05/10/2017 17:21:00

Empresário caratinguense é executado com cinco tiros na cabeça

Populares disseram que o autor dos disparos permaneceu sentado em frente a um bar, na mesma rua do crime, por mais de meia hora



Super Canal/Caratinga


Valtecide Veloso foi executado a tiros dentro de seu carro, em frente à sua residência


A polícia de Caratinga apura informações que levem ao esclarecimento do assassinato do empresário Valtecide Veloso de Godoy, de 66 anos. Ele foi executado com cinco disparos de arma de fogo que o atingiram na cabeça, na noite de quarta-feira (4), na rua Andiroba, no bairro Zacarias, em Caratinga. Valtecide era proprietário da Marmoraria Caratinga e estava dentro de um Fiat Uno, em frente à casa onde mora com a mulher, Maria Helena Cevidanes, de 57 anos, que também foi alvejada. A mulher foi socorrida por terceiros e encaminhada à Unidade de Pronto Atendimento (a UPA de Caratinga).

A perícia técnica da Polícia Civil colheu vestígios e indícios na cena do crime, o que irá auxiliar nas investigações. Até o momento não se sabe a autoria nem a motivação do delito. Porém, policiais militares levantaram informações apontando um homem magro, alto, de cor branca, que vestia blusa de manga comprida de cor verde – do tipo camuflada – calça jeans e boné preto, foi o executor do crime. O boné, inclusive, foi perdido no momento da fuga.
Populares disseram que o autor dos disparos permaneceu sentado em frente a um bar, na mesma rua do crime, por mais de meia hora. Conversou com as pessoas e disse que pretendia alugar uma casa, acrescentado que aguardava a chegada de sua esposa para juntos olharem o imóvel em um prédio em frente ao bar.

O assassino chegou ao local do crime na garupa de uma motocicleta Honda, de cor vermelha. A polícia já sabe que o piloto aguardou na moto, em uma rua acima do bar. Foi nessa motocicleta que o atirador fugiu logo após executar o comerciante.

A sobrevivente do ataque, Maria Helena, informou que seu marido ligou dizendo que estava a caminho para apanhá-la. O casal iria à casa da lavadeira da família. A mulher desceu do prédio e, ao chegar à rua e se virar para fechar o portão de entrada, escutou vários tiros e viu um homem correndo. Nesse momento, ela percebeu que também tinha sido atingida por um dos tiros. Desde o registro do caso, que teve grande repercussão em Caratinga, a polícia mantém um esforço concentrado para a apuração do crime.



Reação dos Leitores





Envie o seu Comentário