26/10/2017 09:24:00

Usiminas comemora aniversário com novas perspectivas de crescimento

Empresa atinge 55 anos de operação e vive fase de novos e bons resultados



ACS Usiminas


Roberto Maia, diretor da Usina em Ipatinga
Após 55 anos de operações, comemorados em outubro, a Usiminas iniciou em 2017 uma nova fase na sua história. A empresa vinha de um período que conjugou, entre outros problemas, a crise econômica no país e uma queda no consumo mundial de aço. Há cerca de um ano, porém, tem conseguido paulatinamente vencer as dificuldades e contabilizar resultados positivos.

Em Ipatinga, por exemplo, berço das operações industriais da companhia, a Usiminas mantém a pleno vapor as obras de reforma do Alto- Forno 1. A cargo da Usiminas Mecânica, a reforma responde pela geração de 400 novas vagas de trabalho. A expectativa é que a estrutura retome as operações em abril de 2018.

“O retorno do forno vai permitir o aumento na produção da ordem de 500 e 600 mil toneladas de ferro-gusa/ano. Isso contribuirá com o reaquecimento da economia regional, geração de postos de trabalho e arrecadação de mais impostos”, destaca o diretor da Usina de Ipatinga, Roberto Maia.

ACS Usiminas


Área dos três altos-fornos da Usiminas
Os resultados financeiros recentes obtidos pela Usiminas vêm mostrando uma trajetória sustentável de crescimento. No segundo trimestre deste ano, a empresa anunciou um Ebtida (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da ordem de R$ 750 milhões, o melhor resultado obtido em 28 trimestres.

O número foi influenciado pelo reconhecimento de R$ 205,1 milhões recebidos, em julho, pela Mineração Usiminas (MUSA), após acordo firmado com a Porto Sudeste em junho deste ano. Sem considerar esse valor, a Usiminas alcançou, no período, um Ebitda ajustado de R$ 550,8 milhões, o maior em 13 trimestres. 

Paralelamente, a empresa vem acumulando outras conquistas. Recentemente teve sua nota de avaliação de risco global (rating) elevada por duas das maiores agências globais, a Standard and Poors e a Fitch, e vem contabilizando sucessivas altas no preço de suas ações comercializadas na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa).


Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Envie o seu Comentário