12/09/2017 12:11:00

Tiros, assassinato, perseguição e ameaça de linchamento marcam a noite em Dionísio

Ao saber da morte de vítima populares organizaram caçada a acusado do crime com a intenção de promover um linchamento



A cidade de Dionísio teve uma noite tumultuada com um crime de grande repercussão entre a população. Tudo começou por volta de 21h30, quando houve um desentendimento entre um jovem de 18 anos e dois homens, dentro de um bar.
Divulgação


Dionísio: uma das cidades do Colar Metropolitano do Vale do Aço foi palco de crime violento, na noite passada


Wanderson Dias, de 36 anos , acabou atingido por vários tiros, não resistiu e morreu ao dar entrada no hospital São Sebastião, em Dionísio. Já Marcelo Ermelindo Damaceno, de 32 anos, saiu gravemente ferido ao entrar em luta contra o acusado do homicídio, mas sobreviveu, conforme apurou o Portal Diário do Aço, na manhã desta terça-feira.

O acusado dessa história é Solano Damaceno Talentino, de 18 anos, que apesar da idade tem várias passagens pela polícia por causa de delitos diversos, conforme levantamentos policiais.

Uma testemunha informou aos policiais militares que se encontrava em um bar com as vítimas Wanderson e Marcelo, quando em determinado momento os dois começaram uma discussão com Solano. Conforme a testemunha, insultado por Solano, Wanderson disse que para ele sair e manter distância.

De fato Solano saiu do estabelecimento comercial, mas 15 minutos depois retornou ao local, dirigiu-se a Wanderson, que estava de costas e efetuou dois disparos com uma arma de fogo. Mesmo atingido nas costas, a vítima tentou sair correndo do bar, mas caiu na porta. Solano perseguiu a Wanderson e efetuou mais três tiros contra a vítima caída ao solo.

Wanderson Dias, de 36 anos , acabou atingido por vários tiros, não resistiu e morreu ao dar entrada no hospital São Sebastião


No momento em que Solano atirava contra Wanderson, caído ao solo, Marcelo tentou socorrer o amigo e atracou-se com o atirador. O agressor, então, tentou efetuar mais tiros contra Marcelo, que conseguiu bater na mão de Solano, momento em que a arma caiu ao solo. Desarmado, o atirador tentou fugir, foi perseguido e agarrado pelo pescoço por Marcelo.

Neste momento, uma irmã de Solano entrou na briga e puxou o criminoso para trás. Com isso, o jovem conseguiu escapar das mãos de Marcelo e saiu correndo em direção a uma residência. Marcelo manteve a perseguição contra o autor dos tiros, mas foi derrubado e ficou desacordado. Somente recobrou os sentidos enquanto era atendido no hospital. Solano manteve a fuga em direção a uma área cobertura por um matagal.

Wanderson deu entrada no hospital ainda com vida, mas teve uma parada cardíaca, não resistiu e morreu. Marcelo deu entrada com diversos ferimentos provocados pela luta contra Solano.

A arma usada no crime, um revólver calibre 32, com cinco cartuchos deflagrados, foi encontrada na rota de fuga do autor dos disparos, em um monte de areia. Enquanto faziam buscas, policiais chegaram a escutar um estampido de tiro, mas por causa da vegetação densa, não identificaram a origem.

Solano Damaceno Talentino, de 18 anos, é apontado como o autor do assassinato


Ainda conforme relato da Polícia Militar, o fato causou clamor social e levou centenas de pessoas para a rua na noite passada. Quando souberam da morte de Wanderson, várias pessoas organizaram uma caçada ao autor do homicídio, com o propósito de linchá-lo, caso fosse encontrado. Até a manhã desta terça-feira não havia informações sobre o paradeiro do acusado do crime.

Entretanto, o Portal DA apurou que a polícia desconfia que Solano teve ajuda de um amigo para fugir da cidade em um Fiat Uno de cor prata. Esse amigo do acusado esteve no hospital e perguntou sobre o estado de saúde de Wanderson, foi informado da morte e saiu no carro.


Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Comentários

Antigo Morador

14 de Setembro, 2017 | 19:41
Ta demorando ir alguem ai e fazer uma limpa.

Manoel

13 de Setembro, 2017 | 16:52
Não adianta, Dionisio já foi uma cidade cheia de paz, os bandidos estão tomando conta dessa cidade, um grupo de criminosos estão tomando conta dessa cidade, tomo mundo anda com medo nas ruas, ficam andando armados a todo tempo com arma na cintura, tá ficando impossível, traficando a luz do dia

Alerquina

13 de Setembro, 2017 | 15:13
A arma é do Icaro Martins, chamado de Boy

Roberto

12 de Setembro, 2017 | 20:54
Não adianta ser linchado. So cortam as 2 mãos dele ,pronto.ele é covarde.n é homem , pegou pelas costas .
Envie o seu Comentário