12/08/2017 15:02:00

Em uma tragédia passional, soldado PM mata a namorada, a sogra, a mãe e se mata

Em mensagem enviadas pelo whatsapp, policial alertou sobre os crimes em Divinópolis e Rio Pomba




gor Quintão Vieira, de 23 anos, sem qualquer problema na polícia protagonizou hoje uma tragédia sem precedentes

Uma tragédia sem precedentes foi registarda neste sábado. Um soldado da Polícia Militar (PM) matou a namorada, a sogra, a própria mãe e cometeu suicídio em seguida. Os crimes ocorreram, em Divinópolis, na madrugada, e em Rio Pomba, na manhã deste sábado.

O relatório da própria PM informa que o soldado Igor Quintão Vieira, de 23 anos, matou a também soldado Aline Guimarães Rodrigues, de 34 anos, a mãe dela, Elisabete Guimarães Rodrigues, de 66 anos, em Divinópolis.

Igor e Aline eram alunos do curso da Escola de Formação e Aperfeiçoamento de Sargentos em Belo Horizonte e estavam de folga na cidade onde Aline morava. Os levantamentos indicam que depois de matar a namorada e a sogra, o soldado foi para sua terra natal, Rio Pomba, e matou a |mãe, Eloiza Santa Quintão Vieira, de 48 anos e, em seguida, se matou.

Aline Guimarães Rodrigues, de 34 anos

Antes de matar a mãe, o militar enviou uma mensagem pelo WhatsApp para o irmão pedindo desculpas por não ser forte e confessando que havia matado a namorada e a mãe dela em Divinópolis.

Os crimes chocaram colegas de trabalho e superiores dos dois policiais. Eles afirmam desconhecer quaisquer problemas entre Igor e Aline. Familiares também desconhecem problemas entre o filho e a mãe. Por isso, o caso será investigado, conforme o comando da PM.


Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Envie o seu Comentário