de cerca de dois quilômetros, e avança rumo a Santo Antônio. Já as obras de terraplenagem e alargamento da pista estão agora concentradas na subida do povoado e na descida em direção à fazenda do Bené Rico.
Alex Ferreira



O trecho apresenta movimentação de máquinas nos dois sentidos. O motorista que trafega pelo local encontra pela frente pontos com o “pare” e “siga”. O trecho total em obras soma 12 quilômetros. Também há uma frente de obra na ponte sobre o ribeirão Mombaça, perto da portaria do Parque Estadual do Rio Doce.

A extensão a ser pavimentada tem 57 quilômetros até o entroncamento com a BR-262, em São José do Goiabal, e está orçada em R$ 110.930.599,83.

Veja mais:

Começa a pavimentação da MG-760, trinta anos depois

Emenda parlamentar poderá destinar R$ 50 milhões para MG-760 em 2018


Obras na MG 760 entre Cava Grande e Santo Antônio da Mata, Marliéria MG






Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Comentários

Gilmar Campos da Silva

18 de Novembro, 2017 | 06:33
Enquanto num país desenvolvido como o Japão eles recuperam uma cidade em 15 dias no Brasil para pavimentar uma estrada eles levam séculos e ainda vem fazendo políticas em cima disso como se favor que prestam ao povo, pare com isto o povo pagam muito bem vocês políticos para trabalharem em favor a eles. Vamos ver se dessa vez à obra termina só acredito depois da obra pronta mesmo assim duvidando da qualidade desta obra.

Zé Povinho

17 de Novembro, 2017 | 09:31
2 milhões por km pavimentado, meio caro não?
Envie o seu Comentário