13/10/2017 16:34:00

Ipatinga



Divulgação

Hoje o Ipatinga retorna a campo, no estádio Ipatingão, para enfrentar a equipe do Atlético B, que está disputando o Campeonato Mineiro da Segunda Divisão, e a vitória pode colocar o Ipatinga no módulo B, caso o Democrata de Sete Lagoas empate a sua partida. Com a vitória, o Ipatinga não poderá mais ser alcançado na tabela.

Será um jogo muito importante e a participação da torcida também. A torcida tem comparecido, fazendo o seu papel de apoiar a equipe desde o início das partidas, e conseguindo incentivar o time, que está na condição de necessitar de apenas quatro pontos para o seu acesso, sem necessitar dos resultados das outras equipes.

O estádio Ipatingão teve sua capacidade aumentada para 15.000 torcedores, e não serão necessárias tantas mudanças para que a capacidade máxima seja liberada pelo Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar. Com isto, o estádio voltaria a receber jogos de outras equipes, como acontecia em anos idos, onde Atlético, Cruzeiro, Botafogo e outras equipes do Brasil estiveram no estádio realizando os seus jogos.

Com a liberação para 15.000 torcedores, o estádio caminha para consolidar a liberação total do seu espaço, e fica a expectativa do retorno das cadeiras que foram arrancadas do estádio, com alegações que nenhum torcedor acredita. Falaram tantas coisas sobre a necessidade de retirar as cadeiras que até hoje não se sabe a razão, mas sabemos que deve ter sido o único estádio do planeta que teve as suas cadeiras arrancadas depois de o estádio estar pronto para seus espetáculos de futebol.

Também em breve o estádio deve realizar uma parceria com a iniciativa privada, para colocar em funcionamento o tão falado placar eletrônico, que ficou tanto tempo esquecido por administrações anteriores, e agora pode virar uma nova realidade. É aguardar e torcer para que dê certo esta nova proposta da atual administração.

Que o torcedor compareça e prestigie o Tigre, e que o time conquiste uma grande vitória para conseguir o tão sonhado acesso para a próxima divisão, e que em 2019 estejamos de volta à elite do futebol mineiro.

SUGESTÃO
Que durante o intervalo dos jogos no Ipatingão o sistema de som coloque algumas músicas para descontrair o público nos 15 minutos, e que não fique toda hora repetindo o Hino do tigre. Uma música da MPB seria muito mais agradável para os nossos ouvidos, durante os 15 minutos que ficamos aguardando o reinício da partida.

DILEMA
Até o final do Campeonato Brasileiro, alguém irá descobrir para que servem aquelas “estátuas” fantasiadas de árbitro que ficam nas laterais das traves dos goleiros, pois o que acontece dentro de campo é que eles ainda não definiram qual é a sua função, pois não conseguem enxergar nada.

VIOLÊNCIA
Parece que o mundo continua virado ao avesso, e não poderia ser diferente aqui. E a violência mais uma vez se faz presente em eventos esportivos. Após sair do Independência, o ônibus que conduzia a equipe do São Paulo foi apedrejado quando parou em um semáforo em Belo Horizonte. Algumas pedras foram atiradas e janelas foram quebradas, a polícia usou bala de borracha para contar os vândalos e irresponsáveis, mas ninguém foi preso.

Fico imaginando se o Atlético tivesse sido derrotado, o que de pior poderia ter acontecido. Mas como a violência vai retornar, pois já virou rotina e ninguém quer resolver o problema, fica a certeza que muitos ainda morrerão, até que alguém queira mudar a história da violência dentro e fora dos estádios.

ÓDIO NAS REDES SOCIAIS
Uma situação que aconteceu mais uma vez no futebol amador de Ipatinga, na partida entre AERC e Cidade Nobre, trouxe um debate desnecessário nas redes sociais, onde tive a oportunidade de coletar algumas postagens de pessoas comentando sobre o trabalho da entidade esportiva e também sobre a arbitragem, inclusive destilando o seu ódio contra as pessoas que atuam nas partidas.

Como não estava presente, não posso afirmar o que aconteceu no lance, onde eles alegam que houve uma penalidade máxima não marcada pela arbitragem.

Mas o que assusta é o ódio das pessoas contra a arbitragem, inclusive incitando a violência contra as pessoas.
O que precisamos é tomar muito cuidado com as nossas ações, porque ninguém pode mensurar a atitude que o agredido irá tomar no momento do clima de uma partida, portanto, temos que ter muito cuidado para não tomar qualquer atitude que extrapole o bom senso.

LEMBRANÇAS
De João Elias Inácio, o melhor presidente que passou pela Liga de Desportos de Ipatinga. Ele criou as divisões na cidade, transformou o futebol amador em uma grande praça da prática esportiva, incentivou o esporte especializado. Foi em sua administração que o futsal começar a mudar a sua história na cidade.

roberto50mg@hotmail.com .


Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Envie o seu Comentário