12/11/2017 08:30:00

Jovem está desaparecida há mais de 20 dias

A jovem desapareceu durante o dia, na sexta-feira, 20 de outubro, antes mesmo de cumprir um compromisso diário que tinha com a mãe



Arquivo pessoal


Jovem está desaparecida há mais de 20 dias
O misterioso caso de desaparecimento de Maria Eduarda Avelino da Silva, de 19 anos, completa 22 dias neste domingo. A família dela, em Mesquita, faz uma campanha em busca da jovem, mas até este fim de semana não tinha nenhuma pista do paradeiro de Maria Eduarda.

A jovem desapareceu durante o dia, na sexta-feira, 20 de outubro, antes mesmo de cumprir um compromisso diário que tinha com a mãe, Maria Rita de Cássia Avelino da Silva. “No dia 19 ela esteve aqui e me aplicou a dose de insulina. No dia seguinte eu esperei como de costume, mas ela não apareceu. Ainda na sexta, o parceiro dela veio aqui procura-la, pois ela não estava em casa”, informa Maria Rita.

Segundo os familiares, há cinco anos Maria Eduarda vivia em um relacionamento conturbado, com Rafael Fernandes, de 28 anos. A violência de Rafael contra a jovem era de conhecimento da família e amigos. “Ele batia nela constantemente. Brigava na frente dos outros. Diversas vezes, o Rafael a ameaçou de morte na minha frente. Nós conversávamos com ela, mas ele sempre a convencia de alguma forma e, então, ela voltava. Quando a briga era mais forte ela vinha aqui pra casa, por isso ele a procurou aqui primeiro”, afirma a mãe da jovem em entrevista ao Portal Diário do Aço.

Na semana do desaparecimento, Maria Eduarda tinha sido vítima de mais agressões de Rafael Fernandes. No dia em que a jovem desapareceu, Rafael afirmou para Maria Rita que estava na cidade de Ipatinga fazendo compras e que, ao chegar, deparou com o guarda-roupas praticamente vazio e não encontrou malas, nem documentos pessoais.

Buscas

O próprio amásio de Maria Eduarda entrou com queixa do desaparecimento na Polícia Militar que iniciou as tentativas de reencontrar a jovem. A família também entrou com uma queixa na Polícia Civil de Mesquita.

As buscas por Maria Eduarda continuam e estão sem respostas. Os familiares e amigos também se mobilizam para tentar encontrar algum vestígio do desaparecimento. Segundo a mãe da desaparecida, nenhuma das amigas souberam dar qualquer informação a respeito da jovem.

A mãe acredita que a filha ainda esteja viva e não esconde que a família cobra de Rafael Fernandes informações sobre o desaparecimento. “Acho que ela deve estar presa em algum lugar, não sei. Como Rafael batia muito nela e já ameaçou de matá-la acho que ele pode ter envolvimento nisso também. Eu só desejo que minha filha seja encontrada o mais rápido possível. Está todo mundo desesperado com o sumiço dela”, pontua a mãe.

Contatos

Além de ter acionado a polícia, familiares e amigos fazem uma campanha nas redes sociais em busca da jovem. Qualquer pessoa que tenha informações sobre Maria Eduarda pode entrar em contato anonimamente pelos telefones 190, da Polícia Militar, ou disque-denúncia unificado 181.


Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Comentários

Falo Mesmo

14 de Novembro, 2017 | 10:21
Já que foi comprovado que ele batia nela, prende ele , encaixa ele no artigo Maria da Penha ,por enquanto , até que venha aparecer a moça, e aperta o sujeito q mais coisas virão!
Quero ver ele bater e nos presos na cadeia !
Vai virar fruta lá dentro isso sim !

Rozilda

13 de Novembro, 2017 | 22:57
Está demorando mas confio no trabalho da polícia ! Acredito que dia menos dia tudo irá se resolver! Deus no comando!

Rozilda

13 de Novembro, 2017 | 22:53
Está demorando mas confio no trabalho da polícia ! Acredito que dia menos dia tudo irá se resolver! Deus no comando!

Demmetrius Claudino

13 de Novembro, 2017 | 21:49
Observa-se uma polícia totalmente apática, pois no dia do desaparecimento tem imagens de câmeras de Ipatinga onde mostra o marido batedor e a Maria Eduarda na garupa. Nem diante das imagens a polícia civil expediu um pedido de prisão ou se quer esclarecimento desse vagabundo. Quem sofre na história é a família da vítima, pois parece ser mais um caso onde a impunidade vence. Nota zero para a polícia civil e militar de Mesquita por sua incompetência, falta de cumplicidade e desumanidade pela falta de interesse em tentar amenizar a dor da mãe. Absurdo!!!!!!

Cristina

13 de Novembro, 2017 | 17:05
Fazendo compras??? conta outra, esse cara sabe onde ele está sim..... cadê a policia , cade a inteligencia da policia?????

Cecilia

12 de Novembro, 2017 | 14:27
Se a investigadores apertar o amasio da Maria Eduarda ,ele da conta dela.Isto esta me cheirando o caso "Bruno e Elisia Samudio".Se continuar apertando ele ,uma hora ele vai cair em contradiçao,e entregar os pontos .,pois como a reportagem diz( relato da propria mae,e mae nao mente) ele vivia ameaçando ela de morte e sofria agressoes fisicas e verbais constatemente.Pronto, falei, o que minha intuiçao de mulher diz a respeito do caso.Se fosse filha de pessoas cominfluencia na sociedade(empresarios ou politicos eetc) ela ja teria aparecido viva ou morta. Como e filha de uma pessoa humilde, o caso ta rolando em banho maria.

Cecilia

12 de Novembro, 2017 | 12:06
Se a investigadores apertar o amasio da Maria Eduarda ,ele da conta dela.Isto esta me cheirando o caso "Bruno e Elisia Samudio".Se continuar apertando ele ,uma hora ele vai cair em contradiçao,e entregar os pontos .,pois como a reportagem diz( relato da propria mae,e mae nao mente) ele vivia ameaçando ela de morte e sofria agressoes fisicas e verbais constatemente.Pronto, falei, o que minha intuiçao de mulher diz a respeito do caso.Se fosse filha de pessoas cominfluencia na sociedade(empresarios ou politicos eetc) ela ja teria aparecido viva ou morta. Como e filha de uma pessoa humilde, o caso ta rolando em banho maria.
Envie o seu Comentário