06/10/2017 15:00:00

Encontro do Solidariedade discute o futuro de Minas e do Brasil na capital mineira

Estiveram presentes vereadores, vice-prefeitos, prefeitos, presidentes municipais, filiados e toda a executiva estadual



Divulgação


O Solidariedade foi o partido que mais cresceu das legendas recém-criadas, e também obteve o melhor desempenho nas eleições de 2016, elegendo mais de 60 prefeitos, 130 vices e 1300 vereadores, dizem os coordenadores
O Solidariedade de Minas Gerais realizou na quinta-feira (5) seu encontro estadual em Belo Horizonte, com a presença de mais de 300 lideranças de mais de 150 cidades e abordou a reforma política, as bases sociais do partido e o planejamento para as eleições de 2018. Estiveram presentes vereadores, vice-prefeitos, prefeitos, presidentes municipais, filiados e toda a executiva estadual composta pelo presidente deputado federal Zé Silva, secretário-geral Luiz Carlos Miranda, tesoureiro Rodrigo Moreira Ladeira Grilo, vice-presidente e vice-prefeito de Betim, Vinicius Resende, líder da bancada, deputado federal Laudívio Carvalho e os secretários dos movimentos sociais.

O pré-candidato ao governo de Minas, Dinis Pinheiro, também compareceu ao evento e disse “temos que mudar e mudar para valer. Todos devem ser protagonistas nessa virada, nesse novo tempo, nessa nova Minas Gerais e nesse novo Brasil”.

O Solidariedade foi o partido que mais cresceu das legendas recém-criadas, e também obteve o melhor desempenho nas eleições de 2016, elegendo mais de 60 prefeitos, 130 vices e 1300 vereadores em todo o Brasil, além de ter duplicado o seu número de filiados. Minas se destaca com o melhor resultado dentre os estados brasileiros com 17 prefeitos, 23 vices e 224 vereadores.

Definição

O Solidariedade decidiu em conjunto com seus filiados que nas eleições de 2018 lançará candidato ao governo do estado, senador, e chapa de deputados federais e estaduais. Para o secretário geral de Minas Gerais, Luiz Carlos Miranda “o Solidariedade está trabalhando para se tornar o maior partido de Minas Gerais e para isso é preciso ter coragem. Elegeremos três deputados federais e cinco deputados estaduais nas eleições do ano que vem. Essa é a nossa meta, o nosso compromisso”, concluiu Miranda.

O evento também contou com a presença do secretário nacional do Solidariedade, Luiz Adriano, que reforçou que a meta proposta para as eleições de 2018 do Solidariedade em Minas tem o apoio da Executiva Nacional.


Reação dos Leitores





Envie o seu Comentário