29/10/2017 22:58:00

Adolescentes morrem afogadas no rio Piracicaba em Antônio Dias

Sob calor de domingo meninas se banhavam nas proximidades da barragem de Sá Carvalho, quando morreram afogadas



Com atualização de dados às 18h27 de 30/10

Duas adolescentes morreram afogadas no rio Piracicaba, na tarde deste domingo. Sob calor de 38 graus de hoje, várias pessoas se banhavam após a barragem de Sá Carvalho, onde o rio forma vários “panelões”. A diversão acabou em uma tragédia que chocou a população da cidade.

As vítimas foram, Samantha Pereira Ramos, de 13 anos, residente na avenida Minas Gerais, centro de Antônio Dias, e a amiga ela, Alice Tereza de Almeida Madeira, também de 13 anos, moradora de Belo Oriente. Ela tinha ido passear na casa da mãe, em Antônio Dias, e foi com a prima, Samantha, tomar banho do rio.

Testemunhas informaram aos Bombeiros Militares, uma menina de dez anos também estava com as duas adolescentes e foi salva pelo padrasto que viu o momento em que as meninas começaram a ser levadas pela correnteza do rio.
O homem correu, segurou a criança de dez anos, sua enteada, mas não conseguiu alcançar sua própria filha e a prima, que foram arrastadas pela força do Piracicaba. A menina de 10 anos, que foi salva, é irmã de Alice, por parte de pai.

Buscas

Os militares do Corpo de Bombeiros retornaram na manhã desta segunda-feira ao local do afogamento, onde procuram pelo corpo de Alice. Depois do afogamento, no fim da tarde de domingo, equipes dos bombeiros de Timóteo e Coronel Fabriciano estiveram no local e fizeram mergulhos em busca dos corpos. No começo da noite os militares localizaram o corpo de Samantha. Já o corpo de Alice foi encontrado três dias depois. Confira a atualização da noticia no Diário do Aço.



Banho no rio Piracicaba termina em tragédia, em Antônio Dias


Alex Ferreira + reprodução

Samantha Souza e Alice Tereza de Almeida, ambas de 13 anos, foram arrastadas por correnteza nessa área normalmente usada por moradores de Antonio Dias, para banhos nos poções criados pela baixa do rio Piracicaba depois da barragem


Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Comentários

Sorriso®®®

30 de Outubro, 2017 | 18:13
Triste

Sergio

30 de Outubro, 2017 | 15:24
Descordo de tudo oque foi falado eu estava la e vi como as meninas morreram eu fui o primeiro a chama os bombeiros e o local e outro das imagens um locais que só serve oara pesca os adultos foram negligentes se não foce eu e meu cunhado gritar tanto com eles nem a minina ele teria tirado das águas .elas moreram a menos de quatro metros dele e eles demoram demais a procurar alguma coisa para elas agararem ou até mesmo uma corrente humana .Mas não ficaram gritando oara nos que não sabíamos nadar e estávamos do outro lado do riu .tudo isto aconteceu muito próximo de nos mas como la e uma Cachoeira seguida de corredeiras não dava pra fase nada infelismente.
Envie o seu Comentário