01/11/2017 14:04:00

Protegendo a vida e a água

Cooperação possibilita recuperação e proteção de nascentes em Peçanha



Na segunda-feira (30), teve início em Peçanha uma ação conjunta para proteção e recuperação de nascentes. Na ocasião, representantes da comunidade, da Cenibra, o Instituto Estadual de Florestas (IEF), Emater e da Prefeitura Municipal participaram da entrega dos materiais e repasse de informações em duas propriedades particulares do município.

Esta ação é um marco inicial do projeto. O próximo passo é mobilizar os proprietários de imóveis rurais a se cadastrarem junto ao IEF, Emater, Prefeitura Municipal ou Cenibra, para aderir ao trabalho.

Divulgação/ACS Cenibra


Várias nascentes voltam a ter condições de produzir água após os cuidados
Além dos materiais necessários para cercar os olhos d’água, os produtores rurais ainda recebem preciosas orientações sobre as técnicas para a recuperação e proteção de nascentes.

Esta iniciativa integra o Programa da Recuperação Ambiental, que contempla várias ações com a finalidade de manter ou melhorar a qualidade ambiental das áreas de matas nativas, sobretudo das áreas de preservação permanente, o que representa uma contribuição direta para a manutenção da quantidade e qualidade da água produzida nas áreas da empresa.

Há um Termo de Cooperação Mútua firmado entre a Cenibra e o Instituto Estadual de Florestas (IEF), que busca a união de esforços para cercar nascentes localizadas na região da bacia hidrográfica do rio Suaçuí Pequeno, no município de Peçanha.

As ações de recuperação ambiental desenvolvidas pela empresa estão sendo expandidas de forma a contemplar propriedades inseridas no Programa de Fomento Florestal e vizinhos das terras da empresa.

Contando também com o apoio da Prefeitura Municipal de Peçanha e da Emater, o projeto contemplará a proteção de mais de 100 nascentes e tem como objetivo promover o aumento da disponibilidade hídrica e a melhoria da qualidade da água produzida na bacia do rio Suaçuí Pequeno, que é uma das principais fontes de abastecimento de água para a sede do município.

Programas de monitoramento de água, solo, fauna e flora são desenvolvidos em parceria com universidades e empresas especializadas.

Os resultados destes monitoramentos são considerados no planejamento das atividades operacionais, bem como na definição de estratégias de conservação e proteção do patrimônio natural da empresa, composto por mais de 103 mil hectares de matas nativas.

A área é maior do que os 20% exigidos legalmente - Lei Nº 12651/2012 – Código Florestal e é povoada por uma rica fauna silvestre e conta com diversos lagos e cursos d'água devidamente protegidos, segundo os critérios legais.

Estas áreas abrigam mais de 4.500 nascentes devidamente protegidas, que fornecem água limpa para as comunidades vizinhas da empresa, bem como mantém a biodiversidade.


Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Envie o seu Comentário