20/10/2017 17:51:00

Surpresas do futebol



Divulgação

O futebol sempre foi uma caixinha de surpresas, e não poderia ser diferente em nenhuma das divisões, seja do brasileiro ou de campeonatos estaduais.

Na quarta-feira (18), o Ipatinga foi surpreendido pelo Poços de Caldas e acabou derrotado. Quando todos acreditavam que a classificação e o acesso para a segunda divisão viriam no meio da semana, o time foi derrotado e agora tem que torcer para um empate entre Poços de Caldas e Democrata de Sete Lagoas, em jogo neste final de semana, ou então terá que vencer o Ponte Nova na última rodada do campeonato.

Não existe classificação antecipada, não tem jogo marcado, os pontos necessários precisam ser conquistados para se poder comemorar a vitória ou uma classificação. Não vejo nenhuma necessidade de desespero, o time do Ipatinga é bom, tem jogadores com muitas qualidades, mas vai precisar vencer para buscar o acesso a segunda divisão.

Portanto, é preciso que o torcedor tenha paciência, que a equipe esteja focada em mais uma vitória, pois vai encerrar a competição jogando em casa e tem plenas condições de se classificar e até ser campeão, caso haja um tropeço do Coimbra. O Ipatinga folga este fim de semana, e com isto poderá ser ultrapassado na soma dos pontos, mas o mais importante no momento é o acesso ao Módulo II.

CLÁSSICO
Amanhã, mais uma vez, teremos um dos grandes clássicos do futebol brasileiro no Mineirão, que será palco para Atlético e Cruzeiro buscando a recuperação no campeonato, já que as duas equipes foram derrotadas no meio da semana, o Cruzeiro perdendo fora para o Coritiba e o Atlético perdendo em casa para a Chapecoense.

O Cruzeiro já conseguiu uma grande conquista nesta temporada, vencendo o Flamengo e conquistando a Copa do Brasil pela quinta vez, e tem um time mais equilibrado, mais qualificado para vencer a partida. Mas como é um clássico, tudo pode acontecer.

Do outro lado temos um Atlético que não se encontrou, com uma equipe instável, um elenco que entrou o ano como sério candidato a conquistar títulos na temporada, mas não conseguiu nada, foi a maior decepção. Venceu apenas o campeonato estadual e não consegue nem se firmar no Campeonato Brasileiro. Ao Galo só a vitória interessa, para que o time não continue correndo risco de rebaixamento.

VIOLÊNCIA GRATUITA
Afinal de contas, o que está acontecendo com o futebol brasileiro, qual a razão desta violência gratuita, que toda semana aflora entre as pessoas e não tem mais limites? Depois de uma agressão e várias tentativas, mais um caso acontece no futebol amador de Ipatinga.

A partida envolvendo Cidade Nobre e Universo não terminou, em razão de mais um tumulto, e o árbitro César Teixeira acionou a Polícia Militar para tentar resolver a questão. Diante da impossibilidade da permanência da viatura no campo naquele momento, o árbitro encerrou a partida por falta de segurança.

Muitas famílias, jogadores e dirigentes vivem a expectativa da chegada do domingo, para terem seu momento de lazer, principalmente as crianças. E todos os domingos há um ato gratuito de violência contra a arbitragem?
Qual a razão para tanta violência no esporte? Esta situação é visível no país inteiro, todos os dias vemos atos de violência sem nenhuma razão, as vezes por que o torcedor acredita que o árbitro cometeu um erro, e acha que tem necessidade de sair por aí agredindo as pessoas.

Ao caminhar para cometer uma agressão, será que o cidadão não percebe qual será a reação contrária de quem será agredido?

É preciso que a LDI tome medidas rigorosas para que a situação seja ao menos amenizada. O futebol amador não merece conviver com estas agressões, e vai chegar o momento em que os árbitros vão se manifestar e não aceitar mais ir a campo para trabalhar nas partidas, pois o dinheiro que recebem pela arbitragem não é o seu meio de vida, praticamente todos tem uma profissão e o futebol é apenas um complemento ou um lazer.

Sei que a arbitragem às vezes comete erros sem necessidade, mas nada justifica uma agressão gratuita. E podem ter certeza, no dia que a arbitragem decidir se defender e não ir aos estádios trabalhar, o futebol amador vai perder, e muito.

SEM EXPECTATIVA
Não vejo nenhuma razão de preocupação com o time sub-23 do Atlético, que disputa o Campeonato Mineiro da Terceirona. O time foi montado para colocar em atividade jogadores que estouraram da categoria de juniores, para que eles pudessem mostrar serviço e ter uma chance na equipe profissional, ou para ser emprestados ou negociados com outras equipes do futebol brasileiro.

Mas o que estamos vendo é que pouquíssimos jogadores poderão ser aproveitados. Na realidade, o Galo nem deverá disputar esse campeonato em 2017, pois a CBF deve realizar o brasileiro da categoria sub-23, e o time deve concentrar suas ações na competição nacional.

Portanto, nada justifica a preocupação. O time veio para disputar o mineiro, foi um motivo para colocar em atividades estes jogadores. E acho que a vontade de subir para o Módulo II estava nos objetivos do Atlético, mas como isso não aconteceu, a vida do clube segue da mesma maneira.

LEMBRANÇAS
Orlando José Barbosa, Paulo César Gomes, Joatan Neves, Juruceir Santos e tantos outros árbitros que fizeram uma grande história no futebol de Ipatinga.

roberto50mg@hotmail.com.


Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Envie o seu Comentário