06/10/2017 19:20:00

Sobe para oito o número de crianças vítimas de ataque em Janaúba

Mais duas crianças vítimas da tragédia em Janaúba morreram hoje a noite e agora, são 9 mortos e 41 feridos




Mais duas crianças morreram e, com uma professora, chega a sete o número de vítimas de tragédia em Janaúba


Subiu hoje para oito o número de vítimas mortas na tragédia em Janaúba, no Norte de Minas, provocada pelo vigia Damião Soares dos Santos, do centro infantil Gente Inocente, que ateou fogo em várias crianças, funcionários e ao próprio corpo. Na tarde desta sexta-feira, as autoridades confirmaram a morte de Yasmin Medeiros Salvino, de 4 anos, e de Cecília Davina Gonçalves Dias, de 4.

Na hora do ataque, uma menina e três meninos morreram na manhã de quinta-feira (5). Duas outras crianças não resistiram aos ferimentos durante a transferência a um hospital da capital, segundo os bombeiros e a prefeitura. 

A professora Heley Abreu, que ajudou a proteger crianças, teve mais de 90% do corpo queimado e morreu na noite de quinta, segundo a Fundação Hospitalar de Janaúba.

Também foram identificados dois adultos e 21 crianças feridos, com idades entre 2 e 6 anos. No total, 15 vítimas foram transferidas a outras cidades – 11 para Montes Claros, que e maior cidade da região, e quatro para a BH.

Pelo quadro de saúde delicado dos pacientes, equipes de resgate tiveram dificuldades para levar feridos à capital. “Há casos em que temos de colocar o paciente em pulmão externo”, disse Marcelo Lopes Ribeiro, diretor técnico do Hospital João XXIII, referência em Minas no atendimento a queimados.

Segundo a prefeitura de Janaúba, desde 2008, o vigia Damião Soares dos Santos, de 50 anos, era vigia noturno da escola, que tem 82 alunos. Ele havia tirado férias de junho a agosto e quando voltou, em setembro, alegou problemas de saúde.

O vigia foi à escola nesta quinta para entregar o atestado médico à diretora. Damião tinha problemas mentais, estava sob tratamento médico e já foi internado em um centro de atenção psicossocial. Depois do ataque na creche, o vigia também jogou combustível no seu corpo e tocou fogo. Ele foi socorrido com vida, mas também morreu.

Investigações iniciais da corporação indicam que Damião Soares dos Santos, de 50 anos, premeditou crime. Galões com combustíveis foram encontrados na casa dele.

“Também foi apurado que Damião marcou simbolicamente a data, pois há três anos seu pai faleceu”, afirmou a corporação policial, por meio de nota. Ele disse à família, na terça-feira, que daria um “presente” a todos, se matando em breve. As investigações apuraram ainda que ele era “obcecado por crianças”.

As investigações também colhem dados em uma rede social usada pelo vigia. No dia 2 de outubro ele fez algumas publicações. Em uma delas afirma que "tudo o que toco vira o que quiser". Em outra ele também diz que "sempre plantou amor, verdade, paz, felicidade e liberdade".

Reprodução Facebook


O vigia Damião Soares dos Santos, de 50 anos, também morreu com os ferimentos sofridos no incêndio







Reação dos Leitores





Envie o seu Comentário